Publicidade

Publicidade
24/10/2009 - 02:08

Grupo Galpão volta às origens: o teatro de rua

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michel@aplausobrasil.com

<i><b>Grupo Galpão</i></b> apresenta <i><b>Till, A Saga de Um Herói Torto</i></b>

Grupo Galpão apresenta Till, A Saga de Um Herói Torto

 

Depois de algumas experiências com o palco à italiana em montagens de clássicos como O Inspetor Geral, de Gogol, Um Homem é Um Homem, de Brecht, ambos dirigidos por Paulo José, entre outros, o Grupo Galpão

volta ao espaço que consagrou seu trabalho: a rua. E é ao ar-livre que esses talentosos mineiros de Belo Horizonte fazem meia-dúzia de apresentações de Till, A Saga de um Herói Torto, no Deck do SESC Pompéia até domingo (25), sábado (31) e domingo (1º), no Parque da Independência no Museu do Ipiranga.

O texto Till Eulenspiegel, do dramaturgo Luis Alberto de Abreu – mineiro radicado em São Paulo de quem a trupe, recentemente, encenou Um Trem Chamado Desejo -, escrito para e encenado pela Fraternal Cia. de Artes e Malas Artes há alguns anos, traz a história de Till, herói criado pela cultura popular da Idade Média na Alemanha que é gerado sem algumas peculiaridades inerentes à espécie humana, para cumprir uma aposta entre Deus e o Diabo.

 No coração de uma Alemanha miserável, cercada por personagens grotescos e espertalhões de toda espécie, Deus traz ao mundo a alma de Till que, de quebra, é abandonado meio ao frio e à fome num local em que descobre que, para sobreviver, precisa tornar-se mais e esperto e enganador que os outros. Será que o Demônio vence a aposta?

Seis únicas apresentações:

22 a 25 de outubro – SESC Pompéia, Deck da Unidade

31 de outubro e 1º. de novembro – Parque da Independência do Museu do Ipiranga

TILL, A SAGA DE UM HERîI TORTO

 

O último trabalho do Grupo Galpão, Pequenos Milagres, dirigido por Paulo Moraes da Armazém Cia. de Teatro, teve texto criado a partir do depoimento de histórias enviadas ao Grupo por pessoas do público que tinham passagens particularmente interessantes. Em Till, a Saga de um Herói Torto, também houve a participação do público em sua escolha já que quatro cenas realizadas em março deste ano e dirigidas por integrantes do Grupo foram postas ao voto do público. O campeão de preferência nas opiniões enviadas pelas pessoas que assistiram à apresentação das cenas foi a montagem realizada a partir do texto Till Eulenspiegel, de Luís Alberto de Abreu. Seu universo marcado pela cultura popular da Idade Média já era também um dos prediletos entre os atores do Galpão por seu caráter eminentemente popular e sua linguagem de teatro narrativo, de grande comunicação com o público.

Com direção de Júlio Maciel, cenário e figurinos de Márcio Medina e direção musical de Ernani Maletta, o espetáculo representa a volta do Grupo Galpão ao teatro de rua e suas formas de representação popular.

Para o Galpão, a rua é um espaço importante para a democratização da arte e do teatro.

“Ela nos traz desafios de como apresentar o espetáculo para um público amplo e sem restrições de idade, classe social ou formação intelectual. Isso tem reflexos em todos os elementos de criação, como a dramaturgia, a cenografia, os figurinos e a música”, afirma Eduardo Moreira, integrante do Galpão.

A Petrobras é patrocinadora exclusiva do Grupo Galpão.

Ficha técnica

ELENCO/PERSONAGENS

Antonio Edson (Borromeu / Povo / Anão)

Arildo de Barros (Parteira / Juiz / Camponês / Carrasco / Padre / Miserável)

Beto Franco (Parteira / Português / Padre / Camponês / Miserável)

Chico Pelúcio (Demônio / Camponês / Voz do Soldado)

Eduardo Moreira (Doroteu / Povo)

Inês Peixoto (Till)

Lydia Del Picchia (Parteira / Consciência / Cozinheira / Menino)

Simone Ordones (Alceu / Povo)

Teuda Bara (Mãe / Miserável)

EQUIPE TÉCNICA

Direção: Júlio Maciel / Texto: Luís Alberto de Abreu / Cenografia e Figurino: Márcio Medina / Direção musical – arranjos, adaptações e composições: Ernani Maletta / Preparação corporal para cena: Joaquim Elias / Iluminação: Alexandre Galvão, Wladimir Medeiros / Caracterização: Mona Magalhães / Adereços: Luiza Horta, Marney Heitmann, Raimundo Bento / Sonorização: Alexandre Galvão / Cenotécnica e contra-regragem: Helvécio Izabel / Assistente de figurino: Paulo André / Assistentes de cenografia: Poliana Espírito Santo, Amanda Gomes / Preparação vocal: Babaya / Técnica de Pilates: Waneska Carvalho / Construção do palco: Tecnometal / Ajudante de cenotécnica: Nilson Santos / Costureiras: Taires Scatolin, Idaléia Dias / Fotos: Guto Muniz / Projeto gráfico: Lápis Raro / Consultoria de planejamento: Romulo Avelar / Assessoria de planejamento: Ana Amélia Arantes / Assessoria de comunicação: Paula Senna / Estagiários de comunicação: Ana Alyce Ly e João Luis Santos / Consultoria de patrocínio: Mauro Maya / Assistente de produção: Anna Paula Paiva / Produção executiva: Beatriz Radicchi / Direção de produção: Gilma Oliveira / Produção: Grupo Galpão / Patrocínio: Petrobras

SESC POMPEIA

(Rua Clélia, 93 – Tel.: 11.3871.7700)

De 22 a 24 de outubro – quinta a sábado, às 21h

Dia 25 de outubro – domingo, às 18h30

Local: Deck da Unidade. Grátis.

Retirada de senhas nos dias das apresentações na Bilheteria do SESC Pompeia

de quinta à sábado de 9h às 21h e domingo de 9h às 18h30

Limitado à lotação do espaço

Duração: 1h30 – Livre

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo