Publicidade

Publicidade
25/01/2010 - 17:31

Convencional imperdível

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

<i>Estranho Casal</i>, de Neil Simon, direção de Celso Nunes

Estranho Casal, de Neil Simon, direção de Celso Nunes

Neil Simon é o autor mais bem sucedido da Broadway. É claro que quem só gosta dos experimentais, off e off off Broadway, não o valoriza tanto assim e até chama suas peças de teatrão.

Mesmo nesse caso, talvez não devesse deixar de ir ao Teatro Folha para assistir Estranho Casal, ainda que já tenha visto no cinema ou no teatro. A direção de Celso Nunes é perfeita e não é à toa. Afinal o grupo do Celso, o Pessoal do Vitor, ficou famoso nos anos 1970, pois foi dos primeiros a montar texto surrealista. Esteve na vanguarda dos anos 1970 e hoje, como todos nós com o tempo, ficou mais convencional, quando as inovações são incorporadas por todos. Além da brilhante carreira de encenador, foi quem fundou o Departamento de Artes Cênicas da Unicamp, aposentado, virou Rolfista,  ou seja, terapeuta corporal.

Carmo Dalla Vechia e Edson Fiesch formam um <i>Estranho Casal</i>

Carmo Dalla Vechia e Edson Fiesch formam um Estranho Casal

A montagem conta ainda com o apoio da cenografia de José Dias, um dos melhores do país, assim como o iluminador Paulo César Medeiros e conta com ótimos dos figurinos de Ney Madeira.

Seus trunfos maiores, são os maravilhosos atores entre os quais se destacam Carmo Dalla Vecchia, Edison Fieschi, e Marcelo Várzea.

O objetivo é mostrar ao espectador que não importa a sexualidade dos envolvidos, nem o tipo de relacionamento, seja amizade, família ou casamento, morar junto é muito difícil.

Se você precisa ver para crer não perca, se concorda com as teses vá para se divertir muito.

FICHA TÉCNICA
Texto:
Neil Simon

Tradução e Adaptação: Gilberto Braga

Direção: Celso Nunes

Elenco: Carmo Dalla Vechia, Edson Fieschi, Bel Garcia, Susana Ribeiro, Marcelo Varzea, Marcos Ácher, Renato Wiemer e Rogério Freitas

Iluminação: Paulo César Medeiros

Cenário: José Dias

Figurino: Ney Madeira

Trilha Sonora: Billy Forghieri

Diretor de Produção: Luciano Borges

Produção Executiva: Nilza Guimarães

Caricatura: Ique

Produtores Associados: Carmo Dalla Vechia, Edson Fieschi e Luciano Borges

Realização: Luciano Borges e Fieschi Dalla Vechia Produções

ESTRANHO CASAL

SERVIÇO

Local: Teatro Folha

Estreia: 8 de janeiro

Temporada: até 28 de março

Horário: sexta, 21h30; sábado, às 20h e 22h e domingo, às 20h

Ingressos: R$60 (Setor 1) e R$50 (Setor 2)

Duração: 90 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

Teatro Folha: Av. Higienópolis, 618, piso 2 – Consolação – Centro. Telefone: 3823-2323

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo