Publicidade

Publicidade

Arquivo de maio, 2010

31/05/2010 - 12:43

Dois trabalhos para atores

Compartilhe: Twitter

1)      –  Atores japoneses de 30 a 50 anos para foto de Banco Itaú. – Ligar para 3845-5525 com Dagmar

2)      –  Ator para evento empresarial. – Acima de 45 anos – Boa aparência – Inglês fluente – Contato –luah@agentenaweb.com.br

FONTE: Boletim Amigos Atores Unidos

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags:
27/05/2010 - 22:09

O Som da Motown de graça na Festa do Teatro

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

"O Som da Motown" de graça

Tão logo vi na lista de 170 espetáculos, entre os dirigidos ao público adulto e infantil, da Festa do Teatro que o ingresso do show musical O Som da Motown estaria entre os 40 mil que serão distribuídos gratuitamente, lembrei das dezenas de comentários entusiasmados que os leitores do Aplauso Brasil deixara numa das matérias do site.

Uma leitora, identificada como Sueli Fernandes, comentou que ganhou os convites para a estreia e decidiu ir “porque não tinha nada programado para aquele dia” e surpreendeu-se com o que considera “o melhor show que já assistiu” e que “apesar de ser fanática por teatro” já voltou ao O Som da Motown mais quatro vezes.

Assim como Sueli, com sua perspicácia de espectadora ciente da linguagem teatral, nossa crítica colaboradora, Maria Lúcia Candeias, deixou claro em sua elogiosa crítica, Show é Apelido, deixa dois pontos claros: trata-se de um show musical e, mesmo isso, não atrapalha em nada seu altíssimo nível de qualidade que proporciona altos índices de prazer.

Fui correndo conferir o espetáculo e concordo com os comentários deixados na matéria de estreia da peça e com certos apontamentos de Maria Lúcia. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas Tags: , , , , , , , ,
26/05/2010 - 18:51

Ingressos para O Médico e o Monstro já estão à venda

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski e Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Vem aí a superprodução musical "O Médico e o Monstro"

Desde 20 de maio os clientes do cartão Visa tem exclusividade na compra dos ingressos do musical Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro que estreará no dia 08 de julho no Teatro Bradesco. Para os que não tem o cartão Visa as vendas começam no dia 04 de junho pelo site Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br) ou pelo telefone (11) 4003-1212.

Protagonizada por Nando Prado (A Bela e a Fera – 1ª montagem do musical da Disney no Brasil –, Miss Saigon e O Fantasma da Opera, entre outros) e Kiara Sasso (A Bela e a Fera – 1ª montagem do musical da Disney no Brasil –, O Fantasma da Ópera e A Noviça Rebelde, entre outros) e um elenco de mais 28 atores, a ficha técnica do espetáculo musical, cujos ensaios começaram dia 10 de maio, gera expectativas e promete exceder as 80 apresentações programadas no Teatro Bradesco, em São Paulo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , ,
25/05/2010 - 18:40

O herói se despe

Compartilhe: Twitter

Ruy Jobim, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Basílio e Natinha - Créd. Ruy Jobim Neto

Quem melhor do que um super-herói para abrir uma compota de palmito? É a pergunta de um milhão de dólares para a qual o lendário editor da Marvel, Stan Lee, sempre teve a resposta. Marcos Gomes, o dramaturgo, também se deparou com essa pergunta e se colocou a respondê-la em sua peça Basílio, O Destemido, sob direção de Marcos Loureiro, e que está em cartaz no Teatro da Memória do Instituto Cultural Capobianco, em São Paulo.

Fãs de quadrinhos de super-heróis, ambos, o autor Marcos Gomes (do recente Mariposas Não Sobrevoam Lâmpadas Halógenas) e o diretor Marcos Loureiro (de La Música) vasculham o universo lúdico daquelas vãs criaturas que são metade alienígenas, metade milionários, metade fotógrafos, mas que também são metade super-heróis.

A vida tece, vez ou outra, umas atrozes armadilhas no caminho dessas pessoas de identidades secretas e vidas duplas e que têm como missão escrita a ferro e a fogo em suas testas: salvar o mundo.

É o caso de Basílio, o super-herói que decreta, para o horror de todos, a sua própria aposentadoria, por mero tédio: ele pode perfeitamente saltar de cima de um edifício que não vai morrer. E nessa aposentadoria, os passos do herói o fazem entrar na escura caverna da hipocrisia humana.

Sob a iluminação e a direção de Loureiro, Basílio se despe. Há um quadro inicial de sua HQ particular, colocado na diagonal, chamado tecnicamente de “splash”, aquele mesmo em que o herói se apresenta e apresenta algum dilema por resolver. Aqui, ele cumpre a missão e resolve o dilema: tira o uniforme de herói, simplesmente, e sai da História para virar gente comum. Nisso, o mundo despenca à sua volta. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , ,
25/05/2010 - 12:37

Vem aí a 2ª Festa do Teatro de São Paulo

Compartilhe: Twitter

Redação (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"O Papa e a Bruxa" é atração da 2ª Festa do Teatro

Serão mais de 40 mil ingressos teatrais distribuídos, gratuitamente, para os mais variados espetáculos em cartaz na capital paulista. Eis o panorama da 2ª edição da Festa do Teatro que começa nesta quinta-feira (28) e vai até o dia 6 de junho com espetáculos como Hairspray, Gorda, Hipóteses Para o Amor e a Verdade, A Alma Boa de Setsuan, Ghetto, O Som da Motown, A Vida Continua, entre outros, cujos ingressos serão distribuídos entre 27 e 29 de maio. (OS PONTOS DE DISTRIBUIÇÃO DOS INGRESSOS VOCÊ CONFERE AO FINAL DESTA MATÉRIA).

A segunda edição da Festa do Teatro, que promete repetir o sucesso do ano passado, traz uma novidade este ano: a inclusão de peças infantis. Serão distribuídos gratuitamente mais de 30 mil ingressos para o público adulto e 10 mil para a criançada conhecer a magia teatral. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , ,
22/05/2010 - 03:11

Riso e desespero na Rússia contemporânea

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

"Casting" - da esquerda para direita - Caco Ciocler, Bete Dorgam, Aline Moreno, Natalia Gonsales e Bia Toledo - crédito - Bianchi Jr.

Quando a luz cai ao final do segundo ato de Casting, de Aleksander Gálin, autor russo contemporâneo montado pela primeira vez no país, o riso que tomava conta da plateia desloca-se para o lamento poético da melodia do acordeon de Tamara (Nani de Oliveira, em delicada performance). Há, meio ao absurdo da situação, uma urgência desesperada em acreditar num porvir redentor.

Um anúncio no jornal recrutando mulheres a participarem de um concurso de talentos artísticos recebe, entre as inúmeras candidatas, algumas mulheres “velhas e feias” para terem a chance de exibirem seus dotes artísticos durante o concurso.

Inconformadas com a rejeição e capitaneadas por Vlarvara (a luminosa Beth Dorgan)  elas decidem batalhar pela chance de transformar suas vidas trabalhando no show de variedades de Singapura.

Na  verdade, a situação é emblema do caos social do momento de transição sócio-política enfrentada por uma Rússia cambaleando entre o fim do socialismo e a entrada do capitalismo, sobretudo nos idos de 1990.

A nova ordem política clama por nova estruturação social e, enquanto ela não atinge o equilíbrio, mareia pelos polos do tudo ou nada.

Aleksander Gálin dá à figura de Vlarvara dimensões da Mãe Coragem de Brecht, ao mesmo tempo sendo vítima e algoz desta “guerra” cotidiana. Enquanto vende suas doses de vodka, vende suas filhas para uma prostituição mal camuflada de show de variedades em Singapura, não perde sua parcela humana ao defender as mulheres menos jovens e belas e surpreende ao tratar, ao final, com Albert, o produtor russo que recebeu composição meticulosamente bem-sucedida de Caco Ciocler. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , , ,
21/05/2010 - 16:18

Comédia de autor russo contemporâneo ganha os palcos brasileiros pela primeira vez

Compartilhe: Twitter

Redação (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Casting" - crédito - Lenise Pinheiro

Nos idos 1990, o autor contemporâneo russo, Aleksander Gálin, teve o estímulo para escrever Casting depois de presenciar um fato real. O diretor Marco Antônio Rodrigues e a atriz Joana Mattei assistiram a uma montagem alemã do texto, se encantaram com ele e começaram a trabalhar por sua encenação no Brasil, que estreia nesta sexta-feira (21), no Teatro do SESC Vila Mariana.

O texto é uma comédia de costumes sobre os testes realizados em um velho cine-teatro de uma cidade russa para a seleção do elenco feminino de um grande espetáculo a ser produzido em Singapura. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags:
20/05/2010 - 22:21

Um certo Arrabal aterrisa no Teatro Augusta

Compartilhe: Twitter

Ruy Jobim Filho, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"O Grande Cerimonial" - Alessandro Hernandez e Amália Pereira O Teatro paulistano tem a sorte e o privilégio da diversidade, onde clássicos modernos e clássicos eternos dividem a cena e traçam suas estratégias múltiplas para acordar um público não menos do que avisado. Em inglês, a palavra moviegoer se aplica muito bem ao cinéfilo que prefere ver seus filmes prediletos na telona. O theatergoer (e essa palavra existe mesmo, não é um neologismo) daqui, de São Paulo, tem, como opções, desde Nelson a Plínio (Marcos), de Neil LaBute a Shakespeare, de Luis Alberto de Abreu a Sade. Mas é um certo Arrabal que dá o cutucão feroz em todo o restante, mexendo com as ideias (agora, sem o acento) e com as plateias (também sem o acento). Arrabal tira o acento.

O (já clássico) Fernando Arrabal (nascido em 1932, no Marrocos espanhol) é o mais recente dramaturgo montado pelo Teatro Kaus Cia. Experimental, grupo que foi trazido de São José dos Campos para a capital pelo diretor Reginaldo Nascimento e pela atriz/jornalista Amália Pereira e que já montou muita coisa boa por essas bandas de cá. Agora eles trazem O Grande Cerimonial para completar o rol e ficar em cartaz na Sala Experimental do Teatro Augusta.

Arrabal não poupa nada, nem ninguém, e o mesmo faz essa montagem do Kaus. Concessão zero. O personagem central de O Grande Cerimonial, o (quase coitado) Cavanosa, um Casanova totalmente às avessas, é o embate em pessoa. Sua alma atormentada luta contra seus fantasmas, suas ilusões e suas sombras. Nascimento aproveita as vertentes do autor de clássicos modernos, como O Cemitério de Automóveis e O Arquiteto e o Imperador da Assíria, para tecer sua encenação em direção ao bizarro da vida humana. O Teatro Pânico de Arrabal tem, no sangue, a tradição do que há de mais bizarro, por exemplo, em autores como o espanhol Valle-Inclán. Mas segue além. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , ,
20/05/2010 - 20:19

Cauby Peixoto canta Roberto Carlos

Compartilhe: Twitter

Redação (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Cauby Peixoto - Fotografo Marco Maximo

Apenas em dois shows, nesta sexta (21) e sábado (22), no Teatro FECAP,  o cantor Cauby Peixoto sobe ao palco para apresentar um repertório inteiramente dedicado ao Rei Roberto Carlos, em canções que ficaram famosas na voz da Jovem Guarda.

Baseado no repertório do CD Cauby interpreta Roberto, lançado em dezembro do ano passado.  Thiago Marques Luiz, que idealizou e produziu o álbum e que também dirige o show, explica porque  Cauby: “É um dos mitos vivos da música brasileira, um dos mais extraordinários cantores com quem já trabalhei. Ele colocou todas as vozes do disco em duas sessões.  Tem uma habilidade incrível para interpretar essas  canções,  cada uma  tem um ‘momento’ particular, que só ele pode criar”. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , ,
19/05/2010 - 22:24

Murilo Rosa é Zorro em musical com canções do Gipsy Kings

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Murilo Rosa aprendeu esgrima para protagonizar "Zorro, O Musical"

Prometida para julho a estreia de Zorro, O Musical, os ensaios dessa superprodução musical – com canções do grupo francês Gipsy Kings, dentre elas sucessos como Djobi Djoba e Volare -, já estão de vento em popa. Na pele do mascarado mais conhecido do mundo, Zorro, o ator Murilo Rosa.

Sucesso no West End londrino, Zorro, O Musical tem como base o romance da escritora chilena, Isabel Allende e conta a história de Diego de La Vega, desde sua ida para a Califórnia até assumir a identidade secreta como Zorro, um mascarado idealista que no cinema recebeu o ator Antonio Banderas como intérprete. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , ,
Voltar ao topo