Publicidade

Publicidade
04/06/2010 - 19:55

Milkshakespeare estreia em Porto Alegre

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"Milkshakespeare" estreia em Porto Alegre - crédito Vilmar Carvalho

Julio Zanotta Vieira é um dos dramaturgos mais representativos do Rio Grande do Sul. Suas criações no início da década de 1980. Tornaram-se antológicas no teatro gaúcho. Vencedor do Prêmio Funarte de Dramaturgia 2003, este texto inédito de Julio Zanotta Vieira chega aos palcos sob a direção de Camilo de Lélis. Milkshakespeare, com estreia dia 11 de junho, às 20h, é um espetáculo que foi concebido especialmente para o palco do Arena.  A temporada será nas sextas, sábados e domingos, sempre às 20h.

A montagem da Cia. Teatral Face & Carretos vem acompanhada da volta do encenador Camilo de Lélis com suas criações. Caracterizado por uma contínua renovação e busca pela diversidade, tanto de autores, como de linguagem e estilo de espetáculos, a Cia propõe uma história que traz de volta à vida o personagem William Stanley, que assegura ser o verdadeiro autor das peças atribuídas a William Shakespeare, e está disposto a tudo para fazer sua autoria ser reconhecida.

No elenco estão quatro atores: Eduardo Mendonça, Felipe de Paula, Juliana Kussler e Renata de Lélis.

Em cena Sir William Stanley, o verdadeiro autor das obras de Shakespeare, sai da tumba na companhia de seu criado James Byron disposto a encontrar o vil cavalariço para um acerto de contas. Entre lápides caídas e mausoléus, Sir William Stanley e James Byron se deparam com as tumbas de William Burroughs, William Blake, Lady Macbeth, Ofélia, Hamlet e Thelonius, o monge negro. Em meio a uivos de lobo, gárgulas e colunas de pedra, Sir William Stanley fica sócio de Thelonius numa cadeia de fast-food, a McDuncan’s. É atrás de um balcão do McDuncan’s que a vingança de Stanley se consolida.

William Stanley (6º Conde de Derby) é citado por determinados estudiosos como o verdadeiro autor das obras de William Shakespeare. Um dos principais argumentos desta tese é um par de cartas do ano de 1599 escritas pelo jesuíta espião George Fenner, com a informação que Derby está “ocupado escrevendo peças para atores em comum”.

O texto de Júlio Zanotta Vieira vem ao encontro dessa tese polêmica, propondo uma mistura de célebres personagens shakespearianos, fast-food, humor e uma atmosfera que procura remeter o espectador aos filmes de Tim Burton.

Ficha técnica:

Texto: Júlio Zanotta Vieira

Direção: Camilo de Lélis

Elenco: Eduardo Mendonça, Felipe de Paula, Juliana Kussler e Renata de Lélis

Iluminação: Maurício Moura

Cenário: Marco Fronckowiak

Trilha: Bebeto Alves

Produção: E2 Entretenimento e Felipe de Paula

Realização: Cia Teatral Face e Carretos

Serviço:
De 11 de junho a 25 de julho
Teatro de Arena – Rua Borges de Medeiros, 835 – Centro – Porto Alegre

Sexta a domingo, às 20h

Ingresso: R$ 20

50% de desconto para estudantes, idosos, classe artística e titular e acompanhante Clube ZH

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo