Publicidade

Publicidade

Arquivo de novembro 1st, 2010

01/11/2010 - 19:07

“Como esquecer” nos pergunta qual o oposto do amor

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Filme de Malu de Martino, com Ana Paula Arosio, Murilo Rosa, Natália Lage, Arieta Corrêa, Bianca Comparato e Pierre Baitelli

Ana Paula Arósio e Murilo Rosa em drama LGBT

Num site de divulgação do filme “Como Esquecer”, da diretora Malu de Martino, há uma promoção para a melhor resposta a uma indagação proposta no filme: qual oposto do amor? Em off, a personagem central Júlia, vivida por Ana Paula Arosio, logo adianta que ódio seria uma resposta muito óbvia. Esta questão me mobilizou durante a exibição. Tanto pelo drama vivido por Júlia como pela minha própria experiência de vida, tenho a impressão que o oposto do amor é a solidão, a dor e em muitas vezes a depressão!

Esse tom cinzento, sombrio e sofrido é o que caracteriza “Como Esquecer” — uma adaptação da história autobiográfica de Myriam Campello—  que poderia ser definido como o drama da perda. Júlia, uma professora universitária de literatura inglesa, se vê abandonada após longa relação com Antonia. Seu melhor amigo, o ator Hugo, interpretado por Murilo Rosa, tem o temperamento oposto — é otimista, alegre e amoroso—, mas também convive com a dor da perda recente de seu namorado. Para fechar o círculo, Lisa, papel de Natália Lage, separou-se do namorado. Como solução para a vida dos três, Hugo propõe que passem a dividir uma casa, num ambiente próximo à natureza. Depois de muito resistir, Júlia aceita o convite e eles se mudam para Mangaratiba, cidade litorânea e próxima do Rio.

Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Dança, Música e Cinema, Multimídia Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo