Publicidade

Publicidade

Arquivo de janeiro, 2011

31/01/2011 - 20:17

Filipe Catto fala com exclusividade ao Aplauso Brasil

Compartilhe: Twitter

Edson Júnior, colunista colaborador do Aplauso Brasil

Edson Júnior, especial para o Aplauso Brasil (edson@aplausobrasil.com)

O cantor Filipe Catto que se apresenta no próximo sábado (5) na 16º Mostra Prata da Casa no SESC Pompéia, juntamente com a cantora Juliana kehl,

O cantor Filipe Catto se apresenta na Choperia do SESC Pompéia

falou com o Aplauso Brasil sobre sua arte e seu oficio.

Confira entrevista exclusiva. O show, imperdível será um programa excelente para o sábado a noite.

Aplauso Brasil- Filipe, como você enverga a industria fonografica atual e qual a importância da Internet para o cantor ou músico na atualidade?

Felipe Catto – Na minha opinião, a indústria fonográfica está num momento de transição. Os antigos padrões estão sendo questionados, a maneira de divulgar a música está sendo repensada, os custos de produção são infinitamente menores do que há vinte anos atrás. A internet veio pra colocar todo mundo meio que no mesmo barco e deu as ferramentas pra gente se divulgar. É uma questão de empenho e de qualidade. Agora… é importante que a gente não associe o termo “Indústia” apenas às grandes gravadoras, mas também às intituições que compram shows, à curadoria de projetos públicos, a imprensa especializada… tudo isso isso hoje é indústria musical e tem o papel de colocar o artista na roda. A maioria dos meus colegas está muito mais interessado na aplicação da Rouanet, nos editais da Funarte e na agenda do Sesc do que com vender uma quantidade x de discos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Dança, Música e Cinema, Matérias Tags: , , , , ,
30/01/2011 - 23:16

Diversão inteligente é a proposta da encenação de “Cândida”

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone, parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Comédia de Bernard Shaw, com Bia Seidl no papel título,

Sérgio Mastropasqua e Bia Seidl em "Cândida"

permanece em cartaz até final de março, no Teatro Augusta

Montagem do Núcleo Experimental, Cândida, comédia clássica do irlandês Bernard Shaw, está de volta ao Teatro Augusta depois de quatro temporadas na capital e de turnê pelo país. A peça já viajou por 19 cidades, com mais de 200 sessões e um público estimado de 50 mil espectadores; permanece em cartaz até o dia 27 de março.

Sob direção de Zé Henrique de Paula, que também assina figurino e cenografia, Cândida foi escrita em 1895 e discute o casamento, insinuando inclusive um triângulo amoroso. Tudo acontece num único dia, quando o reverendo Morell, interpretado por Sergio Mastropasqua, está à espera de sua esposa Cândida (Bia Seidl) que estava de viagem. Ela chega, mas traz consigo Eugenio Marchbanks (Thiago Carreira), um poeta sensível, de apenas 18 anos.

O marido é apaixonado pela esposa e o garoto também se revela um admirador da bela senhora, que por sua vez sente-se atraída por ambos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , ,
28/01/2011 - 18:41

Karin Rodrigues e Alessandra Negrini estreiam peça inédita no Brasil de Albee

Compartilhe: Twitter

Da redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"A Senhora de Dubuque" foi escrita entre 1977 e 1978

Inédita no Brasil, A Senhora de Dubuque, de Edward Albee (Quem Tem Medo de Virgínia Wolf?), estreia no Teatro Paulo Autran (SESC Pinheiros) neste sabado (29), 21h, com Karin Rodrigues (ausente dos palcos desde 2007, ano da morte do ator Paulo Autran, com quem era casada) e Alessandra Negrini no elenco. Quem assina a direção é o ator Leonardo Medeiros, há dez anos afastado da direção para dedicar-se à interpretação.

Com patrocínio cultural da Oi, A Senhora de Dubuque segue em cartaz até dia 06 de março. Escrita entre os anos de 1977 e 1978, Edward Albee retoma o questionamento das estruturas sólidas, dos conflitos familiares e entre os indivíduos, levando-nos à reflexão a respeito da consciência da morte e da existência.

“Com sua verve para o sarcasmo e seus conhecidos recursos Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags:
28/01/2011 - 16:05

Sérgio Britto e Suely Franco no SESC Anchieta em peça dirigida por Tolentino

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

José Roberto Jardim, Suely Franco e Sérgio Britto em "Recordar é Viver"

Quando nos apresentam uma equipe de tão alto gabarito como a envolvida no espetáculo Recordar é Viver, cuja estreia será hoje no Teatro SESC Anchieta, as expectativas não podem ser as melhores. Três nomes que somam inúmeros trabalhos de sólida qualidade em nosso teatro – os atores Sérgio Britto e Suely Franco, e o diretor Eduardo Tolentino de Araújo – merecem destaque especial.

O texto assinado por Hélio Sussekind, Recordar é Viver, primeiro escrito pelo historiador e jornalista, mostra uma família em seu cotidiano nos anos 1990 em um bairro de classe média do Rio de Janeiro. Henrique, o filho mais novo, de trinta anos, dramaturgo, reside com os velhos pais que o sustentam e que vivem discutindo e brigando por causa do filho. O pai é um aposentado em franca decadência física; já a mãe, apesar de ter boa saúde, é portadora da síndrome do pânico e não sai de casa. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , ,
27/01/2011 - 19:21

Audição para bailarinos

Compartilhe: Twitter

Rodrigo Jam, cover de Michael Jackson

Atual vencedor do Cover Festival, concurso de covers de célebres cantores realizado no ABC Paulista, Rodrigo Jam, também ganhador de um concurso realizado pela TV Record como o melhor cover do ídolo pop, Michael Jackson, fará audição em São Paulo para selecionar os bailarinos que o acompanharão em show.

AUDIÇÃO EM SÃO PAULO

DATA : 30/01/2010

TEL. : 11 9310-0868 / 22692350

Para conhecer um pouco mais do trabalho do Rodrigo Jam:  http://michaeljacksoncover.blogspot.com/

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags:
26/01/2011 - 17:17

A possibilidade abala veredicto de “Doze Homens…”

Compartilhe: Twitter

Crítica de Michel Fernandes para O Diário de São Paulo publicada dia 22 de janeiro de 2011

“12 Homens e Uma Sentença”, crédito Zineb Benchekchou

Em 1957, pelas mãos de Sidney Lumet, “Doze Homens e Uma Sentença”, de Reginald Rose, chegava às telas para perpertuar-se como clássico cinematográfico. Mais de 50 anos se passaram e, espantosamente, a crise ética impulsionada pelo texto de Rose parece ecoar velhas crises em novos tempos.

“É possível”, essa singela frase disparada por um dos personagens da peça, dirigida por Eduardo Tolentino de Araújo (notório diretor do Grupo TAPA), detona a ambiguidade do veredicto.

Doze componentes do corpo de jurados de um parricídio estão numa sala para efetivar a sentença. Num primeiro momento, Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , ,
26/01/2011 - 16:22

Festival de Teatro “1,99” de Rio Preto é sucesso total

Compartilhe: Twitter

Franklin Catan, especial para o Aplauso Brasil

Cia. Girassonhos apresentou o espetáculo "Dooutrolado" - Foto Juliana Merengue

A 8ª edição do “Em janeiro teatro para criança é o maior barato – apenas 1,99”, realizado de 8 a 18 de janeiro, foi uma das opções de lazer para as crianças neste mês de férias.  A programação contou com 12 espetáculos, entre eles, dois de rua, totalizando 22 apresentações teatrais.  Também foram realizadas quatro atividades formativas, destinadas à classe teatral e pessoas com interesse na área cênica.

Esta edição atingiu um público de 12 mil pessoas, entre espectadores e participantes dos workshops.

“Esse acontecimento contempla o que nós imaginamos para o evento. A quantidade de público é resultado positivo de um festival que visa o interesse popular, possibilitando o acesso democrático à cultura, além de fomentar a produção teatral local”, comenta Drica Sanches, produtora da Cia. Fábrica de Sonhos.

Além disso, toda apresentação tinha um debate entre os atores, plateia e os debatedores, atriz Juliana Calligaris e o ator Fabiano Amigucci.

Venho acompanhando este festival há 3 anos e sempre me surpreendo com as novidades e os espetáculos apresentados. Todos são de altíssima qualidade.

Após o debate Juliana Calligaris falou comigo e respondeu algumas perguntas, veja: Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , ,
26/01/2011 - 11:55

Estreia de Mika Lins na direção fica até o final de fevereiro no Tucarena

Compartilhe: Twitter

Bel Kowarick em "Dueto Para Um", direçã‹o de Mika Lins. (foto: Caio Guatelli)

Maurício Mellone, para o site Favo do Melloneparceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Peça de Tom Kempinski, que levou o prêmio APCA/2010 de Melhor Atriz para Bel Kowarick,também indicada ao 23º Prêmio Shell de Teatro,  fica no Tucarena  até o dia 27 de fevereiro

Primeira direção da atriz Mika Lins, a peça Dueto Para Um, do inglês Tom Kempinski, voltou ao Tucarena e permanece em cartaz até o dia 27 de fevereiro. E o sucesso é mais do que merecido: Bel Kowarick, graças a sua interpretação da violinista que é obrigada a abandonar a carreira por ser portadora de esclerose múltipla, recebeu o prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte)/ 2010 de melhor atriz, além de estar entre as atrizes indicadas ao Prêmio Shell de Teatro de São Paulo pelo segundo semestre  (VEJA AQUI A LISTA COMPLETA DOS INDICADOS).

A peça inicia com a primeira sessão de análise de Stephanie

Bel Kowarick em "Dueto Para Um", direçã‹o de Mika Lins. (foto: Caio Guatelli)

Abrahams com o renomado psiquiatra Dr. Feldman, vivido por Marcos Suchara. Serão seis encontros entre eles, em que o público vai se inteirando da doença da musicista, do processo terapêutico e, principalmente, do embate que se estabelece entre médico e paciente. Stephanie passa por diversos processos internos, desde a euforia com planos novos como professora, a negação de sua depressão, a tomada de consciência do real estágio da doença, a fuga total com sua ausência das terapias até o reconhecimento de que o psiquiatra só deseja auxiliá-la a vislumbrar nova perspectiva de vida. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , ,
25/01/2011 - 20:26

Um Tennessee excelente!

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil

Ricardo Gelli e Tales Penteado em "Rosa de Vidro"

A releitura de João Fábio Cabral para a peça Zoológico de Vidro – traduzida por aqui como À Margem da Vida – sintetiza a obra com extrema competência e inclui, ao final, memórias do autor sobre visita feita à irmã alguns anos depois. Rosa de Vidro está em cartaz no SESC Consolação, terceiro piso.

Tennessee teve inúmeros textos montados com enorme sucesso na Broadway e depois transformados em filmes assistidos por milhões de espectadores em todo o mundo.

Os jovens possivelmente não o conheçam, pois morreu em 1986 e talvez tenha sido menos remontado do que merece. A obra que serviu de modelo para a releitura foi seu primeiro grande sucesso. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , ,
25/01/2011 - 18:45

TV União contrata novos profissionais

Compartilhe: Twitter

TV União, em fase de renovação de seu quadro de funcionários, procura, para contratação, profissionais de edição, cinegrafista, direção de conteúdo, apresentador de telejornal, programas de música e interatividade e jornalista especializado em meios digitais.

Atualmente a TV União está em satélite nas 3 américas e em 17 estados do Brasil em canal aberto.

Interessados, entrar em contato com Raquel Barros (85.91341616 /raqueltvuniao@gmail.com)’

Autor: - Categoria(s): Matérias, Notas e Oportunidades Tags:
Voltar ao topo