Publicidade

Publicidade
10/01/2011 - 14:49

Direção que vem da escola

Compartilhe: Twitter

Célia Helena e Raul Cortez, mãe e pai de Lígia Cortez

Artigo de Michel Fernandes para o jornal Diário de São Paulo publicado na edição impressa de 09/01/2011

Em 1977, a atriz Célia Helena notou certa dificuldade em encontrar um curso especializado em teatro para jovens. Buscava um caminho para que Lígia Cortez, sua filha com o ator Raul Cortez, iniciasse sua trajetória investigativa nas Artes Cênicas. Nascia o embrião do Teatro-escola Célia Helena que alguns anos depois se tornaria curso profissionalizante pioneiro, responsável pela profissionalização de grande número de artistas do teatro brasileiro (Carolina Kasting, Jay Vaquer, Antonio Caloni, Eric Nowinski, Hugo Picchi, Fabiano Augusto, Jiddú Pinheiro, são alguns exemplos) ou, no mínimo, grandes apaixonados pelo teatro, conforme desejo da atriz.

A morte prematura de Célia, com seu sorriso maternal afagando os jovens ansiosos pelo futuro que é tão incerto, ao mesmo tempo exigente feito mãe zelosa a incitar seu filho na entrega vertical do conhecimento, para que ele domine os instrumentais que tornam mais eloquente seu desempenho

Lígia Cortez

profissional, permanecem inalterados graças a competência de Lígia Cortez, atriz de qualidade insuspeita, que tomou a missão da mãe na formação de novos artistas com tal zelo e competência, que obteve a nota máxima do MEC garantindo que a escola ampliasse seu espectro educacional.

Agora, além do curso técnico profissionalizante, há a Escola Superior de Artes Célia Helena que, agora, oferece um curso de pós-graduação, Lato Sensu, em direção, com profissionais do mais alto gabarito (Cida Moreira, Denise Weinberg, Flávio Desgranges, Marco Antonio Rodrigues, Ulisses Cohn, Antonio Araújo, Marcelo Lazzaratto, entre outros). As aulas são das 9h ao meio-dia e das 13 às 18 horas, sempre aos sábados, durante um ano e meio. As inscrições vão até o dia 13 de janeiro e são apenas 30 vagas. A aula inaugural, com o prof. Dr. Márcio Aurélio (Unicamp), será no dia 29 de janeiro de 2011.

Em entrevista exclusiva a Michel Fernandes, Lígia Cortez falou mais sobre o curso e projetos da Escola Superior de Artes Célia Helena (ESCH).

Michel Fernandes – O que vem a ser tal curso?

Lígia Cortez – Pós Graduação Lato Sensu em Direção teatral é uma forma de adquirir conteúdos e conhecimentos teóricos e práticos dentro de um perfil acadêmico possibilitando maior abertura no campo de trabalho.

MF – Quais as expectativas na criação deste curso?

LC – A expectativa está na formação de profissionais capacitados e comprometidos com seu ofício.

MF – É possível aprender a dirigir?

LC – É possível um olhar crítico em relação à cena, é possível um olhar de construção, de concepção, de entendimento da cena e do espetáculo.

O curso objetiva garantir ao aluno conhecimento suficiente para transitar com eficiência entre os inúmeros gêneros da cena teatral.

MF – Quais os principais instrumentais teóricos que um diretor deve receber?

LC – Entendemos ser fundamental o estudo teórico e prático da história da encenação a partir do séc.XIX até a contemporaneidade, transitando entre os principais gêneros gramaticais de fazeres. O conhecimento das diferentes possibilidades de escolhas de linguagens, conceitos, o diálogo artístico com a equipe criadora de um espetáculo (diretor, dramaturgo, atores, cenógrafo, figurinista, produtor, enfim, os profissionais envolvidos). A reflexão sobre cada uma das formas de direção incentivando a criação através de processos investigativos. A produção de trabalhos práticos e finalmente a experimentação da direção de pequenas cenas ligadas às diferentes estéticas. Pensando neste formato acreditamos ser possível a formação deste profissional capacitado.

MF – Certa vez, Antunes Filho disse “o conhecimento desata e liberta”. O que você percebe nesses anos de ensino de teatro? Como se soma o ensino de técnico a superior e de superior a pós-graduação?

LC – O ensino, enquanto conhecimento, é condição necessária para o profissional (no caso o ator)  desenvolver suas possibilidades de comunicação artística e criativa tornando-o mais independente e reflexivo sobre sua profissão. O ensino técnico alcança  interessados  em desenvolver suas potencialidades de forma prática e organizada. O Curso Superior vem ampliar estes recursos através de uma Grade curricular mais ampla e extensa. Além da base prática, os conceitos teóricos dão um suporte ao aluno que tem sua expectativa profissional ampliada. O conhecimento adquirido leva-o a investigar mais profundamente as várias vertentes artísticas e seus desdobramentos. Este profissional poderá enveredar pela pesquisa acadêmica, pelo ensino de teatro ou mesmo outras áreas do fazer teatral além da atuação. A Pós Graduação é a extensão natural do trabalho de pesquisa e aprofundamento proposto pelo curso superior da ESCH. A formação de artes cênicas em universidades e faculdades, ainda são recentes no Brasil e é uma meta  da ESCH  a sólida formação de profissionais aptos a enfrentar e realizar projetos artísticos com conteúdo e criatividade.

MF – Quais os planos futuros da ESCH?

LC – Ampliar seus Cursos de Pós graduação nas áreas pertinentes ao campo do ofício teatral. Consolidar ainda mais o espaço da escola e do Teatro Celia Helena, que há 33 anos é o  lugar que mais abre campo para as  obras de jovens atores e de jovens diretores.
Aula inaugural – MÁRCIO AURÉLIO

Local do curso: Sede da Escola Superior de Artes Célia Helena – Av. São Gabriel, 462 – Itaim

INSCRIÇÕES ABERTAS até 13 de janeiro de 2011

Início das aulas: 29 de janeiro de 2009

Número de vagas: 30 (trinta)

Aulas aos sábados, das 9h às 12h, e das 13h às 18h

Carga horária: 378 horas

Duração: 15 meses

Mensalidade: R$ 692,00, sem taxa de inscrição

Mais informações:      11.3884-8214 e 11.3884-8294 e www.celiahelena.com.br

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

1 comentário para “Direção que vem da escola”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by michel fernandes, Weliton Silveira. Weliton Silveira said: Direção que vem da escola http://t.co/Z66xr6P via @ig […]

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo