Publicidade

Publicidade

Arquivo de abril 9th, 2011

09/04/2011 - 13:33

Leandro Knopfholz: “Termino o Festival muito satisfeito”

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Com recorde de ingressos esgotados, programação com nível superior a outras edições, atividades paralelas de relevo indiscutível – como PUC Ideias e SESI Dramaturgias – , a 20ª edição do Festival de Curitiba acaba amanhã com saldo altamente positivo estampado na face de seu diretor artístico: Termino o Festival satisfeito”, disse.

No terceiro ano à frente da direção artística do Festival de Curitiba, Leandro Knopfholz acredita que “a maturidade na gestão do Festival vem da tentativa em acompanhar o profissionalismo das companhias que se apresentam na Mostra Oficial”, pontua.

Esta edição contou com espetáculos de mais de 14 companhias, dentre elas o mineiro Grupo Galpão, que estreou Tio Vânia, de Tchekhov; Trilhas Sonoras de Amor Perdidas, da Sutil Cia. De Teatro e a Companhia de Dança Deborah Colker (que faz hoje a pré-estreia nacional de sua nova coreografia, Thatyana).

Leandro não desvia da característica comercial do evento:

“Temos sempre que pensar no público e o leigo gosta de espetáculos de apelo comercial, sem perder de vista a qualidade. E esse ano acho que conseguimos isso. Vendemos quase 200 mil ingressos e espetáculos com O Livro, Os 39 Degraus, Anjo Negro e Édipo esgotaram”, conclui.

*Michel Fernandes viajou a convite do Festival de Curitiba

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags:
09/04/2011 - 12:18

Um teatro musicado

Compartilhe: Twitter

Theo Alves*, especial para o Aplauso Brasil

Stella Miranda e Tim Rescala - Foto: Daniel Isolani

Sete compositores, dois atores e canções pouco conhecidas. Essa é a fórmula de Sete por Dois, que chega hoje ao Festival de Curitiba para a sua estreia nacional. Para compor o roteiro, Stella Miranda, que além de atuar também assina a direção da peça, escolheu músicas que marcaram a trajetória de cada compositor.

“O que diferencia esta peça de um show é que as músicas são interpretadas teatralmente. Na verdade, eu sou uma atriz que canta e o Tim (Rescala) é um músico que atua”, explicou Stella Miranda.

Em Sete por Dois, as músicas são assinadas por Tom Waits, Alberto Nepomuceno, Leo Mashlia, Zé Maria de Abreu, Eric Satie, Tom Zé e Hans Eisler. Para Tim Rescala, esses compositores foram escolhidos pela proximidade que o trabalho de cada um tem com o teatro.

“São canções que dizem alguma coisa cenicamente. Além disso, eu gostaria de falar o que eles dizem em suas composições”, diz Tim.

Sete por Dois fica em cartaz no Festival de Curitiba hoje e amanhã. A peça tem classificação livre e duração de 75 minutos.

*Theo Alves viajou a convite do Festival de Curitiba

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags:
Voltar ao topo