Publicidade

Publicidade
20/04/2011 - 13:45

A Serpente no Jardim: Imperdível é pouco

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Humor negro e suspense são ingredientes em peça de autor britânico

 Se você gosta de Agatha Christie e Alfred Hitchcock certamente vai adorar A Serpente no Jardim, comédia de humor negro sobre o reencontro, cheio de segredos, de duas irmãs após a morte do pai. O texto de Alan Ayckbourn é encenado pela Visceral Cia. e está  em cartaz no auditório do terceiro andar do Sesc-Pinheiros.

Esse autor britânico também é protagonista de uma trilogia que está em cartaz no Teatro Folha, Enquanto Isso…, e demonstra mais uma vez que suspense é com os britânicos. E, se fazer suspense no cinema é coisa para poucos, no teatro então é para gênios.

Além desse autor surpreendente, as três atrizes que compõem o elenco (Lavínia Pannunzio, Alejandra Sampaio e Cristina Cavalcanti) estão maravilhosas em cena.

O tarimbado diretor Alexandre Tenório, acerta na condução das intérpretes assim como no visual (‘L&C Cenografia’ e Paulo Falzoni), nos figurinos a cargo da atriz Cristina Cavalcanti, e na iluminação adequada, assinada por Aline Santini. Tudo extremamente singelo e eficiente.

Alan Ayckbourn moderniza o suspense transformando-o num quebra-cabeça fantástico de modo que o público não sai com total certeza de quem é a serpente. Será que está mesmo no jardim? Será que está na cabeça das pessoas?

Impossível não se envolver com todos esses acertos. Não perca!

A Serpente no Jardim Texto: Alan Ayckbourn Direção: Alexandre Tenório Com: Lavívia Pannunzio, Cristina Cavalcanti e Alejandra Sampaio Onde: Auditório – Sesc-Pinheiros – Rua Paes Leme, 195 – 3º andar Tel.: (11) 3095-9400. Quando: 5ªs, às 18h; 6ªs e sábados, às 21h Até: 14/05 Quanto: de R$ 5 a R$ 20

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo