Publicidade

Publicidade
24/05/2011 - 20:03

Texto de Jô Bilac é encenado pela Cia dos Inquietos

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone, parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Limpe Todo Sangue do Chão Antes Que Suje o Carpete" - Credito Gustavo Porto

Peça fica em cartaz até 10 de junho no Espaço Beta do SESC Consolação

Com este título instigante, a peça de Jô Bilac põe a nu as relações de poder e a busca incessante pelo sucesso . Ganhador do Prêmio Shell/RJ de 2010 como melhor autor por Savana Glacial, o dramaturgo carioca foi o escolhido pela Cia dos Inquietos para marcar a estreia do grupo. Sob a direção de Eric Lenate, Limpe todo o sangue antes que manche o carpete — que iniciou temporada em abril e deve ficar até junho no Espaço Beta do SESC Consolação— vem conquistando os paulistanos. Com apenas 48 lugares, o público luta para conseguir ingresso. E é recompensado: uma encenação enxuta, com atores novos e talentosos e um texto irônico sobre a escalada social, em que princípios éticos e morais são relegados. Só o que importa é o sucesso, a qualquer custo.

A trama é desenvolvida em dois planos. No primeiro Wilson, interpretado por Ed Moraes, disputa uma vaga de emprego numa grande empresa com Pierre (Daniel Tavares). Ao saber que não foi o escolhido, Wilson passa a forçar encontros com seu oponente; chega a se passar por um profissional de RH da empresa para testar Pierre. No outro plano, a noiva de Wilson, Sabrina (Luna Martinelli), é cuidadora de idosos e convence a amiga de trabalho, Geda (Mariah Teixeira), a participar de um plano lucrativo e nada humanitário.

"Limpe todo sangue..." - Credito Gustavo Porto

O diretor Eric Lanate é contundente ao afirmar, no programa da peça, que a evolução humana não é acompanhada pela melhoria do espírito:

“Lamentavelmente constatamos que a evolução da espécie não implica em desenvolvimento ético e moral. Há ‘Macbeths’  nos dias de hoje, com o mesmo perfil do personagem de Shakespeare. Os cenários e as vestimentas podem ser diferentes, mas as máscaras velam e desvelam sentimentos vis, próprios dos seres embrutecidos, animalizados por seus desejos e ambições, como é o panorama apresentado por Jô Bilac nessa peça”.

O que dá maior vigor ao texto é justamente a brilhante atuação dos quatro atores. A cena das duas cuidadoras é hilária e o embate dos personagens masculinos envolve a platéia num clima tenso e competitivo.

 Roteiro
Limpe todo o sangue antes que manche o carpete
Texto: Jô Bilac; direção, cenário e sonoplastia: Eric Lenate. Elenco: Ed Moraes, Luna Martinelli, Mariah Teixeira, Daniel Tavares; figurino: David Schumaker; Iluminação: Karine Spuri; fotografia: Gustavo Porto; produção: Cia dos Inquietos

Serviço:
SESC Consolação, Rua Dr. Vila Nova, 245, tel: 3234-3000, Espaço Beta – 3º andar. Quintas e sextas, às 21h. Duração: 60 minutos. Lotação: 48 lugares. Recomendação estaria: 16 anos. Preços: R$ 10,00 (inteira); R$ 5,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino); R$ 2,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).
Temporada: Até 10 de junho.  

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags:

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo