Publicidade

Publicidade
01/07/2011 - 04:07

Três estreias em um novo teatro

Compartilhe: Twitter

Da redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Mamy" marca estreia de teatro em SP.

A cidade de São Paulo ganha novo espaço para as artes. Localizado em Perdizes, na rua Apinagés, 1387, o Teatro Viradalata abre para público com a estreia dos espetáculos Mamy sexta-feira (1º), às 21h30, e Medinho Medão,  sábado (2), às 16 horas, respectivamente adulto e infantil. A peça Sequestro adulta, entra em cartaz na próxima quarta-feira (6) para temporada às quartas e quintas às 21 horas.

Com administração e coordenação artística de Alexandra Golik, atriz, autora e diretora premiada, o teatro tem arquitetura moderna e tecnologia de ponta, inicialmente com capacidade para 100 espectadores. O projeto final é plateia com 250 lugares – essa fase, em construção, tem previsão para estar pronta em novembro de 2011. O teatro tem projeto arquitetônico de Kátia Bonfim Pestana, em colaboração com Alexandra Golik e execução do engenheiro Terto Alves de Oliveira Neto, da Impakta Engenharia.

De acordo com Alexandra Golik, a proposta de ocupação comportará espetáculos adultos, infantis, e de características variadas – de humor a projetos alternativos.

“Na abertura, a grade de programação inclui cinco espetáculos – três adultos e dois infantis, produções da própria Alexandra e sua Cia Viradalata, todas inscritas no Proac. Em seguida, a proposta é abrir a programação para peças que primem pela qualidade artística, não importando a dimensão da produção”, conta a atriz.

O nome Viradalata é uma clara homenagem ao cão sem raça definida.

“Tenho uma grande paixão pelos animais, sobretudo por aqueles menos favorecidos como os cães abandonados. Além disso, em Viradalata está presente também o conceito de virada e transformação, parte fundamental do papel do artista”, explica Alexandra, que simultaneamente continua com a Cia Le Plat du Jour.

Infra-estrutura

A entrada pela rua Apinajés, 1387 dá acesso a saguão, bilheteria e toaletes. Uma escada e um elevador para pessoas com deficiência levam ao segundo andar do prédio. Um corredor externo de 18 metros, gramado e com árvores, termina na entrada do foyer do teatro.

A área interna abriga um salão de 250 metros, com pé direito de 6 metros de altura. Ao fundo deste espaço está o palco de 70 metros quadrados – 10 metros de boca de cena, 7 de profundidade, 6 de altura e um urdimento de 70m² (pegando a totalidade do palco). A plateia é formada por uma arquibancada removível, de alumínio, medindo 42 m² e com capacidade para acomodar 100 cadeiras.

O ambiente interno dispõe, ainda, de bar e cafeteria equipados com máquinas de café expresso e de frozen (bebidas geladas), uma pipoqueira e aparelho de TV de plasma. Do outro lado do bar,uma escada dá acesso ao mezanino que tem duas salas de administração e aárea técnica (cabine)para os equipamentos e operação de som e luz.

Ainda no salão, um grande toalete contém três cabines, respectivamente: feminino, masculino e para pessoas com deficiência. Próximo ao banheiro, há dois jogos de portas acústicas que formamuma antecâmara com uma pequena sala onde fica a chapelaria.

Depois da segunda fase da obra, a ser entregue em novembro de 2011, a capacidade do teatro passa para 180 espectadores na plateia e 70 pessoas no mezanino, totalizando 250 lugares.Os espectadores terão uma ampla visão do palco que poderá eventualmente ser aberto para a plateia de 100 lugares, já construída, formando um espaço para 350 espectadores, com público de ambos os lados do palco. Fica, portanto, a opção de um espaço multifuncional: para 100, 250 ou 350 espectadores. O projeto prevê, também, a construção de um pequeno restaurante e cozinha, além de dois camarins equipados com bancadas, espelhos, toaletes e chuveiros.

VIRADALATA Rua Apinajés, 1387. Perdizes. Telefone – 11 3868-2535. Tem ar condicionado. Capacidade atual – 100 lugares. Acessibilidade. Bilheteria – de quarta a domingo a partir das 14 horas. Estacionamento – Vallet a R$ 15,00. www.viradalata.com.br.ProgramaçãoMamy – sexta às 21h30, sábado 21h e domingo 20h. Medinho e Medão – sábados e domingos às 16h. Sequestro – quartas e quintas às 21h.

a

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags:

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo