Publicidade

Publicidade
19/08/2011 - 17:33

Porto Alegre em Cena atinge maioridade

Compartilhe: Twitter

Luis Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

CarolSachs__Pterodáctilos

"Pterodáctilos" foto de Carol Sachs

PORTO ALEGRE – Em entrevista exclusiva ao Aplauso Brasil, o curador da Décima Oitava Edição do Porto Alegre Em Cena, que acontece de 6 a 27 de Setembro, Luciano Alabarse, fala sobre a história do festival e as grandes atrações que estarão em cena este ano.

Aplauso Brasil – O Porto Alegre Em Cena atinge em 2011, a sua maioridade.Podes arrolar sete maravilhas que aconteceram nesta história? Ou seja, sete espetáculos que você considera emblemáticos na trajetória do Festival.


Luciano Alabarse –
Posso destacar momentos inesquecíveis, sim: a primeira apresentação de uma peça do Peter Brook no Brasil, Le Costume; a estreia de Ariane Mnouchkine na América do Sul, com o Theatre du Soleil, no Galpão do Humaitá; Pina Bausch entrando no Theatro São Pedro para assistir Adriana Calcanhotto; Paulo José, no ano passado, distribuindo emoção a toda a plateia; conseguir apresentação Quartett, com Isabelle Huppert, dirigida por Bob Wilson; Goran Bregovic e sua orquestra incendiando a plateia do festival; o Hamlet, do lituano Nekrosius, uma das mais belas montagens que já vi na vida.

AB – Que espetáculos você destaca nesta décima oitava edição como imperdíveis?

Alabarse – A espanhola Estrella Morente; A Flauta Mágica, de Mozart, dirigida por Brook; Bob Wilson fazendo Beckett, como ator; O Micróbio do Samba, com Adriana Calcanhotto; a estreia do coreógrafo Alan Platel com Out of Context, ballet dedicado a Pina Bausch, emocionante.

Alan Platel estreia balé em homenagem à Pina Bausch

AB – Um dos diferencias do Porto Alegre Em Cena em relação a outros festivais é a presença de grandes shows musicais na grade de programação. Por que esta escolha?

Alabarse – Todos os grandes festivais mundiais, hoje, diversificam suas atrações em segmentos. É cada vez maior a fusão entre teatro, dança e música num festival do porte do Em Cena. E, pessoalmente, nada como um show inesquecível para manter o clima de celebração de um grande festival.

AB – Ser curador de um Festival do porte do Em Cena tem seu Lado A e Lado B. Ao mesmo tempo, que você agrada uma parte da classe teatral com suas escolhas, desagrada uma outra parte. Como você procura manter o delicado equilíbrio em sua função?

Alabarse – Procuro fazer o meu trabalho com honestidade e rigor. Isso tem me trazido grandes alegrias. O reconhecimento mundial da qualidade do festival, por exemplo. Se alguém não reconhece isso, fazer o quê? É preciso aprender a conviver com críticas, fazem parte da minha profissão. Nada que me abale em demasia. Tenho plena consciência do que o Em Cena representa hoje para a vida cultural da cidade, e me orgulho muito de fazer parte dessa história de um ângulo privilegiado, o de curador.

AB – Fale da parceria que o Festival passa a manter este ano com a Ingresso Rápido, visando agilizar a venda dos ingressos?

Alabarse – Como o festival cresce de ano para ano, é natural que queiramos melhor a cada nova edição. A Ingresso Rápido é uma das maiores empresas de venda de ingressos do Brasil, e sua função é melhorar o atendimento ao público, agilizar a prestação de serviço, oferecer mais conforto ao público crescente do festival.

CLIQUE AQUI para saber mais sobre o 18° Porto Alegre Em Cena.

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo