Publicidade

Publicidade

Arquivo de setembro, 2011

30/09/2011 - 16:43

Théâtre Du Soleil chega a SP trazendo 15 toneladas e vasta programação

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

Sempre disposta e sorridente, a diretora Ariane Mnouckine recebeu a imprensa no SESC Belenzinho

SÃO PAULO – A capital paulista é o primeiro porto em que as 15 toneladas dos Náufragos da Boa Esperança (Auroras), a mais recente criação da trupe francesa Théâtre Du Soleil. O espetáculo dirigido por Ariane Mnouchkine, uma das fundadoras da trupe (em 1964 com seus companheiros da Association Théâtrale dês Étudiants de Paris), criado a partir do romance póstumo de Júlio Verne, Les Naufragés Du Jonathan, com dramaturgia de Hélène Cixous, é só o banquete final do vasto cardápio que a companhia francesa oferecerá, a partir de quarta-feira (5), no SESC Belenzinho.

Em meados da primeira década do século 21, em entrevista com Danilo  Santos de Miranda, o diretor regional do SESC São Paulo ressaltou a preocupação do SESC SP em promover, concomitantemente, ações educativas aliadas ao entretenimento, mas, esclareceu ele, “um espetáculo do Théâtre Du Solei, por si só é educativo. Acredito que os bons espetáculos são assim, auxiliam na educação humana, colocando o homem numa condição de diálogo com seu tempo e espaços”.

Danilo Santos Miranda, diretor regional do SESC SP, por Isabel D'Elia

Entretanto, seguindo os moldes de 2007 quando o Théâtre Du Soleil apresentou Os Efêmeros (Les Éphémères), o SESC São Paulo concretiza sua vocação formativa ambientando o público no universo dessa trupe francesa por meio de oficinas, workshops, encontro com o público, exibição de documentários, entre outros.

INSCREVA-SE JÁ!

Programação Especial – SESC SP – Théâtre du Soleil 2011

Encontro com o público: Dia 20/10 – Quinta, às 13h – SESC Belenzinho

O processo de trabalho da Companhia e o novo espetáculo, com Ariane Mnouchkine

A encenadora participa de debate sobre a trajetória do Théâtre du Soleil e seus processos de criação.

Praça de Eventos (Tenda) – SESC Belenzinho (585 lugares)

Grátis. Retirada de ingressos com 1 hora de antecedência – até enquanto houver disponibilidade de lugares.

Oficinas com o Théâtre du Soleil – SESC Belenzinho

Dias 13, 14 e 15/10 – Quinta, sexta e sábado

Denominadas “estágios”, as atividades ministradas por integrantes da Companhia tem como base a improvisação e jogos cênicos a partir de temas musicais. Com a orientação de Juliana Carneiro da Cunha, Maurice Durozier, Duccio Bellugi, Serge Nicolaï e Olivia Corsini.

Horários: 9h às 12h e 13h às 16h (Carga horária de 18 horas – 6 horas/dia)

Sala de Espetáculos II – SESC Belenzinho

40 vagas. Para maiores de 16 anos interessados na arte teatral, estudantes de teatro, atores amadores e profissionais. (Os participantes devem ter disponibilidade para os 3 dias do curso, consumir alimentação leve e usar roupas confortáveis e de cores neutras e lisas – sem “marcas” aparentes ou estampas)

R$ 30,00; R$ 15,00 (usuário matriculado, acima de 60 anos e estudante com carteirinha). R$ 7,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes).

Inscrições pelo e-mail: theatredusoleil@belenzinho.sescsp.org.br até o dia 07/10, mediante envio de breve currículo e carta de interesse. Os selecionados devem ser informados por e-mail até o dia 11/10 e a participação é confirmada somente após o pagamento nos dias 11 ou 12/10, na Central de Atendimento do SESC Belenzinho.

Workshop – Dias 21 e 22/10 – Sexta e sábado

A pesquisa musical e a criação para a cena, com Jean-Jaques Lemêtre – CEM (Centro Experimental de Música) – SESC Consolação

O músico, compositor e intérprete coordena esta oficina em que aborda o trabalho de produção de trilhas sonoras para teatro e cinema.

Dias 21 e 22/10 – Sexta e sábado

Horário: 13h às 16h (Carga horária de 6 horas – 3 horas/dia)

CEM (Centro Experimental de Música) – SESC Consolação

Rua Dr. Vila Nova, 245

30 vagas. Para maiores de 16 anos, com ou sem experiência, professores de música, atores e bailarinos. (Não é necessário saber tocar um instrumento para participar do curso)

R$ 30,00; R$ 15,00 (usuário matriculado, acima de 60 anos e estudante com carteirinha). R$ 7,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes).

Inscrições pelo e-mail: Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
30/09/2011 - 00:57

Tim Burtom inspira “fábula dark “

Compartilhe: Twitter

Elenco de "Serpente Verde, Sabor Maçã"  crédito Fabio Messias

Elenco de "Serpente Verde, Sabor Maçã" crédito Fabio Messias

SÃO PAULO – Mentirosa compulsiva, misteriosa e simpática, a Senhora G oferece xícaras de chá para seus visitantes, ora do bule prateado, ora do bule  dourado. Dependendo de seu julgamento sobre se o convidado é torpe ou possui boa índole, o resultado do encontro pode ser amargo e fatal. A cada chá servido, uma nova sentença decretada por esta terrível mulher, interpretada por Lulu Pavarin no espetáculo teatral Serpente Verde, Sabor Maçã., texto de Jô Bilac e Larissa Câmara, sob direção de Lavínia Pannunzzio, em cartaz no Espaço dos Parlapatões.

Texto tragicômico dos cariocas Jô Bilac e Larissa Câmara (carinhosamente chamado de fábula dark pelos seus autores), livremente inspirado no universo do diretor de cinema Tim Burton, a peça conta a história de uma enigmática senhora que envenena suas visitas por conta da postura que assumem no mundo.

Direção de Lavínia Pannunzzio, produção da Casa 5 (do titã Branco Melo e da atriz Ângela Figueiredo, que interpreta o papel da Senhora White), apresenta também no elenco os atores Luna MartinelliFernando Fecchio.
Serpente Verde, Sabor MaçãTexto – Jô Bilac e Larissa Câmara. Direção – Lavínia Pannunzio.Elenco – Lulu Pavarin, Ângela Figueiredo, Luna Martinelli e Fernando Fecchio. Cenário – Cássio Brasil. Luz – Aline Santini. Figurinos – Daniel Infantini. Trilha Sonora – Branco Mello. Coreografia – Lara Pinheiro. Programação Visual – Zootz Comunicação. Realização – CASA 5 e Cia das Trevas.Temporada – Quintas e sextas-feiras às 21 horas. Até 4 de novembroDuração –  75min Censura – 14 anos.
ESPAÇO PARLAPATÕES – Praça Franklin Roosevelt, 158 – Centro. Informações – (11) 3258.4449. Capacidade – 98 lugares. Aceita cartões de crédito e débito. Acesso para portadores de necessidades especiais. Estacionamento conveniado na Rua Nestor Pestana, 129. Bilheteria – De terça a domingo, das 16h às 22h. Ingressos por telefone – Ingresso Rápido – (11) 40031212 ou pelo site www.ingressorapido.com.br
Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , ,
29/09/2011 - 23:55

Viúva de Northon Nascimento estreia peça sobre importância da doação de órgãos

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

"Segunda Chance"

SÃO PAULO – A doação de órgãos ganha relevo temático em Segunda Chance, peça protagonizada por Kely Nascimento e Robson Vellado que estreia nesta sexta-feira (30), 20h, no Teatro Ressurreição.

Quando recebeu a doação de um coração e foi transplantado em 2003, o ator Northon Nascimento mobilizou a sociedade, os artistas, a área da saúde e as entidades públicas e, com isso, o número de transplantes realizados no Brasil aumentou de maneira significativa.

Em função disso, o ator e sua esposa, a atriz Kely Nascimento, iniciaram em 2007 um espetáculo de teatro, Adão e Eva – O Clássico, levando a principal informação para ser um doador de órgãos: a necessidade de avisar a família, pois com a alteração da lei, hoje em dia não adianta mais estar na identidade “sou doador” ou “não sou doador”, pois é o familiar que vai autorizar ou não na hora necessária. É muito importante o diálogo, a relação familiar, um bate papo tranqüilo que vai ajudar salvar tantas vidas. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , ,
29/09/2011 - 21:28

Seleção de elenco para musical infantil

Compartilhe: Twitter

RIO DE JANEIRO – A produção do musical infantil A Galinha Pintadinha, cuja direção será de Ernesto Piccolo e coreografias de Márcia Rubin, recebe até o próximo dia 7 currículos e fotos de atores, atrizes, bailarinos, bailarinas, cantores e cantoras, para participar da seleção de elenco do espetáculo.

Os interessados devem enviar  currículo e foto_ATÉ o dia 7 de outubro
para o email cirandade3trupe@gmail.com

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags:
29/09/2011 - 21:11

Peça faz raio-X da tradicional família mineira

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplauso@gmail.com)

Xuxa Lopes e Pedro Henrique Moutinho em "Crônica da Casa Assassinada", direção de Gabriel Villela

Dib Carneiro Neto adaptou para o teatro a obra de Lúcio Cardoso a convite do diretor Gabriel Villela. O resultado é o sucesso da montagem que recebeu quatro indicações ao prêmio Shell no Rio e cumpre temporada no SESC Vila Mariana até 16 de outubro. Xuxa Lopes lidera um elenco de 10 atores

A cena inicial dá o tom do que se espera dos 90 minutos seguintes: na grande mesa da casa, mãe e filho fazem sexo, num misto de gozo, lágrima, paixão, dor, atração, repulsa, prazer e pecado. Impossível sair ileso da sala de espetáculo do SESC Vila Mariana depois de assistir à Crônica da Casa Assassinada, adaptação para o teatro de Dib Carneiro Neto do livro do mineiro Lúcio Cardoso, montagem do premiado diretor Gabriel Villela. O espetáculo é um olhar ácido e corrosivo para a tradicional família mineira, o que o aproxima muito da obra do sempre polêmico Nelson Rodrigues. Em diversos momentos da peça, lembrei-me de A Mulher Sem Pecado ou Álbum de Família, tal a radiografia que se faz dos Menezes, que poderia ser muito bem os Souza ou os Silva, pois a família brasileira é revisitada pelo autor:

“O livro do Lúcio Cardoso é um tratado psicológico, mais do que histórico, mas, claro, tem como pano de fundo a chamada história da vida privada brasileira, ao mostrar a crise financeira e moral de uma ex família abastada, em total decadência, no fim dos anos 1950, no interiorzão de Minas Gerais. Isso retrata um pouco da história de muitas famílias brasileiras”, explica Dib Carneiro Neto. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags:
28/09/2011 - 16:09

#WalterBreda encabeça elenco de peça com textos de #VeraKaram

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplauso@gmail.com)

"Quem Tem Medo Vera?"

Com direção de Walter Breda, o espetáculo Quem Tem Medo de Vera? reúne quatro textos da dramaturga gaúcha m que retratam com bom humor e delicadeza o cotidiano e as relações afetivas das pessoas. Estão no elenco ao lado de Breda, Egla Monteiro, Jô Rodrigues, Luciano Borges, Maria do Carmo Soares e Ronaldo Gil

Após  tradicional terceiro sinal que abre todo o espetáculo teatral, a plateia do Teatro Ágora é surpreendida com a entrada afobada de um senhor, que desce a escada e pergunta para a senhora se o lugar ao seu lado estava desocupado. Pronto, este é o mote para dar início a Quem Tem Medo de Vera?, montagem de quatro pequenos textos de Vera Karam, dramaturga gaúcha falecida em 2003 que escreveu, entre outras peças, Quem Sabe a Gente Continua Amanhã?,  Dona Otília Lamenta Muito Por que Você não Disse que me Amava.

Numa metalinguagem, o primeiro esquete dessa reunião de textos de Vera Karam gira em torno dos dois espectadores de uma peça que iniciam uma discussão à toa: ele só queria ter certeza se a poltrona vazia ao lado da senhora é a dele. A senhora se levanta e começa uma longa explanação, o que gera irritação e desconforto do senhor. Depois de Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags:
27/09/2011 - 20:23

Está no ar o Cabaré Stravaganza

Compartilhe: Twitter

Conforme divulgado, às 19h de hoje entrou no ar o hotsite sobre o Cabaré Stravaganza, novo espetáculo teatral d’ Os Satyros que terá uma estreia virtual logo mais, às 21h, com apresentação de uma cena do espetáculo que estreará em meados de outubro.

A pesquisa do denominado Teatro Expandido busca promover a interação entre os corpos físicos e as diversas próteses cibernéticas, de celulares a operações cirúrgicas, de identidades físicas a digitais.

LEIA TAMBÉM

Cabaré Stravaganza tem estreia virtual nesta terça

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags:
27/09/2011 - 18:29

Porto Alegre Em Cena rumo a 2012

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

Luciano Alabarse

PORTO ALEGRE – A décima oitava edição do Festival Internacional de Teatro Porto Alegre Em Cena acaba de encerrar as cortinas, mas seu diretor, Luciano Alabarse não saiu da coxia. Ele já planeja a próxima edição do evento e, em entrevista ao Aplauso Brasil, revela o desejo em levar uma companhia alemã, pela primeira vez, à capital gaúcha.

Aplauso Brasil  -Quais foram em sua opinião, os grandes artistas e espetáculos que estiveram presentes na décima oitava edição do Festival?

Luciano Alabarse – Foram muitos, sem dúvida. Estrella Morente, Alain Platel, Bob Wilson, Maria Bethânia, Marco Nanini, Adriana Calcanhotto, Paulo José. Muitos.

AB – Arianne Mnouckine virá em Dezembro ao Festival com o seu último trabalho. Já há previsão de data, local e início da venda de ingressos?

Luciano Alabarse – Agora, terminada a edição do Em Cena, vamos começar a nos debruçar na produção do Thêatre du Soleil. Ainda não há nenhuma informação a ser liberada para o público.

AB – Ès um curador intenso e visionário. O que já está em sua mirada para vir na Décima Nona Edição do Festival?

Luciano Alabarse – A visita do Berliner Ensemble, mítico teatro de Berlim fundado por Bertolt Brecht, e que nunca se apresentou em Porto Alegre.

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Notas e Oportunidades Tags: , , , , ,
26/09/2011 - 18:08

As Cegas: misto de dança e teatro discute a mortalidade

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplauso@gmail.com)

"As Cegas" em cartaz no Viga Espaço Cênico, quartas e quintas

Com texto e direção de Cláudia Maria de Vasconcellos, o espetáculo faz uma sátira ao mundo tecnológico de hoje e como o homem ainda não sabe lidar com a morte. No elenco, Gil Grossi, Neca Zarvos e Vera Bonilha

A morte rondando tanto uma cega como uma psiquiatra, que vive plugada em todos os aparelhos da mais alta tecnologia dos tempos atuais. Esse o mote do espetáculo que se apresenta no Viga Espaço Cênico, As Cegas, texto e direção de Cláudia Maria de Vasconcellos.

O enredo foi criado a partir de estudo e pesquisa do grupo, além de entrevistas com filósofos e psiquiatras sobre a mortalidade. O resultado é um espetáculo com poucas palavras, que são substituídas por gestos, dança e pantomima.

Como em CataDores (em cartaz no Teatro Eva Herz), Cláudia retoma o tema da morte e a incapacidade do homem de lidar com ela. Se naquele texto eram dois palhaços que questionavam o cotidiano rotineiro, a repetição de atos e sentimentos (viver é estar à espera da morte?), em As Cegas a autora personifica a morte. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , ,
26/09/2011 - 14:49

Novo álbum de Marisa Monte já tem data de lançamento

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

Anderson Silva e Marisa Monte dançam no clipe de "Ainda Bem"

A intérprete e compositora Marisa Monte – que utiliza seu site para discutir sobre a feitura e de seu novo álbum -,  além de  colocar hoje no ar o clipe da música Ainda Bem, de seu novo CD, avisou aos fãs que o novo trabalho chega às lojas no final de outubro.

Desde 2006 que a cantora não apresenta um álbum inédito e as expectativas são grandes.

O clipe de Ainda Bem é dirigido por Dora Jobim e com fotografia em preto e branco de Mauro Pinheiro Jr  (Cinema, Aspirinas e Urubus e Linha de Passe) e contou com a participação do lutador Anderson Silva, fenômeno do MMA e atual campeão mundial dos pesos médios do UFC. Conhecido não apenas pelos golpes certeiros nos adversários mas também pela desenvoltura com os pés, ele aparece dançando com a cantora.

Composta em parceria com Arnaldo Antunes, Ainda Bem tem participação do músico argentino Gustavo Santaolalla, vencedor de dois Oscar, e de integrantes do grupo Nação Zumbi.

CLIPE de AINDA BEM

<a href="“>

Ficha técnica:
Título: Ainda Bem
Artista: Marisa Monte
Participação: Anderson Silva
Autores: Marisa Monte e Arnaldo Antunes
Gravadora: EMI
Direção: Dora Jobim
Direção de Fotografia: Mauro Pinheiro
Edição: Thiago Arruda
Produção: Gabriela Gastal e Gabriela Figueiredo

Autor: - Categoria(s): Multimídia, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo