Publicidade

Publicidade
09/10/2011 - 16:58

Hugo e equipe ousam ainda e sempre

Compartilhe: Twitter

Afonso Gentil, especial para o Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

Parlapatões comemora aniversáriode seu Espaço com "Ridículos Ainda e Sempre"

SÃO PAULO – O nonsense do russo Kharmas ganha perfeita sintonia com o surrealismo  que tem sido, desde seu começo, marca maior do jogo circense do grupo Parlapatões . Uma sucessão hilária de esquetes com personagens em situações inusitadas, remete-nos ao mundo dúbio do confronto entre real e o onírico, como em nossas cotidianas vidas. Porque a vida é sonho, já assim disse mais de um autor, além de Calderón de La Barca.

No elenco, pequeno, porém de vigorosa múltipla participação temos um Hugo Possolo incorrigível – e corrigir o quê e por quê? –não dando margem para momentos mortos, improváveis de invadirem um palco onde esteja o excepcional comediante. Raul Barreto faz, de forma personalíssima, o gênero clown estóico, que fez a imortalidade do comediante do cinema mudo de Hollywood,  Buster Keaton. A versátil Jacqueline  Obrigon mostra-nos , sem desnecessários esforços, como se consegue ser versátil sem cair no estereótipo. A jovem atriz Abhiyana e Hélio  Portes, figura costumeira nos momentos de anárquica sátira, completam   o elenco.

"Ridículos Ainda e Sempre"

Com visual eficiente e pesquisado nas teorias do  surrealismo, além do que já dissemos, Ridículos  Ainda e Sempre garante o bom humor da platéia com suas extravagâncias  estéticas. Merece permanecer no repertório ilustre do Grupo.

Ridículos Ainda e Sempre. Espaço Parlapatões /Praça Roosevelt, 158 – telefone 3258-4449 / 96 lugares /. Sábados, 21h, e domingos, 20h / R$ 40 (inteira) / até 23/Outubro

E o Vento Não Levou. Espaço Parlapatões /Praça Roosevelt, 158 – telefone 3258-4449 / 96 lugares /.  Terças e quartas. 21 horas / R$ 30,00 (inteira) / até 14-Dezembro

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo