Publicidade

Publicidade
05/12/2011 - 16:09

Panorama SESI de Dança 2011 apresenta oito espetáculos de sete companhias

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Ballet Stagium comemora 40 anos no "Panorama SESI de Dança" 2011

SÃO PAULO – De quarta-feira (7) até o dia 18 de dezembro, O Teatro Popular do SESI, em São Paulo terá apresentações gratuitas de Antônio Nóbrega, Ballet Stagium, Cristian Duarte, Cia. Siameses, Cia. Mario Nascimento, Jean Abreu e Jorge Garcia.

Além de apresentar grupos e artistas marcantes da dança contemporânea brasileira, a décima primeira edição do Panorama SESI de Dança ganha dimensão internacional com a participação do grupo suíço Alias, que trará duas produções para o palco do Teatro Popular do SESI São Paulo (Av. Paulista, 1.313). Será a estreia no Brasil desta prestigiada companhia, que é dirigida pelo paulista Guilherme Botelho. Sob curadoria da jornalista e crítica Ana Francisca Ponzio, o Panorama 2011 terá espetáculos que confirmam o vigor da dança produzida por brasileiros, seja no próprio país ou no exterior.

Esta será a quarta edição do Panorama SESI de Dança com curadoria de Ana Ponzio. A programação de 2011 do evento pode proporcionar perspectivas sobre o trabalho de cada artista e também sobre o que está em pauta hoje na produção de dança.

No caso do grupo suíço Alias, dirigido por Guilherme Botelho, há a oportunidade de entrar em contato com o trabalho deste coreógrafo brasileiro que vive na Europa há cerca de 30 anos, que desenvolveu carreira prestigiosa por lá e que é desconhecido por aqui.

"Panorama SESI de Dança" 2011

Mudando um pouco o que normalmente ocorre na programação do Panorama, que costuma apresentar um espetáculo de grupo ou criador diferente por dia, o Alias, com um elenco de 17 bailarinos, apresentará duas produções diferentes em quatro dias: Le Poids des Éponges, espetáculo do Alias que abre o Panorama SESI de Dança, estreou em 2002. Sideways Rain, que vem em seguida, é a obra mais recente de Botelho (estreou ano passado e vem recebendo expressivos elogios). São peças diferentes, que expressam momentos diversos de Botelho e da companhia e que alargam um pouco as informações que o espectador terá sobre o coreógrafo e seu elenco. Por meio das duas obras também poderá se ver o que Botelho preservou de suas origens brasileiras, o que absorveu fora daqui, como fundiu culturas e informações em seu repertório artístico. O grupo dirigido por Botelho já realizou inúmeras temporadas internacionais, em países da Europa, Ásia, América e África.

Em seguida, com Antonio Nóbrega, haverá uma aula-espetáculo de alto padrão sobre cultura brasileira. Coreógrafo, dançarino, músico, artista múltiplo e maior da cena brasileira, Nóbrega é o criador do espetáculo Naturalmente – Teoria e Jogo de uma Dança Brasileira, que em 2009, foi eleito o melhor espetáculo de dança encenado no Brasil na primeira década do século 21 pela revista Bravo!. Na segunda semana, estarão reunidos criadores expressivos da dança brasileira, com obras que podem ser apontadas entre as melhores da produção recente.

Cristian Duarte com um solo primoroso em que ele se desafia a rever 100 obras coreográficas de todas as épocas (do clássico ao pop). Para realizar o espetáculo Cristian inspirou-se na obra The Hot One Hundred, do artista plástico britânico Peter Davies e no livro A vertigem das listas, de Umberto Eco. Ao finalizar sua produção, Cristian disponibilizou sua lista na internet: www.lote24hs.net (quase um complemento ao espetáculo, com trechos das coreografias que integram a obra).

Outra atração da segunda semana é o Ballet Stagium, que está completando 40 anos de atividades. Por isso, a curadoria pediu a Márika Gidali, fundadora e diretora da companhia, que resgatasse, em cena, um pouco da história da companhia, em uma espécie de espetáculo-documentário. Logo que surgiu, o Stagium procurou romper distâncias entre palco e plateia através de uma informalidade que não era comum na época. Um pouco daquele clima será resgatado no espetáculo Stagium 40 Anos. A trajetória do grupo, marcada pela busca de aproximação com o público e da popularização da dança, será “contada” por Márika e Décio Otero, coreógrafo do Stagium. Um merecido tributo ao Stagium e seus mentores/diretores, Márika Gidali e Décio Otero.

Ainda na segunda semana, o espetáculo Jardim Noturno, com a Cia. Siameses, de Maurício de Oliveira, coreógrafo e bailarino que se destacou em uma das companhias mais cultuadas do mundo (dirigida na Alemanha pelo americano William Forsythe) e que desde que voltou para o Brasil (há cerca de sete anos), vem concebendo trabalhos brilhantes em São Paulo. Sofisticado tanto na técnica quanto na estruturação cênica, o trabalho de Maurício vem fazendo sucesso na cena paulistana/ brasileira.

Em seguida, com Jorge Garcia (coreógrafo pernambucano radicado em São Paulo) e Jean Abreu (maranhense que vive e trabalha na Inglaterra), haverá um encontro inédito de dois criadores brasileiros distantes geograficamente. A apresentação da dupla no Panorama SESI marcará a estreia brasileira do espetáculo Parallel Memories/Memórias Paralelas, que em agosto deste ano integrou a programação do Edinburgh International Festival, um dos eventos de artes cênicas mais importantes da Europa

Para encerrar o Panorama SESI de Dança, o grupo de Mário Nascimento, coreógrafo de São Paulo que vive em Belo Horizonte, estreia Território Nu, espetáculo novo da companhia, inédito em São Paulo. A apresentação contará com música ao vivo. Fabio Cardia, compositor que desenvolve parcerias com Mário Nascimento, estará em cena junto com os bailarinos.

PROGRAMAÇÃO: TODOS OS ESPETÁCULOS SÃO GRATUITOS 1ª semana de dezembro – de 7 a 11 (quarta a domingo). Dias 7 e 8 (4ª e 5ª feira, 20h): abertura do evento com apresentações do espetáculo Le Poids des Éponges, com o grupo suíço Alias.. Dias 9 e 10 (6ª e sábado, 20h): grupo

Alias apresenta Sideways Rain.. Dia 11 (domingo, 19h): Naturalmente – Teoria e Jogo de uma Dança Brasileira, com Antonio Nóbrega, orquestra e as bailarinas Eugenia Almeida e Marina Abib. 2ª semana de dezembro – de 14 a 18 (quarta a domingo). Dia 14 (4ªfeira, 20h): The Hot One Hundred Choreographers, com Cristian Duarte. Dia 15 (5ªfeira, 20h): Ballet Stagium apresenta espetáculo-documentário Stagium 40 Anos que permite um olhar abrangente sobre quatro décadas de atividades da companhia.. Dia 16 (6ªfeira, 20h): Jardim Noturno, de Maurício de Oliveira, com Cia. Siameses.. Dia 17 (sábado, 20h): Parallel Memories/Memórias Paralelas, com Jean Abreu e Jorge Garcia. Dia 18 (domingo, 19h): Território Nu.

Serviço: Panorama SESI de Dança 2011 Local: Teatro do SESI – São Paulo – Av. Paulista, 1.313 – Metrô Trianon/MASP. Datas e horários: de 7 a 18 de dezembro de 2011 – de quarta-feira a sábado, às 20 horas, e domingos, às 19 horas. Entrada: Franca – Os ingressos serão distribuídos a partir do horário de abertura da bilheteria no dia da apresentação. Limite de dois ingressos por pessoa.

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Dança, Música e Cinema Tags: , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo