Publicidade

Publicidade
19/12/2011 - 17:15

Uma Diva chamada Claudia Raia

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Claudia Raia vive Sally Bowles em"Cabaret"

SÃO PAULO – Sua carreira é laureada com marcantes trabalhos na televisão e no teatro, sobretudo os musicais que estão na gênese de sua carreira: ainda adolescente incursionou nos palcos como uma das protagonistas de A Chorus Line, um musical famoso na Broadway em versão brasileira. De lá para cá, Claudia Raia conquistou fama, glamour, sempre focada na árdua disciplina preparatória de seus empreendimentos profissionais – periódicas aulas de canto, rigoroso treinamento físico, incluindo aulas de dança. Não bastasse a retidão de sua trajetória, ela é extremamente carismática e atenciosa com seu público. Agora, em seu Cabaret, dirigida por José Possi Neto, ela atinge seu apogeu e se torna verdadeira Diva.

Ousar produzir e protagonizar Cabaret, obra-prima de Joe Masteroff, é para poucos. Para sorte do público brasileiro La Raia é corajosa e deu a sua Sally Bowles, a prostituta viciada em gim que estrela os números do decadente cabaré KitKat da Berlim de 1930, a comicidade patética e o peso dramático de uma alcoólatra que, feito Blanche Dubois (protagonista de Um Bonde Chamado Desejo, de Teneessee Williams), refugia-se num universo fictício que cria para si, objetivando fugir da cruel realidade.

Além da interpretação que revela o lado mais trágico de  Bowles e de como sua consciente alienação custou a nossa recente História, Claudia parece vocalmente amadurecida, alcançando notas dificílimas.

Aconselho aos paulistanos não perderem tempo, quando o espetáculo voltar de seu recesso, em conferir Cabaret que fica só até o final de fevereiro de 2012.

Não conte à mamãe

Ficha técnica:
Texto: Joe Masteroff
Músicas: John Kander
Letras: Fred Ebb
Versão Brasileira: Miguel Falabella
Direção de Coreografia: Alonso Barros
Direção Musical e Vocal: Marconi Araújo
Direção Geral: José Possi Neto
Produção Geral: Sandro Chaim
Elenco: Claudia Raia como Sally Bowles e Jarbas Homem de Melo como MC.
Guilherme Magon, Julio Mancini, Katia Barros, Marcos Tumura e Liane Maya,
Alberto Goya, Alessandra Dimitriou, Carol Costa, Daniel Monteiro, Fabiane
Bang, Hellen de Castro, Keka Santos, Leo Wagner, Luana Zenun, Luciana
Milano, Marcelo Vasquez, Mateus Ribeiro, Rodrigo Negrini e Tomas Quaresma.
Cenário: Chris Aizner e Nilton Aizner
Cenógrafos Associados: Renato Theoblado e Roberto Rolnik
Figurino: Fábio Namatame
Iluminação: Paulo César Medeiros
Design de Som: Tocko Michelazzo
Visagismo: Henrique Mello e Robin Garcia
Programação Visual: Fuego
Realização: COART, Raia Produções e Chaim Produções
Patrocínio Máster: Banco BVA
Copatrocínio: Sul América Seguros e Previdência

Serviço:

Estreia: 28 de outubro (sexta-feira), às 21h30

Local: Teatro Procópio Ferreira (Rua Augusta, 2.823)

Horários:
Quinta-feira: às 21h
Sexta-feira: às 21h30
Sábado (duas sessões): às 18h e às 21h30
Domingo: às 18h
Ingressos: de R$ 40,00 a R$ 200,00
Ingressos por telefone: 4003-1212 ou pelo site:
www.ingressorapido.com.br<http://www.ingressorapido.com.br>
Bilheteria: Terça a quinta das 14h às 19h, sexta a domingo das 14h até o
início do espetáculo
Estacionamento conveniado:MultiPark- R. Augusta, 2673 (R$10,00) período de 4h. Retirada do selo do estacionamento na bilheteria.
Informações: (11) 3083-4475
Censura: 14 anos
Capacidade: 600 lugares
Duração: 2h30

Claudia Raia, como Sally Bowles, canta Mammaem Cabaret

Willkommen – abertura de Cabaret, musical protagonizado por Claudia Raia

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo