Publicidade

Publicidade

Arquivo de janeiro, 2012

30/01/2012 - 17:58

Teatro Eva Herz apresenta Nise da Silveira – Senhora das Imagens

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Nise da Silveira". Com Mariana Terra. Foto de Rafael Viana

SÃO PAULO – Para celebrar os 60 anos do Museu de Imagens do Inconsciente, – criado por Nise da Silveira, cuja origem se deu nos ateliês de pintura e de modelagem da Seção de Terapêutica Ocupacional do Centro Psiquiátrico Pedro II (Rio de Janeiro – 1946), o Teatro Eva Herz apresenta Nise da Silveira – Senhora das Imagens.

Após temporadas de sucesso no Rio de Janeiro, Brasília, Alagoas e Espírito Santo, a peça, que une teatro, dança, canto, projeção de imagens e pantomima, chega pela primeira vez a São Paulo e revela ao grande público a história de uma das mulheres mais importantes do século 20: Nise da Silveira, médica psiquiatra alagoana que virou referência no tratamento da esquizofrenia no Brasil ao implantar ateliês de pintura em hospitais psiquiátricos, contrapondo-se aos polêmicos tratamentos com eletro choque aplicados nos pacientes, tipo de método vigente na época. A partir dos trabalhos artísticos surgidos desse processo, Nise iniciou um estudo profundo das expressões simbólicas das pinturas para penetrar no universo do inconsciente de cada um deles, o que, talvez, tenha sido o seu grande triunfo.

“A força daquela mulher revolucionou a psiquiatria através da arte e de um processo mais humanitário de cura, de um olhar para o seu semelhante, que não fosse um olhar tão duro, um olhar tão científico, mas um olhar de amor ao próximo”, explica o diretor Daniel Lobo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema, Matérias Tags: , , , , , , ,
30/01/2012 - 15:42

Estão abertas as inscrições para as Oficinas Livres De Interpretação d’Os Satyros

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

O ator Ivam Cabral, um dos fundadores d'Os Satyros

SÃO PAULO – Ministradas por atores da Cia Os Satyros, as oficinas são dirigidas a atores já formados, ou iniciantes, que queiram entrar em contato com as técnicas de interpretação desenvolvidas pelos Satyros.

Os cursos foram criados no início dos anos 1990, quando a Cia. residia em Portugal, com o objetivo de desenvolver o método do Teatro Veloz, elaborado pelo Cia. O método ajuda na recuperação de três preceitos: o estado criativo absoluto no imaginário do ator; a sonoridade sem o uso da palavra racional; e o caráter ritualístico do teatro.

São exercícios que, fundamentados nas teorias preconizadas por mestres como Stanislavski, Meyerhold e Artaud, entre outras influências, no caso das práticas de atuação cênica, levam os indivíduos envolvidos em um mesmo processo criativo à reflexão, ao autoconhecimento e a uma apreensão diferenciada do todo em que se inserem, segundo disposições do imaginário.

Um dos objetivos do Teatro Veloz é predispor os atores a uma prontidão de respostas aos estímulos oriundos do meio, com o envolvimento emocional e intelectual dos participantes.

Esse Teatro, como um catalisador de processos que condicionam o indivíduo a repensar a sua realidade e a se reposicionar em relação a ela, é fruto de um dos princípios que norteiam as atividades da Companhia dos Satyros, calcado no não-conformismo e resistência aos padrões arbitrariamente impostos pelo meio social. A resposta imediata às imposições sociais se faz necessária, assim, em termos artísticos.

A instrumentalização dos atores dá-se por meio de técnicas corporais, vocais e jogos teatrais, de modo que as disposições do imaginário possam estar sempre a serviço da criatividade.

Há ainda a possibilidade de ingresso no Núcleo Experimental dos Satyros, coordenado por um diretor convidado, e que tem por objetivo aprofundar as técnicas de interpretação iniciadas na oficina.

Durante o curso os alunos serão avaliados pelos professores e aqueles que se destacarem serão indicados para o Núcleo, ou até mesmo para projetos da Cia.

Oficina Livre de Interpretação.

Turmas: Sábado – Manhã – 10h30 às 13h30. Sábado – Tarde – 14h30 às 17h30. Domingo – Tarde – 14h30 às 17h30. Segunda – Noite- 19h30 às 22h30

DURAÇÃO: De março a dezembro de 2012. 1º Módulo – Mimese, 2º Módulo – Performativo e 3º Módulo – Diegético.

INSCRIÇÕES: Local: Praça Roosevelt, 222, (mezanino). De segunda a sexta, das 10h às 19h.

FORMA DE PAGAMENTO: Cheque ou dinheiro.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: Xerox do RG. Xerox do comprovante de residência. Foto 3X4

PERÍODO DE INSCRIÇÕES. Até a data de início da oficina.

CRITÉRIO DE SELEÇÃO: Primeiros inscritos – Vagas limitadas.

Informações: (11) 3258.6345

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Notas e Oportunidades Tags: , , , ,
30/01/2012 - 13:11

Comunicado oficial de Xanadu

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes,  do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Thiago Freagoso e Danielle Winits formam par romântico de "Xanadu"

RIO DE JANEIRO – Nós do Aplauso Brasil, lamentamos muito o ocorrido no último sábado (28) durante a apresentação da superprodução musical Xanadu, dirigida por Miguel Fallabela, quem divide a produção com Sandro Chaim, atestamos a seriedade e relevância artística dos produtores, também, vítimas, mesmo que indiretas, de tal fatalidade. Aguardamos a recuperação do ator Thiago Fragoso e a retomada do espetáculo no Teatro Oi Casa Grande. Abaixo, segue o comunicado oficial divulgado pela assessoria de imprensa do espetáculo.

COMUNICADO OFICIAL XANADU

Na noite deste sábado (28/02), os atores Danielle Winits e Thiago Fragoso sofreram queda de uma altura de aproximadamente quatro metros, durante cena em que simulam um voo no musical Xanadu.

A atriz Danielle Winits já teve alta do hospital e não sofreu qualquer fratura ou ferimento mais grave. Segundo boletim da Casa de Saúde São José, onde está internado Thiago Fragoso, o ator sofreu fratura de cinco arcos costais do lado direito, mas passa bem e está consciente. Apenas para acompanhamento e observação, o ator permanecerá no CTI. Ele está acompanhado de familiares e não tem previsão de alta. O próximo laudo será divulgado na terça-feira, 31.

Três espectadoras que estavam na plateia foram atingidas e encaminhadas para o Hospital  Miguel Couto. Duas delas já foram liberadas e a terceira foi transferida para o Hospital Norte D´or, onde permanecerá em observação por 48 horas.

Informamos também que na noite deste sábado  foi realizada uma perícia que apontará a causa da acidente . O laudo pericial ficará pronto de 15 a 30 dias.

A produção definirá até o início da semana quando serão retomadas as apresentações. Os espectadores que compraram ingressos na bilheteria para as três sessões não realizadas podem se dirigir à bilheteria do teatro (de terça a domingo, das 15h às 20h). Já aqueles que efetuaram sua compra pelo ingresso.com, devem entrar em contato com o site. Todos podem optar pela devolução do dinheiro ou por reagendar a ida ao espetáculo.

O Teatro Oi Casa Grande segue com sua programação normal e realiza o infantil A Borralheira, uma opereta brasileira, aos sábados e domingos, às 15h.
Teatro Oi Casa Grande

Rua Afrânio de Melo Franco, 290

Telefone: (21) 2511.0800

www.ingresso.com / Televendas: (21) 4003-2330

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: ,
29/01/2012 - 19:44

Palácio do Fim: os horrores de uma guerra

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Vera Holtz emociona em "Palácio do Fim"

Baseada em fatos do conflito do Iraque, a peça de Judith Thompson mostra o drama de uma iraquiana vítima de tortura, o dilema de um cientista britânico que denunciou a farsa das armas de destruição em massa e o relato de uma recruta norte-americana acusada de abuso aos prisioneiros de Abu Ghraib. Direção de José Wilker, com Vera Holtz, Antonio Petrin e Camila Morgado

SÃO PAULO – Independe do período da história da humanidade: guerra é sempre indefensável. Os horrores que ela causa — seja para uma pessoa, para uma família, uma nação ou para todo o planeta — são sempre devastadores. A arte retrata, invariavelmente, os conflitos armados; na maioria das vezes, como forma de denúncia das atrocidades geradas por eles.

A dramaturga canadense Judith Thompson em Palácio do Fim, em cartaz no SESC Consolação até 11 de março, não fez diferente. Partiu de fatos reais da Guerra do Iraque e criou três monólogos, que na montagem dirigida por José Wilker, são intercalados nos 90 minutos de duração do espetáculo. As três histórias relatam experiências de personagens que, mesmo em campos opostos, tiveram suas vidas brutalmente alteradas com o advento da guerra. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , ,
29/01/2012 - 19:01

Inscreva-se para a 5ª edição do Fundo Comgás de Patrocínio

Compartilhe: Twitter

Cine Teatro Brasil, um dos projetos contemplados na última edição do Fundo Comgás de Patrocínio

SÃO PAULO – Estão abertas as inscrições para a 5ª edição do Fundo Comgás de Patrocínio Sócio Cultural. Neste ano serão destinados R$ 2 milhões para projetos socioculturais  que “gerem aprendizado transformador capaz de promover relações sustentáveis”, desenvolvidos na área de concessão da Comgás (Região Metropolitana de São Paulo, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Região Administrativa de Campinas).

Podem ser inscritos projetos socioculturais das mais diversas áreas, enquadrados no artigo 18 da Lei Federal de Incentivo à Cultural (Lei Rouanet), que tenham como objetivo fomentar empreendimentos que gerem aprendizado transformador capaz de promover relações sustentáveis.

O processo seletivo é composto por quatro fases: habilitação, onde são conferidos a documentação e os impedimentos previstos no regulamento; análise técnica pela área de Responsabilidade Social da Comgás; seleção pelo Comitê de Comunicação da Comgás e pela Comissão de Patrocínios
Incentivados; e, por fim, os projetos selecionados são apresentados para o conhecimento da Diretoria da Comgás.

No ano passado, o Fundo contou com 288 projetos inscritos, dos quais 10 receberam R$ 1,5 milhão para realizarem suas atividades ao longo do ano, beneficiando mais de 800 mil pessoas.

Para ler o regulamento e fazer sua inscrição, acesse o site http://www.fundocomgas.com.br/.

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , ,
27/01/2012 - 19:17

Confira vídeo da estreia de “Palácio do Fim” em SP

Compartilhe: Twitter

Sexta passada no Teatro Anchieta (SESC Consolação) começou a temporada paulistana de Palácio do Fim. Antonio Carlos Gomes, nosso novo  colaborador,  esteve na pré-estréia para convidados da peça.

<a href="“>
Palácio do Fim

Autora: Judith Thompson.

Tradução: João Gabriel Carneiro

Direção: José Wilker

Teatro Anchieta do SESC Consolação
Até 11 de março
Sextas e sábados às 21 horas e domingos às 18 horas
Ingressos: R$32,00 inteira
Classificação: 14 anos
Duração: 90 minutos

Palácio do Fim chega a SP e traz história de sucesso na bagagem

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Multimídia Tags: , ,
27/01/2012 - 18:50

Saiba quem faturou o Prêmio Governador do Estado 2011

Compartilhe: Twitter

Luis Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"O Jardim", da Cia. Hiato, vencedora na categoria Teatro

SÃO PAULO – A produtora da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Renata de Almeida, foi o grande Destaque Cultural escolhido pelo júri do Prêmio Governador do Estado para a Cultura 2011. Ela recebe o prêmio de R$ 100 mil da Secretaria de Estado da Cultura pelo conjunto do seu trabalho. Desde 1990, junto com seu marido Leon Cakoff, que faleceu no ano passado, ela é responsável pela seleção de filmes e programação da mais conhecida mostra cinematográfica do País e uma das mais importantes do mundo. O Prêmio foi entregue na noite da última terça-feira (24) em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes.

O Prêmio Governador 2011 distribuiu mais sete prêmios em dinheiro, no valor de R$ 60 mil cada, para os vencedores do júri das outras modalidades: o artista plástico Fernando Lemos, pela exposição Lá & , na modalidade Artes Visuais; Marco Dutra e Juliana Rojas na modalidade Cinema, pelo filme Trabalhar Cansa; em Circo, Roger Avanzi, com seu personagem Palhaço Picolino; a companhia Ballet Stagium, em Dança, pelo espetáculo comemorativo dos seus 40 anos; Sérgio Vaz na modalidade Inclusão Cultural, com seu trabalho na Cooperativa Cultural da Periferia (Cooperifa); Suzana Salles, no prêmio de Música, pela realização da Semana da Canção Brasileira de São Luiz do Paraitinga; e a Cia. Hiato, em Teatro, com o espetáculo O Jardim.

No total, o Prêmio Governador 2011 entregou R$ 520 mi Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , ,
27/01/2012 - 15:29

A tribo ‘mal educada’ do paz e amor retorna com tudo! É Hair 2012

Compartilhe: Twitter

Afonso Gentil, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Hair" - foto de Gugba Melgar

SÃO PAULO – Era o fim da década de 60 do século passado. Uma onda de protestos tomava as ruas de cidades importantes dos Estados Unidos. A guerra do Vietnã mobilizava os jovens da classe média, já por si insatisfeitos com as regras das escolas, dos lares, das igrejas.  James Rado e Gerome Ragni, dois obscuros atores, músicos e dramaturgos da of-Broadway jogaram nesse caldeirão fervente, um fiapo de enredo acompanhando as perambulações desses inconformados  e “mal educados” jovens  rebeldes. Mas,  para deixar tudo muito realista, praticamente um documentário de uma época, adicionaram muito sexo (livre), drogas  e rock da pesada (com músicas de forte impacto,  no canto coletivo).

Não demorou muito tempo para as bilheterias tilintarem com frenesi. Da Broadway para a rua Conselheiro Ramalho (Teatro Bela Vista, hoje remodelado) foi um salto de conto de fadas sonante, não esquecendo as grandes capitais européias, até a japonesa. Foi, como se pode ver, um fenômeno atordoante, que balançou a cabeça de muita gente, de generais ao Papa. Até o adolescente cabeludo da zona leste aqui de São Paulo. Instalou-se a “Era  Hippie”, que após anos de “glória”, deu no que deu, ou seja, o sonho acabou e para nos sobrou a rua Helvetia.

A frase “O musical que mudou o mundo” estampada na capa do programa desta energética versão da dupla  Charles Möeller e Claudio Botelho, não contém, para quem já viu, nenhum exagero publicitário: é a tradução da mais pura sinceridade. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , ,
25/01/2012 - 17:46

Antônio Fagundes e filho inauguram novo teatro em SP

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Antônio e Bruno Fagundes contracenam em "Vermelho"

SÃO PAULO – Sob a direção de Jorge Takla (que o dirigiu no excelente Últimas Luas), Antônio Fagundes está de volta aos palcos da capital paulista em Vermelho (Red), de John Logan (traduzido pela atriz Rachel Ripani), em 29 de março. Ao lado do filho, Bruno Fagundes, o ator inaugura com o espetáculo o Teatro GEO, dentro do Instituto Tomie Ohtake.

A peça se passa no atelier do pintor russo, naturalizado norte-americano, Mark Rothko (Antônio Fagundes), que ficou conhecido por sua obra expressionista e abstrata, no final dos anos 1950, em Nova York, no momento em que cria uma nova obra: os murais para o restaurante Four Seasons na Park Avenue. O ator Bruno Fagundes (filho de Antônio) interpreta o jovem assistente do pintor.

Obra de Matisse influenciou o pintor Mark Rothko

Premiadíssima na Broadway (seis Tonys na temporada 2010), Vermelho, cujos figurinos são de Fábio Namatame, é uma co-produção de Antônio Fagundes e Jorge Takla que assina, ainda, a cenografia.

A estréia está prevista para 29 de março na inauguração do Teatro GEO (na Avenida Faria Lima, 201, entrada pela Rua Coropés, no prédio do Instituto Tomie Ohtake).

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , ,
25/01/2012 - 15:44

Quer se formar em teatro de graça? Saiba como aqui

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

SESI-SP dispõe de 1.920 vagas gratuitas para cursos introdutórios em artes cênicas,  distribuídas em 16 unidades de todo o  estado de São Paulo. Os interessados deverão se inscrever a partir de 1º de fevereiro na unidade de preferência.
O início das atividades está previsto para 5 de março de 2012.

SÃO PAULO – A partir de 1º de fevereiro, o SESI-SP iniciará as inscrições para os cursos gratuitos de iniciação teatral oferecidos pelos Núcleos de Artes Cênicas (NACs) da entidade. Neste ano, cada uma das 16 unidades responsáveis pelo projeto ofertará 120 vagas para cursos livres, totalizando 1.920 vagas em todo o estado.

Para o curso semestral (de 05 de março a 30 de junho), com carga horária de 2 horas semanais, cada núcleo formará quatro turmas de 25 alunos. A configuração dos grupos pode variar entre as unidades para o atendimento dos públicos infantil, adolescente e adulto. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , ,
Voltar ao topo