Publicidade

Publicidade

Arquivo de janeiro 10th, 2012

10/01/2012 - 23:06

A Bilha Quebrada abre a comemoração de 21 anos da Cia. Razões Inversas

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"A Bilha Quebrada"

O Espaço Parlapatões é o palco escolhido para festejar a maioridade do grupo, que apresenta quatro espetáculos de seu repertório: além do texto de Heinrich von Kleist, Agreste, A Ilusão Cômica e Anatomia Frozen completam a programação

SÃO PAULO – Uma das companhias brasileiras de teatro mais premiadas acaba de completar 21 anos e nada melhor para comemorar do que encenar seus grandes sucessos. A Cia Razões Inversas — criada pelo diretor Marcio Aurelio e pelo ator Paulo Marcello, com Joca Andreazza e Renata Araújo no núcleo permanente — tem em seu repertório 18 espetáculos e nesta mostra escolheu quatro deles para representar a carreira do grupo. A mostra começou no último final de semana e permanece em cartaz até o dia 24 de março, sempre no Espaço Parlapatões. Acompanhe toda a programação pelo site da companhia:http://www.razoesinversas.com.br/

Para dar o pontapé inicial desta festividade, a peça escolhida foi A Bilha Quebrada, de Heinrich von Kleist, que em 1993 projetou o grupo na cena teatral paulistana: receberam indicações aos prêmios Shell, Mambembe e Apetesp. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags:
10/01/2012 - 22:13

Montagem de Hair chega a SP

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Musical leva assinatura dos "Reis do Musical" , Charles Möeller e Claudio Botelho

SÃO PAULO – Mais do que um espetáculo, Hair se tornou um mito. Assinada por Charles Möeller e Claudio Botelho, a nova montagem brasileira do musical aporta em São Paulo nesta sexta-feira (13), no Teatro Frei Caneca, após ser vista por mais de cem mil pessoas no Rio de Janeiro e ter conquistado rasgados elogios da crítica teatral carioca.

“Ainda vivemos em guerra e os conflitos são muito parecidos e tão assustadores e sem sentido como o do Vietnã. Da mesma forma que ainda somos cheios de tabus e vivemos na intolerância. O grito de ‘Hair’ continua ecoando”, justifica.

Charles Möeller, que ressalta ainda todas as rupturas promovidas pelo espetáculo original, com texto de Gerome Ragni e James Rado e música de Galt MacDermot. Entre as novidades que a encenação trouxe ao palco, estavam a relação direta com a plateia e uma emblemática cena de nudez frontal. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , ,
10/01/2012 - 18:36

Danton Mello vive filho da “supermãe” Ana Lúcia Torre em comédia dirigida por Alexandre Reinecke

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"Como se tornar uma supermãe em 10 lições" - foto de João Caldas

SÃO PAULO – A partir da próxima Sexta, dia 13, os risos estão garantidos para quem for ao Teatro Gazeta. Estreia lá, a comédia Como se tornar uma super mãe em 10 lições, peça que no início da década de 1990, levou multidões ao teatro, quando foi estrelada por Eva Todor. Eu, que fui um destes espectadores, lembro rindo tanto da genial interpretação de Eva, quanto do excelente texto de Paul Fuks. A peça, interpretada por elenco de afiadíssimos comediantes, é contada a partir das lembranças de Daniel (Danton Mello), um típico bom filho judeu, que tenta ministrar uma palestra no dia em que recebe um importantíssimo prêmio de “algebrologia sintagmática”. Na primeira fila do auditório está sua super mãe (Ana Lucia Torre), que o interrompe a todo o momento para perguntar se ele está com as devidas roupas que o protegem do frio e alergias. Até que o submisso filho resolve contar sua história e as consequências da educação de uma mãe superprotetora. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo