Publicidade

Publicidade
27/01/2012 - 18:50

Saiba quem faturou o Prêmio Governador do Estado 2011

Compartilhe: Twitter

Luis Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"O Jardim", da Cia. Hiato, vencedora na categoria Teatro

SÃO PAULO – A produtora da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Renata de Almeida, foi o grande Destaque Cultural escolhido pelo júri do Prêmio Governador do Estado para a Cultura 2011. Ela recebe o prêmio de R$ 100 mil da Secretaria de Estado da Cultura pelo conjunto do seu trabalho. Desde 1990, junto com seu marido Leon Cakoff, que faleceu no ano passado, ela é responsável pela seleção de filmes e programação da mais conhecida mostra cinematográfica do País e uma das mais importantes do mundo. O Prêmio foi entregue na noite da última terça-feira (24) em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes.

O Prêmio Governador 2011 distribuiu mais sete prêmios em dinheiro, no valor de R$ 60 mil cada, para os vencedores do júri das outras modalidades: o artista plástico Fernando Lemos, pela exposição Lá & , na modalidade Artes Visuais; Marco Dutra e Juliana Rojas na modalidade Cinema, pelo filme Trabalhar Cansa; em Circo, Roger Avanzi, com seu personagem Palhaço Picolino; a companhia Ballet Stagium, em Dança, pelo espetáculo comemorativo dos seus 40 anos; Sérgio Vaz na modalidade Inclusão Cultural, com seu trabalho na Cooperativa Cultural da Periferia (Cooperifa); Suzana Salles, no prêmio de Música, pela realização da Semana da Canção Brasileira de São Luiz do Paraitinga; e a Cia. Hiato, em Teatro, com o espetáculo O Jardim.

No total, o Prêmio Governador 2011 entregou R$ 520 mil, o maior valor distribuído por um governo estadual brasileiro em uma premiação do tipo.

"Luís Antonio Gabriela" venceu pelo júri popular

“O reconhecimento do trabalho realizado é um incentivo do Governo de São Paulo para estimular a produção cultural de qualidade”, afirma o Secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo.

Além do prêmio do júri, em dinheiro, os artistas, grupos e instituições escolhidos pelo voto popular receberam o troféu elaborado pelo artista plástico Florian Raiss especialmente para o Prêmio Governador 2011. O site do evento na internet recebeu mais de 120 mil votos entre os dias 3 e 23 de janeiro.

Duas modalidades tiveram apenas votação popular: com 12.988 votos, o SESC-SP foi escolhido como a melhor Instituição Cultural de 2011; já a Caixa Econômica Federal, com 7.493 votos, recebeu o prêmio popular de Mecenato.

Além do prêmio do júri, Sérgio Vaz, coordenador da Cooperifa, também foi o escolhido pelo voto popular na modalidade Inclusão Cultural (4.744 votos) e ainda recebeu o Destaque Cultural, pelo conjunto da obra, com 3.524 votos.

Confira os outros ganhadores do voto popular: Nelson Leirner, com a exposição 2011-1961=50 anos, na modalidade Artes Visuais (1.483 votos); Moacyr Franco, na modalidade Cinema, pela atuação em O Palhaço (11.071 votos); José Amilton França, em Circo, com o personagem Palhaço Tubinho (8.388 votos); o Ballet Stagium, em Dança, com 4.068 votos. Na modalidade Música, Inezita Barroso recebeu 6.029 votos pelo programa Viola, Minha Viola; e em Teatro, a Cia. Munguzá recebeu 2.107 votos pelo espetáculo Luis Antonio – Gabriela.

Criado na década de 1950, o Prêmio Governador do Estado foi por vários anos um dos mais tradicionais do país. Nos anos 1990, deixou de ser entregue e ficou suspenso por mais de duas décadas, até ser retomado em 2010. Ao longo de sua história, premiou artistas como Cleyde Yáconis (1953, 1958 e 1961), Stênio Garcia (1966) e Esther Góes (1973). Em 2010, primeiro ano da retomada, foram premiados o músico Tom Zé, a artista plástica Amélia Toledo e a atriz Nydia Lícia, entre outros artistas.

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo