Publicidade

Publicidade

Arquivo de janeiro 29th, 2012

29/01/2012 - 19:44

Palácio do Fim: os horrores de uma guerra

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Vera Holtz emociona em "Palácio do Fim"

Baseada em fatos do conflito do Iraque, a peça de Judith Thompson mostra o drama de uma iraquiana vítima de tortura, o dilema de um cientista britânico que denunciou a farsa das armas de destruição em massa e o relato de uma recruta norte-americana acusada de abuso aos prisioneiros de Abu Ghraib. Direção de José Wilker, com Vera Holtz, Antonio Petrin e Camila Morgado

SÃO PAULO – Independe do período da história da humanidade: guerra é sempre indefensável. Os horrores que ela causa — seja para uma pessoa, para uma família, uma nação ou para todo o planeta — são sempre devastadores. A arte retrata, invariavelmente, os conflitos armados; na maioria das vezes, como forma de denúncia das atrocidades geradas por eles.

A dramaturga canadense Judith Thompson em Palácio do Fim, em cartaz no SESC Consolação até 11 de março, não fez diferente. Partiu de fatos reais da Guerra do Iraque e criou três monólogos, que na montagem dirigida por José Wilker, são intercalados nos 90 minutos de duração do espetáculo. As três histórias relatam experiências de personagens que, mesmo em campos opostos, tiveram suas vidas brutalmente alteradas com o advento da guerra. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , ,
29/01/2012 - 19:01

Inscreva-se para a 5ª edição do Fundo Comgás de Patrocínio

Compartilhe: Twitter

Cine Teatro Brasil, um dos projetos contemplados na última edição do Fundo Comgás de Patrocínio

SÃO PAULO – Estão abertas as inscrições para a 5ª edição do Fundo Comgás de Patrocínio Sócio Cultural. Neste ano serão destinados R$ 2 milhões para projetos socioculturais  que “gerem aprendizado transformador capaz de promover relações sustentáveis”, desenvolvidos na área de concessão da Comgás (Região Metropolitana de São Paulo, Baixada Santista, Vale do Paraíba e Região Administrativa de Campinas).

Podem ser inscritos projetos socioculturais das mais diversas áreas, enquadrados no artigo 18 da Lei Federal de Incentivo à Cultural (Lei Rouanet), que tenham como objetivo fomentar empreendimentos que gerem aprendizado transformador capaz de promover relações sustentáveis.

O processo seletivo é composto por quatro fases: habilitação, onde são conferidos a documentação e os impedimentos previstos no regulamento; análise técnica pela área de Responsabilidade Social da Comgás; seleção pelo Comitê de Comunicação da Comgás e pela Comissão de Patrocínios
Incentivados; e, por fim, os projetos selecionados são apresentados para o conhecimento da Diretoria da Comgás.

No ano passado, o Fundo contou com 288 projetos inscritos, dos quais 10 receberam R$ 1,5 milhão para realizarem suas atividades ao longo do ano, beneficiando mais de 800 mil pessoas.

Para ler o regulamento e fazer sua inscrição, acesse o site http://www.fundocomgas.com.br/.

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , ,
Voltar ao topo