Publicidade

Publicidade
23/02/2012 - 20:27

Prometeu abre mostra da Cia. Circo Mínimo

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Prometeu" - foto de Layza Vasconcelos

SÃO PAULO – As condições para o teatro de grupo, em que eles investigam novas formas em prol da ampliação de linguagens à serviço das artes cênicas, mesmo que a passos mui lentos avance com o surgimento e acepção de leis que ampare suas práticas – caso do Programa de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo – ainda são precárias, por isso chegar a seu 24º ano de existência é sim motivo de comemoração e a Cia. Circo Mínimo, criada em 1988 pelo ator e diretor Rodrigo Matheus, abre Mostra, em que apresenta cinco espetáculos de seu repertório,  21h desta sexta-feira (24) no Teatro União Cultural.

Cristiane Paoli Quito dirige o ator Ricardo Rodrigues no papel de Prometeu – responsável pelo furto do fogo dos céus o que, simbolicamente, possibilita a evolução da raça humana -, preso a mando de Zeus. O herói revela a causa de sua punição e revela a injustiça que lhe causam os poderosos.

O personagem – acorrentado pelos pés, sem tocar o chão e a 6 metros de altura durante 1 hora – questiona os rumos tomados pela humanidade na sua história mais recente e aponta as violências cometidas pelo homem contra seus semelhantes e até contra sua mãe, a Terra.

"Prometeu" - foto de Layza Vasconcelos

Na sequência, o espetáculo de rua Quixote chega à Estação da Luz (dia 29 de fevereiro), com Alexandre Roit e Rodrigo Matheus no elenco. Deadly, peça premiada internacionalmente, dirigida por Sandro Borelli e interpretada pela dupla Mariana Duarte e Ricardo Rodrigues entra em cartaz(dia 9 de março). João e o Pé de Feijão, primeiro infantil da companhia, dirigido por Carla Candiotto, com Fernando Paz e Rodrigo Matheus no elenco, re-estreia dia  24 de março, Gravidade Zero, de Mário Bortolotto, com direção de Elias Andreatto e Rodrigo Matheus no elenco volta em cartaz dia 6 de abril.

Prometeu – Até 4 de março no Teatro União Cultural. Direção: Cristiane Paoli Quito. Com Ricardo Rodrigues. Adaptação do texto original de Ésquilo: Rodrigo Matheus. Cenografia: Atílio Belline Vaz e Caterine Alonso. Figurino: Atílio Belline Vaz. Trilha Sonora e Iluminação: Cristiane Paoli Quito e Rodrigo Matheus. Fotografia: Milla Petrillo e Paquito. Temporada: Sextas e sábados às 21h e domingos às 20h. Censura: 12 anos. Duração: 60 minutos.

TEATRO UNIÃO CULTURALRua Mario Amaral, 209. Telefone 2148 2900 / 2148 2904. Capacidade: 285 lugares. Horário de funcionamento da bilheteria: Segunda e terça, das 9h às 17 horas. Quarta a domingo, das 13h às 21h30. Aceita os cartões de crédito e débito: Visa, Master, American Express e Diners. Possui acesso para deficientes e ar condicionado. Estacionamento conveniado na Rua Teixeira da Silva, 560 a R$10,00.

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo