Publicidade

Publicidade
20/03/2012 - 12:47

Com ótima direção de Ewerton de Castro, vale ver

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Eu sei que vou te amar"

SÃO PAULO – Eu sei que vou te amar, de Arnaldo Jabor já foi filme, já foi livro, peça de sucesso com Alexandre Borges e Júlia Lemmertz, e, agora, ganha nova adaptação – um tanto quanto estranha – para o teatro assinada por Francisca Braga, em cartaz quartas e quintas no Teatro Augusta.

Realmente a peça dá certo graças à direção de Ewerton que também assina a cenografia e trilha. Apesar de bom elenco formado pela bela Lígia Paula Machado e o eficiente Daniel Morozetti, pelo menos as mulheres assistem muito distanciadas a um texto que parece ignorar as características femininas.

Peça fica em cartaz até 29 de março

Trata-se de um casal que se separa – ele sai de casa e um dia volta para conversar. Ela (as mulheres dificilmente deixam de discutir a relação nesta circunstância) prefere usar a sedução para tentar mantê-lo. Como se só acreditasse na própria sexualidade.

Aliás,  essa sedução é apresentada com muita classe, permitindo que o público se impressione muito com a beleza do corpo da atriz, sem apelos a nudez nem nada do gênero. Mesmo assim, essa construção da personagem não favorece a empatia da plateia com as reações da atriz. Esse aspecto favorece a personagem masculina que é vista como verossímil.

Além desse, aspecto tudo é de extrema arte como cenários, figurinos  (também de Francisca Braga) da adaptadora. Qualidade que fazem com que o espectador goste do que vê.

Eu sei que vou te amar
Teatro Augusta –  Rua Augusta, 943, Cerqueira César – São Paulo.
7 a 29 de março de 2012 – Quarta e quinta, 21h.
Telefone: (11) 3151-4141.
R$ 50. Classificação: 14 anos.

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo