Publicidade

Publicidade
03/04/2012 - 00:58

Passagem pelo Festival de Curitiba e re-inauguração do Teatro Folha marcam trajetória de Equus

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Equus", de Peter Schafer, direção de Alexandre Reinecke

Clássico do inglês Peter Schaffer fica em cartaz até quarta-feira (4) no Festival d Curitiba  e sexta-feira (6) re-inaugura o Teatro Folha

SÃO PAULO – Após reforma, o Teatro Folha será re-inaugurado nesta sexta-feira (6) com a estreia do espetáculo Equus (até quarta na 21ª edição do Festival de Curitiba. No elenco estão os atores Elias Andreato, Leonardo Miggiorin, Patrícia Gasppar, Jorge Emil, Mara Carvalho, Léo Steinbruch, Gustavo Malheiros, Bruna Thedy e Fernanda Cunha. A peça fez temporada em Campinas e ficará na capital paulista até1º de julho. A direção é de Alexandre Reinecke.

O texto, de Peter Shaffer, é um clássico do teatro mundial. A ideia para a obra surgiu a partir do relato feito por um amigo do autor, que lhe revelou, durante uma viagem que realizavam pela Inglaterra, um fato de repercussão na sociedade local.

O amigo faleceu pouco tempo depois sem relatar o lugar, o tempo ou os protagonistas do fato, mas a história chamou a atenção de Shaffer e este resolveu transformá-la em ficção.

A trama apresenta a trajetória do psiquiatra Martin Dysart, Elias Andreato, que ao investigar os motivos que levaram o jovem Alan Strang, filho único de um pai comunista e uma mãe religiosa, a cometer um crime, acaba enfrentando seus próprios temores.

Equus propõe reflexões sobre a normalidade e a paixão. Alan é apaixonado, intenso e beira a esquizofrenia. Seu ato criminosogera um enigma: o que levou um menino aparentemente saudável, interpretado por Leonardo Miggiorin, a cegar cinco cavalos?

A peça apresenta cenas de nudez, o que gerou polêmica na versão inglesa, mas Leonardo Miggiorin se sente à vontade no papel devido à sua experiência nos palcos. Segundo o ator, é um trabalho desafiador porque exige muita energia, concentração e preparo físico.

"Equus", de Peter Schafer, direção de Alexandre Reinecke

Para o diretor, Alexandre Reinecke, a peça é um divisor de águas na sua carreira. “A peça inteira é um desafio. É muito física, exige bastante de todos os atores”, afirma. Ficou honrado com o convite. Com diversos dramas contemporâneos no currículo, como Oração para um Pé de Chinelo, Álbum de Família e Seria Cômico se não Fosse Trágico, Reineckeestá contente pela oportunidade de fazer um drama psicológico.

Elias Andreato salienta que os personagens são ricos em detalhes e propõe discussões atuais e pertinentes. O ator assistiu a montagem dos anos 1970, num momento em que a psicanálise era pouco difundida, e se diz realizado pela oportunidade de viver o psiquiatra e propor discussões através de um personagem que observa a mente humana e que não aceita o senso comum.

“Para o médico, a paixão do garoto – a intensidade do sentimento – não é anormal. E toda esta descoberta, discutir a loucura e a normalidade através da paixão é muito mais bonito”, pontua Andreato.

Equus já recebeu o prêmio Tony. No Brasil, foi encenado pela primeira vez em 1976, dirigida por Celso Nunes, com Paulo Autran no papel do psiquiatra e Ewerton de Castro como o jovem perturbado. Em 1997, foi realizada outra encenação, que contou com a participação de Caco Ciocler como Alan. Por ultimo, Otávio Augusto e Pedro Garcia Netto protagonizaram, em 2004, montagem dirigida por Luiz Furlanetto.

Ficha técnica
Dramaturgia: Peter Shaffer
Adaptação e Direção: Alexandre Reinecke
Elenco: Elias Andreato, Leonardo Miggiorin, Patrícia Gasppar, Jorge Emil, Mara Carvalho, Léo Steinbruch, Gustavo Malheiros, Bruna Thedy e Fernanda Cunha.
Cenários: André Cortez
Cenotécnico: Fernando Bretas (Onozone)
Figurinos: Renata Young
Iluminação: Paulo Cesar de Medeiros
Direção musical: Tunica
Preparação Corporal: Carol Mariottini
Fotografia: Chris Ceneviva
Assessoria internacional: Claudio Erlichman
Coordenação de Produção: Isabel Gomez
Assistente de Produção: Manuela Figueiredo··.

Serviço:

Equus

Teatro Folha
Estreia: 6 de abril
Shopping Pátio Higienópolis
Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel: (11) 3823-2323
Televendas: (11) 3823-2737 / Site: www.teatrofolha.com.br
Temporada: até 1º de julho
Horários: Sexta, 21h30, sábado, 21h e domingo, 20h.
Ingressos*: R$40 (setor 2) e R$60 (setor 1)
Valores referentes a ingressos inteiros. Meia entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 16 anos

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo