Publicidade

Publicidade

Arquivo de maio 4th, 2012

04/05/2012 - 23:11

SESC Belenzinho sedia Uma Balada para Nelson Rodrigues

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Renato Borghi protagoniza "Os Sete Gatinhos"

SÃO PAULO – Uma Balada para Nelson Rodrigues é um evento que faz parte da programação da Virada Cultural e terá espetáculos de teatro, dança, leituras dramáticas, intervenções, exibições de filmes e shows. Para a execução do projeto, a base foram as pesquisas de Sábato Magaldi sobre o dramaturgo. As atrações do evento são gratuitas. O objetivo é celebrar o centenário do escritor, jornalista e dramaturgo, marco do teatro moderno brasileiro.

Os espaços do SESC receberão uma cenografia que lembra o universo das obras de Nelson Rodrigues, recheadas de amor, traição, crimes passionais, incesto e erotismo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , ,
04/05/2012 - 20:49

Até o espetáculo é fluido como o texto

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias*, especial para o Aplauso Brasil aplausobrasil@aplasobrasil.com)

Helio Cicero e Samir Yazbek dividem a cena em "Fogo Fátuo"

SÃO PAULO – Que Fogo Fátuo é um texto excelente não é novidade para ninguém, pois é assinado pelo premiado  Samir Yazbek (O Fingidor e As Folhas de Cedro). As novidades são a maneira extremamente delicada com a qual ele lida com a consciência da constante mutação de nosso tempo e a dificuldade com que, até mesmo, Mefisto lida com a questão.

Outra surpresa é que o autor interpreta sua própria obra ao lado do consagrado Hélio Cícero (que palpitou também na dramaturgia) e se dá muito bem nessa estreia. Hélio faz um Mefisto moderno, mas que parece uma visão e não se tem certeza que é de carne e osso. O diálogo entre eles é primoroso, nem uma palavra de sobra. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , , ,
04/05/2012 - 18:52

A Mecânica das Borboletas retrata conflito entre irmãos

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"A Mecânica das Borboletas" - foto de Guga Melgar

Eriberto Leão e Otto Júnior são os gêmeos Rômulo e Remo que assumem posturas opostas na vida e 20 anos depois precisam fazer um acerto de contas. Suzana Faíni e Ana Kutner completam o elenco da peça de Walter Daguerre dirigida por Paulo de Moraes


SÃO PAULO – O argumento de A Mecânica das Borboletas, em cartaz no Teatro Anchieta (SESC Consolação), nasceu depois que o dramaturgo Walter Daguerre passou uma temporada numa fazenda gaúcha em que os afazeres eram somente os rurais e campestres, nada da vida urbana e tecnológica. estes opostos (urbano/rural, digital/analógico) motivaram o autor a criar os gêmeos Rômulo e Remo, interpretados respectivamente por Eriberto Leão e Otto Júnior, que encarnam ideais de vida opostos e ao mesmo tempo muito próximos e inconciliáveis: a liberdade que o mundo oferece e a responsabilidade em cuidar da família.

Rômulo deixa o lar e se aventura pelo mundo, tornando-se um escritor de sucesso; já Remo assume a oficina mecânica deixada pelo pai após sua morte, casa-se e cuida da mãe, que ficou perturbada com tantas perdas. A volta do filho pródigo provoca atritos e uma reviravolta no destino de toda a família. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
04/05/2012 - 06:52

Barra Funda é tema de novo espetáculo da Cia. São Jorge de Variedades

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Barafonda"

SÃO PAULO- Barafonda tem 4 horas de duração. O espetáculo percorre cerca de dois quilômetros do Bairro da Barra Funda e fala do passado, presente e futuro de um dos bairros mais tradicionais e antigos da capital paulista. Em cena, 25 atores e 4 músicos, 150 figurinos e dois carros alegóricos. A estreia é hoje, às 15 horas, na Praça Marechal Deodoro. A direção é da própria Cia. e a coordenação geral é da atriz Patrícia Gifford.

O espetáculo faz uma crítica à especulação imobiliária e à consequente verticalização do local. Para tanto, o grupo utiliza dramaturgia própria e trechos das tragédias gregas Prometeu Acorrentado e As Bacantes.

Barafonda tem início na Praça Marechal Deodoro, no Elevado Presidente Costa e Silva (Minhocão), local em que Prometeu estará preso nas vigas. Libertado, encontrará Dionísio e os personagens irão pra sede da São Jorge, acompanhados pelo público. Lá estará o ator Flávio Porto, 75 anos, morador da Barra Funda e integrante da Companhia Paidéia de Teatro, como o Senhor Barafonda, que contará as histórias do bairro. A montagem segue pela Rua Lopes de Oliveira e termina na Praça Nicolau de Morais Barros, com uma  festa. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags:
Voltar ao topo