Publicidade

Publicidade
04/05/2012 - 20:49

Até o espetáculo é fluido como o texto

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias*, especial para o Aplauso Brasil aplausobrasil@aplasobrasil.com)

Helio Cicero e Samir Yazbek dividem a cena em "Fogo Fátuo"

SÃO PAULO – Que Fogo Fátuo é um texto excelente não é novidade para ninguém, pois é assinado pelo premiado  Samir Yazbek (O Fingidor e As Folhas de Cedro). As novidades são a maneira extremamente delicada com a qual ele lida com a consciência da constante mutação de nosso tempo e a dificuldade com que, até mesmo, Mefisto lida com a questão.

Outra surpresa é que o autor interpreta sua própria obra ao lado do consagrado Hélio Cícero (que palpitou também na dramaturgia) e se dá muito bem nessa estreia. Hélio faz um Mefisto moderno, mas que parece uma visão e não se tem certeza que é de carne e osso. O diálogo entre eles é primoroso, nem uma palavra de sobra.

Todos esses acertos são mérito inclusive da ótima direção do conhecido (nas áreas universitárias) Janô (Antônio Januzelli) professor da São Judas e da USP que torna tudo isso muito singelo, sem dramalhões.

Helio Cicero e Samir Yazbek dividem a cena em "Fogo Fátuo"

Muito comunicativo e impactante, a despeito da dificuldade do tema. O visual da montagem agrada muito, obedecendo ao mesmo tom dos interpretes: A discretíssima cenografia é de Laura Carone, os figurinos de Telumi Hellen, a ótima trilha original é de Marcello Amalfi e a iluminação nota dez é de Osvaldo Gazotti.

Quem gosta de teatro muito bom, não deve perder, lá no SESC Santana.


Ficha técnica

Espetáculo: “Fogo-Fátuo”

Com a Companhia Teatral Arnesto nos Convidou

Texto: Samir Yazbek

Co-autoria: Helio Cicero

Elenco: Helio Cicero e Samir Yazbek

Direção: Antônio Januzelli

Cenário: Laura Carone

Figurino: Telumi Hellen

Trilha sonora original: Marcello Amalfi

Iluminação: Osvaldo Gazotti

Programação visual: Diego Garcia Spino e Marcela Sanchez Cappabianco

Fotografia: Fernando Stankuns

Vídeo: Daniel Lopes

Assistência de produção: Marcela Sanchez Cappabianco e Raquel Médici Biondi

Direção de produção: Silvia Marcondes Machado | Mecenato Moderno

Realização: SESC São Paulo

Serviço

Temporada: 21 de abril a 27 de maio de 2012

SESC Santana (Teatro) – www.sescsp.org.br

Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana/SP – (11) 2971-8700

Horários: sextas e sábados (às 21 horas) e domingo (às 18 horas)

Ingressos: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário matriculado e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública); R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes).

Gênero: Drama – Duração: 60 min – Classificação etária: 14 anos – Lotação 337 lugares – Acesso universal – Ar condicionado – Estacionamento – R$ 7,00 períododo espetáculo (desconto de 50% para matriculados no SESC).
Bilheteria do SESC Santana: de terça a sábado, das 10h às 21h e aos domingos, das 10h às 19h. Aceita cheque, cartões de crédito (V, MC, DC e AE) e débito (VE, MCE, M, RS e CE). Ingressos em todas as unidades do SESC, incluindo CineSESC.

*Maria Lúcia Candeias é Doutora em teatro pela USP e Livre Docente pela UNICAMP

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo