Publicidade

Publicidade
06/05/2012 - 20:42

Paulo Santoro veio pra ficar

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

César Augusto assina a direção de "Plinio Contra as Estrelas"

SÃO PAULO – Tudo indica que vai ficar. Esse é o quarto texto dele encenado. O primeiro, O Canto de Gregório, foi dirigido por Antunes Filho , logo em seguida do autor ter cursado dramaturgia no CPT. O segundo, O Fim de Todos os Milagres foi editado em livro junto com o primeiro. Entre suas produções dramatúrgicas, a terceira obra encenada foi A Mulher Que Ri, sob direção de Yara Novaes. Agora é a vez de Plínio Contra as Estrelas, dirigida por César Augusto, que fica em cartaz até sexta-feira (11), na sala Beta do SESC Consolação.

No texto, Santoro consegue contrapor duas visões do mundo atual. A dos adultos que atribuem a ele estado de profunda depressão por viver trancado no quarto com seu computador quase todo o tempo, e a dele, ou dos jovens atuais que consideram a situação perfeitamente normal e aparentam grande satisfação de viver.

A ótima direção é de Cesar Augusto que já tem boa experiência inclusive como assistente de direção do Antunes. Contracenam com Renato Cruz, o convincente protagonista, Raquel Anastásia (sua mãe) e Debbora Scavone que também estão ótimas.

César Augusto assina a direção de "Plinio Contra as Estrelas"

Além da direção de atores há excelente cuidado na montagem que conta com colaboração de Davi de Brito na luz nota dez, como sempre, e de David Santos na cenografia.

Quem gosta de teatro instigante se apresentando simplesmente como realista (e não como surrealista como muitas vezes se faz nos palcos atuais) provavelmente vai adorar.

Plínio Contra as Estrelas
SESC Consolação – Espaço Beta
Tel.: (11) 3234-3000
Quinta e sexta, às 21h
Espetáculo não recomendado para menores de 12 anos
Em cartaz até 11/05/2012

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo