Publicidade

Publicidade

Arquivo de maio 23rd, 2012

23/05/2012 - 22:43

Cia. Teatro da Cidade abre processo de criação

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com

Ano passado, a companhia que é dirigida por Claudio Mendel,estreou "Um Dia Ouvi a Lua"

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – O autor russo Antón Chekov (1860-1904), um dos principais nomes da dramaturgia mundial, terá sua vida e obra (além de obras-primas como as peças A Gaivota e As Três Irmãs, escreveu centenas de contos) como tema de pesquisa da Cia. Teatro da Cidade, de São José dos Campos, que, graças ao apoio do SESC, realiza, até o dia 12 de agosto, uma série de palestras e oficinas abertas ao público objetivando compartilhar o processo de criação.

Completando 22 anos de idade, a Cia. De Teatro da  Cidade traz o projeto Almas Abaixo de Zero que terá a orientação teórica da professora russa Elena Vássina para a criação de cenas, cuja dramaturgia final será de Samir Yazbek.

É possível acompanhar o trabalho do grupo através do blog http://doc-tchecov.blogspot.com.br/.

Maio

Palestras

22 – “A Obra de Anton Tchekhov e o teatro contemporâneo”, com Elena Vássina

29 -“A cenografia para as encenações de Anton Tchekhov”, com Fausto Viana

Horário das palestras: 19h

Oficina

Paisagens sonoras, com Beto Quadros

Dias 26 e 27 (sábado e domingo)

Horário: das 14h às 18h

20 vagas

Junho

Palestra

12 – “O Universo de Tchekhov e a dramaturgia”, com Samir Yazbek

Horário: 19h

Agosto

Oficina

Criação Atoral, com Claudio Mendel e atores da Cia Teatro da Cidade

Dias 11 e 12 (sábado e domingo)

Horário: das 14h às 18h

Serviço:

Almas Abaixo de Zero

Abertura de processo de pesquisa e montagem de novo espetáculo da Cia Teatro da Cidade sobre vida e obra de Anton Tchekhov.

SESC – av. Adhemar de Barros, 999. São José dos Campos/SP.

Telefone para informações: (12) 3941-7631

www.ciateatrodacidade.com.br

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , ,
23/05/2012 - 18:23

Monólogo retrata o universo de Jorge Luis Borges

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Eu vi o Sol brilhar em toda a sua glória"Em Eu vi o Sol brilhar em toda a sua glória, João Paulo Lorenzon criou e protagoniza o espetáculo baseado na obra e vida do escritor argentino

SÃO PAULO – João Paulo Lorenzon acaba de estrear no SESC Consolação, Espaço Beta, o monólogo Eu vi o Sol brilhar em toda a sua glória, seu segundo trabalho que tem como cerne o universo do escritor argentino Jorge Luis Borges. Em 2008 o ator encenou Memória do Mundo, que focava a solidão como fonte de prazer e criatividade. Desta vez, Lorenzon se dedicou durante dois anos à pesquisa sobre a vida e a obra de Borges e no monólogo, baseado em imagens de contos, poemas e dados biográficos do escritor argentino, ele propõe uma reflexão sobre a memória e o esquecimento, a luz e a cegueira, o sonho e a realidade, sobre as perdas e, principalmente, sobre a vida e a morte, temas bem comuns ao universo borgeano.

Ao entrar na sala de espetáculos, o espectador é conduzido a experimentar sensações; na penumbra, as pessoas precisam caminhar entre blocos de concreto até chegar às cadeiras. A pouca iluminação, em seguida, é apagada para que o ator inicie sua fala. O breu coloca o espectador na mesma condição da cegueira, que Borges vivenciou durante anos, até sua morte. Fiz questão de fechar os olhos para intensificar a experiência proposta pela montagem: a poesia e o clima de introspecção do autor calam fundo graças à voz potente e expressiva de Lorenzon. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
23/05/2012 - 00:53

Conto de Guimarães Rosa ganha adaptação para o teatro

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Peça é baseada em "Esses Lopes", do escritor mineiro

SÃO PAULO – O conto de Guimarães Rosa, publicado no livro Tutaméia, ganha no teatro o nome de Maria Miss. A estreia é dia 29 de maio, terça, às 21 horas, no Teatro Eva Hertz, mas hoje haverá estreia para convidados. A Adaptação é de Evill Rebouças e a direção de Yara de Novaes. No elenco estão Tania Casttello, como Maria Miss, Daniel Alvin e Cacá Amaral.  Cenários e figurinos de Márcio Medina, luz de Wagner Freire e produção da Mesa 2 Produções.

A estreia marca o 45º aniversário de morte de João Guimarães Rosa e celebra os 45 anos do lançamento do livro Tutaméia, obra na qual pela primeira vez o escritor dá voz às mulheres. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo