Publicidade

Publicidade
12/06/2012 - 18:23

Poesia de Dante inspira texto de Luis Alberto de Abreu

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Francesca", direção de Roberto Lage - foto de Bob Sousa

SÃO PAULO – Luis Alberto de Abreu nos conta no programa da linda peça Francesca – em cartaz às 21h de terças-feiras no Espaço dos Parlapatões -, escrita por ele depois de se emocionar com uma parte d’ A Divina Comédia, de Dante Alighieri, criada no final da idade Média e ainda antes do Renascimento. Quem assiste, também se envolve com a trama: casal de filho e nora que não obedecem às ordens amorosas do pai. E a gente se espanta com a semelhança entre nós e as personagens divididas entre emoções e leis, como acontecia na época descrita, há cerca de setecentos anos atrás. Há no texto lindíssimas  frases poéticas que Luis Alberto parece ter pinçado dos escritos de Dante, maravilhosas pela poesia e sabedoria a mostrar que continuam atuais. Não dá pra não ver.

Não bastassem os acertos de Abreu e Dante, a direção de Roberto Lage (com assistência de Paulo Jordão) é maravilhosa tanto na condução dos  dez atores (Tatyana Figueiredo,Márcio Bueno Dias, Renata Zhaneta, Maria do Carmo Soares, Ando Camargo, Marco Aurélio Campos, Fernando Petelinkar, Raquel Marinho, André Grecco e Rodrigo Ramos) que interpretam otimamente com destaque para Renata Zhaneta,  como na da encenação. E não é à toa. Cenografia Heron Medeiros, Figurinos Fábio Namatame, Iluminação Wagner Freire, música Paulo Herculano. Todos premiados. É simplesmente inesquecível, corra pra lá.

Renata Zhaneta em "Francesca", direção de Roberto Lage - foto de Bob Sousa

Esse espetáculo e mais outros voltando à antiguidade, ou mesmo aos séculos muito próximos como De Um Ou De Nenhum, de Pirandello, dirigido por Eduardo Tolentino, no Teatro Cacilda Becker, parecem apontar para uma nova tendência, não à fragmentação, sim ao mais importante ainda, o fato de que “somos e vivemos como nossos pais” e acrescento, nossos antepassados.

Espetáculo: Francesca

Texto: Luís Alberto de Abreu

Direção: Roberto Lage

Diretor assistente: Paulo H. Jordão

Elenco: Tatyana Figueiredo (Francesca), Márcio Bueno Dias (Paolo e Pecador 1), Renata Zhaneta (Nora), Maria do Carmo Soares (Isabel e Alma), Ando Camargo (Minos e Pai), Marco Aurélio Campos (Gian e Pecador 2), Fernando Petelinkar (Caracane e Convidado), Raquel Marinho (Cococalvo e Convidada), André Grecco (Naparasa e Amigo 1) e Rodrigo Ramos (Malabéstia e Amigo 2).

Direção musical: Paulo Herculano

Música original e arranjos: Matias Capovilla e Paulo Herculano

Cenografia e adereços: Heron Medeiros

Figurino e adereços: Fabio Namatame

Assistente de figurino: Juliano Lopes

Iluminação: Wagner Freire

Assistente de iluminação: Alessandra Marques

Design gráfico: Heron Medeiros

Fotos: Bob Sousa

Operação de luz: Reynaldo Thomaz

Operação de som: Fábio Galvão

Cenotecnia: Estúdio Flux

Direção de produção e administração: Maurício Inafre

Produção executiva: Regilson Feliciano

Assistente de produção: Jô Nascimento

Idealização do projeto: Charles Geraldi

Realização: Roberto Lage Produções Artísticas

Co-realização: Uma Arte Produções Artísticas

Estreia: dia 5 de junho – terça-feira – às 21 horas

Espaço Parlapatões – www.parlapatoes,com.br

Praça Franklin Roosevelt, 158 – Consolação/SP – Tel: (11) 3258-4449

Ingressos: R$ 30,00 (meia: R$ 15,00) – Bilheteria: 16h às 22h (terça a dom.)

Temporada: terças e quartas – às 21 horas – Até 25 de julho

Duração: 70 min. – Gênero: Comédia dramática – Classificação etária: 14 anos

Capacidade: 94 lugares – Antecipados: www.ingressorapido.com.br – (4003-1212)

Aceita dinheiro e todos os cartões de crédito – Acesso universal – Ar condicionado.

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas, DESTAQUE Tags: , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo