Publicidade

Publicidade
19/06/2012 - 20:46

Lia Rodrigues Companhia de Danças apresenta Pororoca de graça

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Uma das mais respeitadas companhias de dança brasileira apresenta espetáculo inédito em quatro lonas culturais: Bangu, Campo Grande, Guadalupe e Maré; e na Arena da Pavuna

"Pororoca"

RIO DE JANEIRO – A Lia Rodrigues Companhia de Danças apresenta de graça, até o próximo dia 28, Pororoca.

A programação inclui oficinas de dança contemporânea para pessoas a partir de 14 anos. Durante o mês de agosto, a Companhia abre temporada do espetáculo Piracema e Pororoca no Espaço Cultural Municipal Sergio Porto.  As apresentações fazem parte do projeto “Circuito Carioca”, contemplado pelo FADA 2011 (Fomento à Dança) da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro/Secretaria Municipal de Cultura.

O espetáculo

Pororoca é o encontro de correntes contrárias, de  águas doces com águas salgadas. É arrastão, mistura, choque, invasão. Forma ondas e altera as margens. Provoca ruídos e calmarias. Pororoca, uma coreografia para 11 bailarinos, estreou em novembro de 2009, na França. Este trabalho foi criado ao mesmo tempo em que a Companhia estava reformando, em parceria com REDES – Redes de Desenvolvimento da Maré, o Centro de Artes da Maré, um galpão que foi transformado em um espaço direcionado para a formação, criação, difusão e produção das artes, onde é a sede da Lia Rodrigues Companhia de Danças e funciona a Escola Livre de Dança da Maré.

"Pororoca"

Do tupi “poro’rog” que significa ‘estrondar’, Pororoca é um fenômeno natural provocado pelo confronto das águas dos rios com as águas do mar. Na França, é conhecido como ‘mascaret’,  no Reino Unido, recebe o nome de ‘bore’, na Índia, de ‘macaréu’. No Brasil, acontece na foz do Rio Amazonas. Esse encontro violento que pode derrubar árvores e alterar as margens dos rios é, ao mesmo tempo, um processo frágil, resultado de um delicado balanço de fatores  da natureza. Pororoca – a dança – é encontro de correntes contrárias. Forma ondas e altera as margens, provoca ruídos e calmaria. É arrastão, mistura, choque, invasão.

O espetáculo foi apresentado no Rio de Janeiro numa única temporada, de duas semanas,  no Centro de Artes da Maré, em março de 2010.

www.liarodrigues.com

Ficha técnica

Criação e direção: Lia Rodrigues

Intérpretes: Amália Lima, Ana Paula Kamozaki, Lidia Larangeira, Calixto Neto, Thais Galliac, Jamil Cardoso, Leonardo Nunes, Gabriele Nascimento, Paula de Paula, Bruna Thimótheo, Francisco Cavalcanti.

Criado em colaboração com: Amália Lima, Allyson Amaral, Ana Paula Kamozaki, Leonardo Nunes, Clarissa Rego, Carolina Campos, ThaisGalliac , Volmir Cordeiro, Priscilla Maia, Calixto Neto, Lidia Laranjeira. Com a Participação de: Gabriele Nascimento, Jeane de Lima e Luana Bezerra

Dramaturgia: Silvia Soter (em parceria com o Théâtre Jean Vilar, de Vitry-sur–Seine, França)

Luz: Nicolas Boudier

Figurino: João Saldanha e Marcelo Braga

Assistente de coreografia para a criação: Jamil Cardoso

Assistente da Companhia e de coreografia para o repertório: Amalia Lima

Projeto gráfico: Mônica Soffiatti

Fotos: Sammi Landweer

Produção:  Claudia  Oliveira

Secretaria: Gloria Laureano

Produção e difusão internacional : Thérèse Barbanel – Les Artscéniques

Assistente: Colette de Turville

Co-produção: Théâtre Jean Vilar de Vitry-sur-Seine/França, Théâtre de la Ville/ França,  Festival d’Automne  de Paris/França, Centre National de danse contemporaine d’Angers/França  e Kunstenfestivaldesarts/Bruxelas-Bélgica.

Essa criação faz parte do projeto de ‘compagnonnage’ (acompanhamento) com o  Théâtre Jean-Vilar, de Vitry-sur-Seine, França, com o apoio do Conseil Régional d’Ile-de-France, com o título de permanência artística.

Contou também com o apoio  da ONDA/França e do  Espaço SESC–Rio de Janeiro, para local de ensaio.

Temporada Pororoca e oficinas – Lonas Culturais e Arena do Rio de Janeiro:

Espetáculo e oficinas – grátis

Classificação etária do espetáculo: 12 anos

Oficinas: abertas ao público em geral. Inscrição nos locais das oficinas. Vagas limitadas. Faixa etária: a partir de 14 anos

– 20/06 (quarta-feira) – Lona Cultural Municipal Elza Osborne

16h às 18h – oficina

20h – espetáculo

Estrada Rio “A” nº 220 – Campo Grande

Tel: (21) 3406-8434 / 2413-2255

– 22/06 (sexta-feira) – Lona Cultural Municipal Terra

15h às 17h – oficina

19h – espetáculo

Praça Edson Guimarães s/nº – Guadalupe

Tel: (21) 3018-4203 / 3287-0921

– 27/06 (quarta-feira) – Arena Carioca Jovelina Pérola Negra

10h à 12h – oficina

14h – espetáculo

Praça Enio s/n – Pavuna (perto da estação do Metrô)

tel (21) 2886-3889

– 28/06 (quinta) –  Lona Cultural Municipal Herbert Vianna

15h às 17h – oficina

19h – espetáculo

Rua Ivanildo Alves s/nº – Nova Maré – Maré

Tel: (21) 3105-6815

POROROCA

Duração: 1 hora

Classificação etária: 12 anos

Entrada : franca

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema, DESTAQUE Tags: , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo