Publicidade

Publicidade
09/08/2012 - 02:12

Lília Cabral celebra grande encontro em sua terra natal

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

Lília Cabral é "Maria do Caritó" - foto de Claudia Ribeiro

SÃO PAULO – Não é apenas a estreia de Maria do Caritó, escrita por Newton Moreno e dirigida por João Fonseca, que chega ao Teatro Faap na próxima sexta-feira (10), depois de quase dois anos de distancia de sua estreia e temporada carioca, que é motivo de festa para Lília Cabral, personagem título da peça. Nascida na Lapa, capital paulista, ela re-encontra no palco “dois grandes amigos”: os atores Fernando Neves e Sílvia Poggetti.

Lília Cabral é "Maria do Caritó" - foto de Claudia Ribeiro

Além dos dois atores, J.C. Serroni (quem assina os figurinos do espetáculo) também integra a trupe de Maria do Caritó. Eles se conheceram no final dos anos 1970, no campus da USP. Lília iniciava carreira cursando a Escola de Artes Dramáticas (EAD). Trabalharam juntos em um grupo e depois cada um deu diferente rumo a sua carreira, “apesar de manterem a amizade, sempre nos comunicando”, segundo Lília Cabral, não voltaram a trabalhar juntos, até que a atriz “encomendou” um texto a Newton Moreno:

“Encomendei uma peça ao Newton e o único pedido que fiz foi que ele criasse um personagem para a Sílvia e o Fernando. Ele me entregou o texto e assim que acabei de ler liguei para a Maria (Siman, produtora de Maria do Caritó) e disse que tínhamos um pequeno tesouro nas mãos”, conta a atriz.

Newton Moreno, pernambucano, um dos fundadores do grupo Os Fofos Encenam – do qual Neves, Poggetti e Eduardo Reyes fazem parte –, escreveu, com enorme sucesso, Agreste e As Centenárias, além de adaptar e dirigir Assombrações do Recife Velho e Memória da Cana que, também localizam seus personagens no sertão nordestino e o texto de Maria do Caritó, localizada  no interior do nordeste, traz a mesma poesia da simplicidade focada pelas talentosas lentes do autor.

À beira de completar seu 50ª aniversário, Maria deseja cair nos braços de um amor e se livrar do Caritó – segundo explicação de Newton, “Caritó é uma das prateleiras do mobiliário nordestino que fica escondida o suficiente para que as mães escondam remédios, tesoura, entre outros, de seus filhos. No interior do nordeste, Caritó é o apelido dado às solteironas” –, mas enfrenta a sina de cumprir a promessa de seu pai – a entregar virgem a São Djalminha pela graça de tê-la salvo da morte em seu parto, que custou a vida da mãe – e a “fama” de santa, concedida pelo povo de sua cidade. Até que chega à cidade um circo e seu picadeiro reserva múltiplas surpresas que revelam verdades guardadas em umCaritó que revira a vida de Maria.

"Maria do Caritó" - foto de Claudia Ribeiro

O texto traz evidentes referências ao circo, uma das linhas de pesquisa dos Fofos Encenam, e sua forma exige uma das características do    circo-teatro, conforme informa o ator Fernando Neves, que é a definição de tipos:

“No circo-teatro as características das personagens são muito bem definidas: tem o galã, o vilão, o enamorado etc.”, pontua Neves, descendente de família tradicional de circo.

Eduardo Reyes, ator que tem a responsabilidade de substituir Leopoldo Pacheco que estava na temporada carioca, pontua que a concepção dos diferentes personagens que interpreta são “composições” diversas.

“Ao me vestir para determinado personagem, a postura corporal, vocal, entre outros aspectos, fazem parte da composição daquele personagem”, afirma.

Dani Barros e Lília Cabral em "Maria do Caritó" - foto de Claudia Ribeiro

Dani Barros (que afirmou ter concebido o excelente solo Estamira nos bastidores de Maria do Caritó, na temporada de 2010) concorda com Reyes e compôs, da mesma forma, diferentes personagens, inclusive uma galinha “curada” por Maria.

A doce e talentosa, Silvia Poggetti completa o elenco promissor de Maria do Caritó dando vida a três personagens, entre elas a melhor amiga da protagonista e Teodora, a dona do circo, quem está diretamente relacionada ao segredo revelado ao final de Maria do Caritó.

Veja galeria de fotos de Maria do Caritó

Ficha Técnica:

Texto: Newton Moreno

Direção: João Fonseca

Direção de Produção: Maria Siman

Elenco: Lilia Cabral, Eduardo Reyes, Fernando Neves, Silvia Poggetti e

Dani Barros

Cenários: Nello Merrese

Figurinos: J.C Serroni

Iluminação: Paulo César Medeiros

Direção de Movimentos: Kika Freire

Musica original: Alexandre Elias

Produção Executiva: Gabriela Mendonça

Realização: Primeira Página Produções Culturais e Lilia Cabral

A temporada São Paulo tem o patrocínio Ministério da Cultura e

Banco Santander. Recursos captados via Lei Rouanet.

MARIA DO CARITÓ

Teatro FAAP (500 lugares)

Rua Alagoas, 903 – Higienópolis

Informações e Vendas: 3662.7233 e 3662.7234.

Ingressos a venda a partir de 18 de julho

Bilheteria: de quarta à sábado, das 14h às 20h. Domingo das 14h às 17h.

Aceita cartão de débito e crédito: Visa, Máster ou Dinners. Não aceita cheque.

Estacionamento gratuito, com vagas limitadas. Acesso para deficiente. Ar-condicionado.

Sexta às 21h30; Sábado às 21h; Domingo às 18h.

Ingressos:

Sexta Populares R$ 30.

Sábado R$ 80

Domingo R$ 70

Duração: 100 minutos

Recomendação: 12 anos

Estreia dia 10 de agosto

Temporada: até 16 de dezembro

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo