Publicidade

Publicidade
05/10/2012 - 16:52

Atores demonstram admirável preparo físico em Maratona de Nova York

Compartilhe: Twitter

Crítica de Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"Maratona de Nova York" - Foto de Desirée do Valle

SÃO PAULO – Em Maratona de Nova York, em cartaz no Teatro Eva Herz, o público acompanha o treinamento de dois homens que pretendem correr a Maratona de Nova York.

Anderson Muller e Raoni Carneiro interpretam os personagens Mário e Steve, que estão batalhando para vencer o desafio de correr com sucesso as 4/5 horas de duração da Maratona.

O que chama atenção especial na montagem é o preparo físico dos atores. Eles correm sem parar e ainda imprimem aos diálogos um grau de emoção que transmite com precisão a ânsia dos personagens pela superação dos seus limites.

Talvez a leitura da sinopse do espetáculo não dê ao espectador a real dimensão da qualidade da peça, ou, por outro lado, desperte muita curiosidade em ver como a direção conseguiu colocar no palco uma história que aparentemente parece banal. Mas assim que a encenação começa é perceptível que o autor conseguiu criar uma obra criativa, que merece a atenção de quem aprecia teatro.

"Maratona de Nova York" - Foto de Desirée do Valle

Em cerca de 75 minutos de espetáculo, os personagens falam de assuntos corriqueiros e existenciais de maneira consistente e com muito bom humor.

Apesar de fraquejarem em alguns momentos, eles se esforçam em não perder o ritmo da corrida.  Num certo ponto, perdem o controle e começam a correr de modo obsessivo.

Colocam em questão o sentido da vida, o sentido de estarem correndo e qual a importância da dedicação para a obtenção dos nossos objetivos, deixando no ar, no entanto, a seguinte questão( entre muitas outras, que cada espectador formulará de acordo com a sua experiência de vida): há limites na busca dos nossos objetivos?

A direção de Bel Kutner e o texto primam pela sutileza. Os gestos são precisos, assim como as entonações e as movimentações, as quais contribuem para que o espetáculo seja dinâmico. Bel, que é excelente atriz, também é uma diretora competente. Os atores ocupam diferentes localidades do palco, dando a impressão ao espectador que estão correndo muitos quilômetros.

Para dar mais ênfase a essa sensação, imagens são projetadas no fundo do palco.A trilha de André Abujamra também ajuda a dar vigor à montagem e a ressaltar a emoção dos personagens, que cada vez mais vai ficando em ponto de ebulição, devido à adrenalina da corrida e aos assuntos discutidos.

No final, há uma revelação surpreendente. Várias vezes, no decorrer da peça, são apresentados indícios que levam o espectador a decifrar qual é essa revelação, mas a certeza do que realmente está acontecendo só ocorre no término da história.

Imperdível! É um ótimo espetáculo. Delícia de encenação! Uma boa oportunidade para quem gosta de montagens leves e ao mesmo tempo criativas.

Ficha técnica:

Autor: EDOARDO ERBA. Tradução: BETH RABETTI. Direção: BEL KUTNER. Iluminação: PAULO CESAR MEDEIROS. Direção de Arte: MAURO VICENTE FEREIRA. Assistente de Arte: ROGERIO CHIEZA. Vídeo 360 graus: CHARLES BOGGISS. Vídeo Grafismo: EDUARDO SALLES E CRISTIANA QUEIROGA. Figurino: ASICS. Preparação Corporal: DENISE STUTZ. Trilha Sonora: ANDRE ABUJAMRA. Fotografia: DESIRÉE DO VALLE. Programação Visual: LEONARDO BRASIL. Assessoria de Imprensa: ARTE PLURAL. Assistente de Direção: CELSO BERNINI. Operação de Som: ALLYSSON LEMES. Operação de Luz: ALEXANDRE BAFÉ. Direção de Vídeo: MICHEL PAULO. Operação de Vídeos: ALEXANDRE GONZALEZ. Direção de Produção: DEA MARTINS E ANDERSON MULLER. Produção Executiva em SP: DEA MARTINS E GERARDO FRANCO. Assistente de Produção RJ; MARCELO GOMES. Assistente de Produção SP: FLÁVIA PRIMO. Direção de Palco: MARCELO GOMES. Realização: Logomarca Kauidea (Dea Martins) e PRÓSPERAS PRODUÇÕES (Anderson Muller e Thereza Falcão).Patrocínio: ASICS.

Serviço:

Maratona de Nova York

Reestreia 15 de setembro no Teatro Eva Herz – Conjunto Nacional, Av. Paulista, 2073, Bela Vista, São Paulo-SP. Temporada: sábados às 21h e domingos às 19h. Até 28 de outubro. Ingressos: R$ 60. Duração: 60 minutos. Classificação etária: 12 anos.

Bilheteria: (11) 3170-4059 begin_of_the_skype_highlighting (11) 3170-4059 end_of_the_skype_highlighting. De terça a sábado, das 14 às 21 horas e aos domingos e feriados, das 12 às 19 horas. Ingressos à venda pela Internet:www.teatroevaherz.com.br ou www.ingresso.com.br. Capacidade do teatro: 168 lugares.

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas, DESTAQUE Tags: , , , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo