Publicidade

Publicidade

23/04/2012 - 17:46

T4F traz O Rei Leão em 2013

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

Musical inspirado em filme da Disney estreia em março do ano que vem

SÃO PAULO – Aos inimigos do teatro musical vai um aviso: não adianta mais torcer o nariz, esse gênero é algo a se prestar a atenção, na formação de novos artistas, por se fixar no escasso mercado de trabalho teatral. Prova disso é que a Time For Fun (T4F) anuncia a produção que trará ao Teatro Abril em 2013: a aguardada versão brasileira de O Rei Leão.

Produzido pela Disney Theatrical Productions, a versão musical do desenho homônimo, também da Disney, estreou na Broadway, onde em 1998 conquistou seis prêmios Tony (espécie de Oscar dos musicais), e nesses quinze anos de sucesso e recordes – é o título de maior bilheteria da história da Broadway – alcanço os cinco continentes e 15 montagens por todo o mundo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias, Multimídia Tags: , , , , , , , , , ,
11/03/2012 - 20:37

Claudio Botelho: O Soberano das versões brasileiras

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

"Um Violinista no Telhado" - foto Robert Schwenck

SÃO PAULO – Ele não é o único a assinar as versões brasileiras dos musicais em língua inglesa que ganharam os palcos nacionais em bom português, mas, sem sombra de dúvidas nem medo de injustiça, Claudio Botelho é o Soberano, em quantidade e em qualidade, das tais versões. Três trabalhos de sua nobre safra estão em cartaz na capital paulista: A Família Addams, no Teatro Abril, Hair, no Teatro Frei Caneca, e Um Violinista no Telhado, que, na próxima sexta-feira (16), abre a temporada 2012 do Teatro Alfa.

Claudio Botelho


A primeira delas a entrar em cartaz, Hair, pelo menos ao que confere sua participação, alcança resultado satisfatório; Um Violinista no Telhado fez apenas apresentações para convidados, às quais não pude conferir, mas em entrevista coletiva assistimos a um belo trecho e, também, Botelho revelou o verdadeiro mergulho nas tradições judaicas – no espetáculo, que, entre outros assuntos, aborda a perseguição dos judeus na Rússia czarista -, a manutenção delas tornam-se condição fundamental para a unidade desse povo sem nação definida.

“Eu me considero tão judeu quanto o Isser (Koric, produtor associado do musical e de origem judaica). O apoio dado por ele nos revelando aspectos particulares da simbologia judaica foi fundamental para o trabalho”, contou.

A Família Addams atinge o alvo cômico proposto pelo espetáculo, não apenas pelo excelente desempenho de atores-cantores do naipe de Daniel Boaventura, Laura Lobo, Sara Sarres e Cláudio Galvan,  entre outros, mas da inspirada versão de Botelho.

A Família Addams Quintas e sextas-feiras, 21h. Sábados, 17 e 21h. Domingos, 16 e 20h. Teatro Abril. Av. Brigadeiro Luis Antônio, 411. Mais informações: www.afamiliaaddams.com.br

Hair Quinta-feira, 21h. Sexta-feira, 21h30.Sábados 18h e 21h30. Domingos 18h. Teatro Shopping Frei Caneca,  rua Frei Caneca, 569, 6. Andar, Consolação / fone 3472-2229 /600 lugares Ingressos R$ 130, (quinta e sexta) e R$ 160,( Sab. e dom.) / 130 minutos com intervalo de 15 minutos/ 14 anos/ até 29 de abril.

Um Violinista no Telhado Quintas, às 21h. Sextas, às 21h30. Sábados, às 17h (a partir de abril) e 21h. Domingos, às 17h. Teatro Alfa. Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722. Santo Amaro. Tel. (11) 5693-4000. R$ 40 a R$ 200. Até 15 de julho.

Autor: - Categoria(s): Críticas, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
28/02/2012 - 12:58

PRA QUEM É ADDAMS – número musical de A Família Addams

Compartilhe: Twitter

<a href="“>

Vídeo Divulgação

Autor: - Categoria(s): Multimídia Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
19/12/2011 - 22:11

Daniel Boaventura e Marisa Orth encabeçam nova superprodução musical do Teatro Abril

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do  Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Vem aí o musical "A Família Addams"

SÃO PAULO – Prepare seu “pretinho básico” e sua dose de alegria gótica para receber a nova superprodução musical do Teatro Abril: A Família Addams, cuja estreia está prevista para o dia 02 de março de 2012. Nos papeis dos chefes da família que dá título ao espetáculo estão Daniel Boaventura e Marisa Orth.

Wandinha Addams deixou de ser a esquista filha de Gomez (Boaventura) e Mortícia (Orth) e se transformou em uma jovem mulher. Para desespero dos Addams, a garota se apaixona por um doce e inteligente jovem de uma família tradicional, um acontecimento que irá virar de cabeça para baixo a casa da família quando eles são forçados a organizar um jantar para o jovem e seus pais Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , ,
17/12/2010 - 11:45

Superproduções musicais: um novo gênero?

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Albin ou Zazá e Georges no cabaré "A Gaiola das Loucas"

que já recebeu a alcunha pejorativa de “modismo das superproduções musicais” se estabelece, cada dia mais, como gênero que movimenta o teatro com vistas na mera diversão da plateia.

Mesmo contrário ao esquema industrial como é tratado esse tipo de espetáculo, cujos valores altíssimos corroboram para a elitização da arte, uma coisa não se pode negar: depois da vinda dos musicais enlatados (mas com tempero brasileiro) apresentados no Teatro Abril, o público está mais exigente quando há a associação do, adjetivado, nome “superprodução” ao espetáculo.

Nesse quesito “A Gaiola das Loucas”, versão brasileira e direção de Miguel Falabella, produzida por Sandro Chaim, é, por incrível que pareça, superior ao “Mamma Mia!”, nova produção apresentada no Teatro Abril. Motivo: os luxuosos e magníficos figurinos de Cláudio Tovar mais o cenário com efeitos extraordinários dos painéis de LEDS (aquelas luzes no fundo do palco que formam diferentes imagens) dão o glamour a “A Gaiola das Loucas”, diferente do despojo que “Mamma Mia!” apresenta.

Quem é o pai de Sophie em "Mamma Mia!"?

O musical do Teatro Abril é o retrato da alegria e simplicidade dos protagonistas da década de setenta do século passado, com seus valores anti-convencionais.

Em lugar de desmerecer um ou outro espetáculo, tais diferenças tornam o programa de assistir a ambos muito interessante, pois são duas produções que merecem o prefixo super.

E você o que acha desse gênero? Seu comentário é valioso para o avanço do teatro. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas Tags: , , , , , , , , , , , , ,
24/10/2010 - 14:30

Rachel Ripani dá adeus à “Vamos?”

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Rachel Ripani

Ela está excelente em “Vamos?”, de Mário Viana, sob direção de Otávio Martins, mas logo mais, às 19h, no Teatro Imprensa, a atriz Rachel Ripani faz sua última sessão da peça.

Motivo: excesso de talento. Bons atores deixam espetáculos bem-sucedidos de público, caso de “Vamos?”, por convites irrecusáveis. O caso é que Ripani está no elenco do musical “Mamma Mia!”, nova produção do Teatro Abril que estreia dia 11 de novembro.0

SAIBA MAIS

Vamos? fica na esteira do riso pelo riso

Cleto Baccic, Kiara Sasso, Rachel Ripani e Saulo Vasconcelos estão confirmados em Mamma Mia!

http://rachelripani.com.br/

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , ,
30/09/2010 - 19:14

Cleto Baccic, Kiara Sasso, Rachel Ripani e Saulo Vasconcelos estão confirmados em Mamma Mia!

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Versão brasileira de "Mamma Mia!" estreia dia 11 de novembro no Teatro Alfa

Divulgada para a imprensa a lista dos 32 atores/ cantores/ bailarinos que estarão no novo musical que o Teatro Abril apresenta a partir de 11 de novembro. Mamma Mia! É mais uma superprodução que segue os padrões de seu original que ocupa, atualmente, sete salas de espetáculos em diferentes lugares do mundo. A versão brasileira é assinada por Claudio Botelho, sem dúvida o melhor versionista dos últimos anos, e, no elenco, estão Cleto Baccic, Kiara Sasso, Rachel Ripani e Saulo Vasconcelos, atores que alcançaram destaque em seus ofícios. Cleto vem de temporada de Cats em que ele alcançou seu quinhão de destaque Harry Bright. Saulo e Kiara nos encantaram, como par romântico, na primeira montagem, do próprio Teatro Abril, de A Bela e a Fera e, recentemente, em A Noviça Rebelde. Rachel Ripani além de sua marcante Alma de Gota d’ Água, em montagem dirigida por Gabriel Vilella, pode ter seu talento cômico conferido na montagem da irregular Vamos?, de Mário Viana. No elenco de protagonistas estão Pati Amoroso,  Carlos Arruza, Andrezza Massei  e Thiago Machado, os dois últimos “grandes atores”, segundo a jornalista Juliana Benevides. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
16/04/2010 - 03:13

Diálogo sobre por que montar Cats?

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes (michel@aplausobrasil.com)

CATS foto Dede Fedrizzi

Nesse primeiro artigo crítico com o viés de apontar alguma questão espinhosa dentro de algum espetáculo, cujo objetivo é criar um diálogo com o leitor que deixa seus comentários, prontamente respondidos por mim, escolhemos a superprodução musical Cats, em cartaz no Teatro Abril.

Sem a intenção de colocar em cheque o esmero da produção que registrou sua marca na reprodução de grandes espetáculos com matrizes na meca do teatro musical, o circuito Broadway de Nova Iorque, além daqueles estreados no West End londrino, não posso entender a lógica museológica de apresentar, seguindo à risca o espetáculo-matriz, um espetáculo que nada avança no bom gosto de musicais como A Bela e a Fera, Chicago, Rent e, até mesmo, Les Miserábles, como Cats.

Ora direis: mas os outros não foram reproduções? Sim, mas acrescentavam na exuberância do uso dos efeitos especiais, dando novo know-how aos artístas brasileiros, caso de A Bela e a Fera e Les Miserábles; re-visitavam o revolucionário coreógrafo Bob Fosse,  marcante na história dos musicais, caso de Chicago; além de trazer uma ópera-rock, com temas pra lá de atuais, e montagem mais recente da Broadway, Rent, apresentado no extinto Teatro Ópera.

Mas em que Cats contribui para o aprendizado de nossos técnicos – não nenhum efeito especial que surpreenda –  e/ ou dialoga com a realidade contemporânea.?

Atores-cantores do naipe de Saulo Vasconcellos, Sara Sarres, e, até mesmo, a cantora Paula Lima, em minúscula participação, dão ao espetáculo os grãos necessários para a qualidade deste que é um show, com belas melodias, coreografias de gosto duvidoso para padrões mais arrojados, como os de Fosse, uma boa orquestra, figurinos e cenários nada satisfatório para os que esperam uma superprodução, a ausência de conflito evidente na trama principal.

Fica proposta de diálogo: esses espetáculos de mero entretenimento não são pulverizadores da alienação? Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , ,
02/03/2010 - 14:36

Cats ganha versão brasileira

Compartilhe: Twitter

Antonio Jr, especial para o Aplauso Brasil (junior@aplausobrasil.com)

CATS ganha versão brasileira assinada por Toquinho

CATS ganha versão brasileira assinada por Toquinho

O segundo musical mais visto da história da Broadway, Cats, de Andrew Lloyd Weber, ganha versão brasileira que estreia no próximo dia 4, quinta-feira, às 21h, no Teatro Abril. Com o mesmo design cênico da Broadway e desenvolvido especificamente para o Teatro Abril, a montagem original adaptada para os palcos brasileiros traz no elenco 38 artistas, que se revezam em vários números musicais.

A direção é de Richard Stafford, que também assina a coreografia. A cantora Paula Lima viverá a gata Grizabella e interpretará a célebre canção Memory (com mais de 150 versões gravadas por cantores como Barbra Streisand, Barry Manilow, José Carreras e Sarah Brightman). Também estão no elenco Sara Sarres e Saulo Vasconcelos – par romântico em O Fantasma da Ópera e que também participaram de outras grandes produções, como A Bela e a Fera e Les Misérables – que comemoram 10 anos de musicais. O compositor Toquinho foi convidado para verter as letras para o português. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , ,
16/12/2009 - 23:05

O Quebra-Nozes traz bailarinos de diversas nacionalidades a SP

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michelfernandes@superig.com.br)

QN bO clássico balé com música do russo Tchaikovsky, O Quebra-Nozes, sempre encenado à época do Natal, ganha duas montagens, que vão até este domingo (20), no Teatro Alfa e Teatro Abril, trazendo em seu elenco principal solistas de diferentes nacionalidades – cubana, uruguaia, brasileira e coreana.

No palco do Teatro Abril, a companhia de dança do Theatro Municipal do Rio de Janeiro apresenta a tradicional coreografia com dois solistas convidados que dançam em renomadas companhias de balé de Londres: a brasileira Roberta Márquez, primeira bailarina do Royal Ballet de Londres, e o cubano Arionel Vargas, primeiro bailarino do English National Ballet (também sediado em Londres).

O corpo de baile do Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, cuja montagem é comemorativa a seu centenário, traz, também, nessa superprodução coreografada por Dalai Achcar, sua nova geração de solistas: Claudia Mota, Márcia Jaqueline e Felipe Moreira.  Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , ,
Voltar ao topo