Publicidade

Publicidade

11/01/2012 - 19:46

Eu Te Amo: filme de Arnaldo Jabor ganha montagem teatral

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Eu te Amo"

Os cineastas e diretores Rosane Svartman e Lírio Ferreira fazem sua estreia no teatro com texto que teve a primeira versão no cinema. Alexandre Borges e Juliana Martins vivem os personagens que buscam se reencontrar no amor

SÃO PAULO – Se pudesse definir numa única frase a nova montagem da peça de Arnaldo Jabor, Eu Te Amo, em cartaz no Teatro Folha, seria esta: do cinema para o palco e, no palco, a interação com a sétima arte. E não poderíamos esperar outra coisa, já que os diretores da peça, Rosane Svartman e Lírio Ferreira, são cineastas e estão debutando no teatro; por sua vez, o autor fez a primeira versão desta trama para o cinema, em 1981 com Sônia Braga e Paulo César Pereio nos papéis centrais. A trama pulou para o palco sete anos depois, com Bruna Lombardi e Paulo José.

Desta vez, Maria e Paulo, personagens frustrados emocionalmente, são vividos por Juliana Martins e Alexandre Borges. Para deixar a trama contemporânea, os diretores fizeram com que os dois se encontrassem numa sala de bate-papo da internet: Paulo é um cineasta em crise depois que sua mulher, a protagonista de seu filme, fugiu com o diretor de fotografia e Maria cansou da relação que mantém com um homem casado e resolve transar “com o primeiro homem que aparecer”.

Eles mentem e no primeiro encontro ela se passa por garota de programa e ele por um cineasta famoso e premiado. As máscaras caem logo depois da primeira transa entre eles. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , ,
10/01/2012 - 18:36

Danton Mello vive filho da “supermãe” Ana Lúcia Torre em comédia dirigida por Alexandre Reinecke

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"Como se tornar uma supermãe em 10 lições" - foto de João Caldas

SÃO PAULO – A partir da próxima Sexta, dia 13, os risos estão garantidos para quem for ao Teatro Gazeta. Estreia lá, a comédia Como se tornar uma super mãe em 10 lições, peça que no início da década de 1990, levou multidões ao teatro, quando foi estrelada por Eva Todor. Eu, que fui um destes espectadores, lembro rindo tanto da genial interpretação de Eva, quanto do excelente texto de Paul Fuks. A peça, interpretada por elenco de afiadíssimos comediantes, é contada a partir das lembranças de Daniel (Danton Mello), um típico bom filho judeu, que tenta ministrar uma palestra no dia em que recebe um importantíssimo prêmio de “algebrologia sintagmática”. Na primeira fila do auditório está sua super mãe (Ana Lucia Torre), que o interrompe a todo o momento para perguntar se ele está com as devidas roupas que o protegem do frio e alergias. Até que o submisso filho resolve contar sua história e as consequências da educação de uma mãe superprotetora. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , ,
03/01/2012 - 15:06

Fábio Assunção volta como o cineasta de Woody Allen

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Fábio Assunção, Norival Rizzo e Carol Mariottini em"Adultérios", agora no TUCA

SÃO PAULO – Um dos melhores espetáculos da cena paulistana no ano passado volta ao cartaz dia 20 de janeiro no TUCA. Adultérios (cujo título original é Central Park West) é um dos textos que o cineasta Woody Allen escreveu diretamente para o palco. Inteligente, divertido e ligeiramente neurótico, como todo bom script com a assinatura de Woody Allen, a peça traz Fábio Assunção, Norival Rizzo e Carol Mariottini no elenco, tradução de Rachel Ripani, figurinos de Leopoldo Pacheco, direção e adaptação de Alexandre Reinecke.

O cenário é Nova York, como acontece na maioria das criações de Woody Allen. A comédia se passa à beira do Rio Hudson, mostrando o encontro entre o roteirista de cinema Jim Swain (Fábio Assunção), de recente sucesso; e um típico homeless (morador de rua) americano, Fred (Norival Rizzo). Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , , ,
02/07/2011 - 17:58

Fábio Assunção vive dois personagens em peça escrita por Woddy Allen

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Fábio Assunção (Fred) e Norival Rizzo (Jim)

Um escritor e um morador de rua (ou homeless para usar o termo original) são os personagens centrais de Adultérios (Central Park West), peça escrita pelo cultuado norte-americano Woody Allen, que estreia na próxima sexta-feira (8), 21h30, no Teatro do Shopping Frei Caneca. O ator Fábio Assunção divide com Norival Rizzo ambos personagens, em sessões alternadas.

Alexandre Reinecke, quem assina a direção e a adaptação da peça, traduzida pela atriz Rachel Rippani (que está excelente no musical Mamma Mia!, no Teatro Abril), teve a ideia de colocar a dupla de atores na pele dos dois personagens o que foi, prontamente, aceito pelos atores. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , ,
11/01/2011 - 16:24

Comédia de suspense volta a ser encenada

Compartilhe: Twitter

Henrique Stroeter, Dan Stulbach e Danton Mello em "Os 39 Degraus"

Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Depois do sucesso do ano passado, Dan Stulbach, Danton Mello, Henrique Stroeter e Fabiana Gugli retornam ao Teatro Shopping Frei Caneca

Esse ano em São Paulo, ao contrário de anos anteriores, a temporada teatral logo na primeira semana de janeiro começou com estreias e re-estreias. Talvez em virtude de o Carnaval 2011 acontecer somente em março, as companhias e os produtores de teatro resolveram encurtar as férias de fim de ano e o público paulistano já pode curtir as novidades do palco ou assistir a sucessos do ano passado.

É o caso da comédia de suspense Os 39 Degraus, de Patrick Barlow, que voltou ao cartaz no Teatro Shopping Frei Caneca, no último final de semana, com temporada prevista até 13 de março. Em quatro meses de temporada em 2010 foram mais de 70 mil espectadores e pelo que se viu nessa reestréia, outros tantos irão conferir a comédia, baseada no filme de Alfred Hitchcoock, que ganhou tradução de Clara Carvalho e Alexandre Reinecke, que também é o diretor da peça. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
04/01/2011 - 19:44

Uma Excelente Comédia volta ao Teatro Gazeta

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especialpara o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Comédia leva a assinatura de Alexandre Reinecke na direção

Uma das melhores comédias do teatro paulistano no ano de 2010, volta ao cartaz nesta sexta-feira (7). Trata-se de O Clã das Divorciadas, escrita por Alil Vardar, que recebeu no Brasil a tradução de Clara Carvalho e a direção de Alexandre Reinecke. Em cena estão os ótimos Luís Salém, Paula Cohen e Maíra Charken.

Essa é a terceira comédia francesa que o produtor LG Tubaldini Jr, da Filmland Internacional, monta no Brasil. Anteriormente, ele produziu Adorei o que Você Fez e Toc Toc, as duas também traduzidas por Clara.

O público se diverte com esse eclético e inusitado clã. Lulu (Paula Cohen) tem o perfil bem consumista, mas com o fim do casamento se vê numa situação financeira difícil, tendo que dividir seu apartamento para diminuir os gastos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , , , ,
12/11/2010 - 22:14

Nova casa para espetáculo imperdível

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Nelson Baskerville e Cristina Cavalcanti em "Blackbird"

Um dos espetáculos mais interessantes da temporada teatral desse ano é, sem reservas ufanistas, “Blackbird”, do escocês, inédito no Brasil, David Harrower. A peça que estreou, deixando impressa sua marca, no Espaço dos Parlapatões, fica em cartaz até dezembro no Viga Espaço Cênico, sextas e sábados às 21h e domingos, 19h.

Um ritmo pulsante que faz perder o fôlego é o desenho impresso pela destra direção de Alexandre, preocupado mais com o jogo entre os atores nessa coreografia, claustrofóbica e pungente, envolta no árido espaço hiperrealista. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , , , , , ,
24/09/2010 - 22:37

Espetáculo de autor escocês coloca espectador dentro da adrenalina explosiva das personagens

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Cristina Cavalcanti e Nelson Baskerville

Impossível desviar a atenção do flamejante jogo de atores que o espetáculo Blackbird, do autor escocês David Harrower, coloca no centro do palco do Espaço dos Parlapatões. As duas personagens, magistralmente interpretadas por Cristina Cavalcanti e Nelson Baskerville, tem potencia explosiva e, graças à vigorosa direção de Alexandre Tenório, dinâmica pulsante, capaz de se infiltrar no  espectador.

Não é possível revelar muito do enredo, pois é preciso preservar as incontáveis surpresas que Blackbird nos apresenta no curso de seu desenvolvimento.

À grosso modo, podemos dizer que o enredo da peça é o acerto de contas entre um casal que viveu um amor proibido no passado. Entretanto a trama fica bem distante dos clichês comuns das peças que se valem da discussão da relação de um casal.

Aberta a fenda purulenta do passado, o embate entre as personagens exige a entrega visceral em suas atuações. Com bisturi preciso, Alexandre Tenório conduziu os atores pela senda do hiperrealismo, caminho exigido pelo texto. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , , , , , , , , ,
18/09/2010 - 15:21

Cristina Cavalcanti e Nelson Baskerville apresentam autor escocês inédito no país

Compartilhe: Twitter

Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Cristina Cavalcanti e Nelson Baskerville

Dirigida por Alexandre Tenório, Blackbird– cuja estreia será às 21h de hoje, no Espaço dos Parlapatões –, traz o autor escocês David  Harrower, com os atores Cristina Cavalcanti e Nelson Baskerville.

Numa sala abarrotada de lixo, usada como refeitório pelos funcionários de uma empresa, um homem e uma mulher se re-encontram. A última vez que se viram foi há vinte anos, num quarto de hotel. Desde então tentam se reerguer, em vão.

Blackbird trata de como as atitudes do passado afetam o presente de forma irreversível, e questiona tudo o que sabemos sobre amor, culpa e moral. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , ,
27/08/2010 - 19:03

Dan Stulbach protagoniza comédia em homenagem a Hitchcock

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Peça homenageia Hitchcock

Sucesso na Broadway, em Nova Iorque, e no West End, em Londres, onde está, simultaneamente, em cartaz, 39 Degraus (The 39 Steeps) estreia amanhã, 21h, no Teatro do Shopping Frei Caneca.

Trata-se de uma comédia de suspense escrita por Patrick Barlow em homenagem ao mestre do suspense, o cineasta inglês Alfred Hitchcock (1899-1980), que leva o nome de uma de suas obras-primas, 39 Degraus, dos anos 1930, com um forte tempero de humor.

Dan Stulbach interpreta o sedutor Richard Hannay que leva a agente secreta alemã, Annabella Schimit (Fabiana Gulli) e, na manhã seguinte, ela aparece assassinada. Esse é o estopim para que comece a fugir da polícia que o temo com único suspeito, além de seguir as pistas reveladas por Annabella, salvar a Inglaterra e livrar-se da acusação. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo