Publicidade

Publicidade

09/08/2011 - 15:11

Peça premiada de autor argentino ganha os palcos pelas mãos de Luiz Valcazaras

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"A Idade da Ameixa", de Aristides Vargas, ganha tradução de Mário Viana

Uma discussão poética sobre o tempo. Em A Idade da Ameixa, do premiado autor argentino Aristides Vargas, três gerações de mulheres pertencentes a uma mesma família, e que envelheceram confinadas em um casarão, habitam as lembranças de duas irmãs que se correspondem por cartas e, assim, acabam por abrir frestas do passado e a evocar momentos que marcaram suas existências. O espetáculo, que estreia quinta-feira (11) no Espaço Beta do SESC Consolação, tem tradução de Mario Viana e direção de Luiz Valcazaras.

O texto de Aristides já foi montado no Brasil, pelos atores Ìlvio Amaral e Mauricio Canguçu, sob a direção de Guilherme Leme.

A concepção cênica do texto dramatúrgico trabalha com dois planos que oscilam entre os depoimentos reais e as lembranças das duas irmãs. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo