Publicidade

Publicidade

30/04/2012 - 15:55

Peça baseada em conto de Lygia Fagundes Telles re-estreia no Teatro Ruth Escobar

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Simonia Queiroz por Drica Castro

SÃO PAULO – A comédia romântica Pomba Enamorada ou Uma História de Amor traz aos palcos paulistanos a atriz Simonia Queiroz que, além de atuar, assina a adaptação da obra literária homônima de Lygia Fagundes Telles para o teatro. A direção é de Tarcila Tanhã. O cenário é assinado por Anne Cerutti e Hernandes Oliveira.  O espetáculo re-estreia neste sábado (5), no Teatro Ruth Escobar e fica em cartaz até o dia 1º de julho, com sessões aos sábados, às 19h e domingos às 18h.

Baseados em textos jornalísticos de periódicos que tratam do universo feminino, o espetáculo solo apresenta a história de uma mulher independente, bonita e engraçada, Maria Helena di Castro, que está em busca do seu grande amor. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , , , ,
24/04/2012 - 00:30

Virada Cultural de São Paulo divulga programação

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Gilberto Gil faz show gratuito na Virada Cultural de São Paulo

SÃO PAULO – A Virada Cultural de 2012 será entre as 18h do sábado (05/05) e as 18h do domingo (06/05). Realizada pela Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Cultura, conta com a Secretaria de Estado de Cultura e o SESC – SP como correalizadores. Haverá, nesta oitava edição, mais de 900 atrações distribuídas em 114 locais, sendo que 50 pontos estarão no centro da cidade. Além disso, se mantém a forte presença dos artistas de rua que transitam por toda a extensão do evento, marca registrada da festa.

O perímetro permanece praticamente o mesmo do ano passado, com uma importante inclusão, o Elevado Costa e Silva, ou melhor, o Minhocão. Lá teremos as presenças do Mercado Mundo Mix, de ações itinerantes e de chefs de cozinha. Entre os nomes confirmados estão Alex Atala (Dalva e Dito), Dagoberto Torres (Suri Ceviche Bar) e Janaina Rueda (Bar da Dona Onça).

Um espaço com sonoridade africana e importantes nomes do afrobeat terá vez. Passarão pelo palco montado em frente à Estação Julio Prestes, Ray Lema e Orquestra Jazz Sinfônica, Ebo Taylor, Tony Allen (nigeriano que foi baterista e uma espécie de maestro-arranjador da banda de Fela Kuti) e o brasileiríssimo pessoal da big band Bixiga 70. O encerramento será feito pelo cantor Gilberto Gil, no domingo, às 18h. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Dança, Música e Cinema, Matérias Tags: , , , , ,
20/04/2012 - 15:39

Confira programação da VII Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

"Kamouraska" - Cia Inversa Teatro

Organizada pela Cooperativa Paulista de Teatro e, mais uma vez com patrocínio da Petrobrás, a sétima edição da Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo começa na próxima terça-feira (24) na Oficina Cultural Oswald de Andrade que divide a programação, toda ela gratuita, com o SESC Bom Retiro

SÃO PAULO – De 24 (terça-feira) a 29 de abril (segunda-feira), a Oficina Cultural Oswald de Andrade e a unidade Bom Retiro do SESC São Paulo serão palco para as dez atrações latino-americanas e duas espanholas que compõem a grade de programação da VII Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo, cujas atividades são gratuitas e a realização é da Cooperativa Paulista de Teatro e do Instituto Internacional de Teatro da UNESCO no Brasil (ITI- Brasil), e tem como eixo “a mulher na produção teatral da América Latina”.

"As Três Irmãs" - Cia Traço de Teatro - credito Nassau Souza


A peça de abertura da Mostra, que já faz parte do calendário teatral da cidade de são Paulo, terá o coletivo mexicano La Reina Chulas instalando seu cabaré La Banda de Las Recodas – sarcástico painel da sociedade mexicana e suas semelhanças com outros países latino-americanos. Os cubanos do Teatro de La Luna colocarão em relação dois ídolos de Cuba: Célia Cruz e Benny Moré, que se encontram imaginariamente no lendário piano-bar Delirio Habanero. As recifenses Loucas de Pedra Lilás prometem agitação e propaganda em torno dos problemas da mulher com seu As Dom QuiXotas em Defesa dos Direitos Humanos Enfrentando os Cafuçus, e as florianopolitanas da Traço Cia de Teatro exibirão uma singela versão de As Três Irmãs, de Chekhov. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
18/04/2012 - 18:31

Bob Wilson encerra primeira fase de projeto brasileiro amanhã

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG        (Michel@aplausobrasil.com)

Danilo Santos de Miranda e Robert Wilson

SÃO PAULO – Com a apresentação de amanhã do monólogo A Última Gravação de Krapp, texto do irlandês Samuel Beckett dirigido e interpretado por Robert Wilson, no Teatro do SESC Belenzinho (ingressos esgotados), encerra-se a primeira etapa de um projeto que se estenderá até 2014 e gira em torno de atividades relacionadas ao mergulho no universo de Bob Wilson, um dos artistas mais destacado da cena teatral internacional.

Além das cinco apresentação do solo beckettiano, segunda passada, o CineSESC exibiu o documentário Absolute Wilson, com a presença do diretor, em novembro dois espetáculos dirigidos por Wilson, com o Berliner Ensemble (grupo fundado pelo dramaturgo alemão, Bertolt Brecht) Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , ,
18/04/2012 - 01:44

Antonio e Bruno Fagundes juntos no teatro

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Jorge Takla assina a direção e cenografia do espetáculo em que pai e filho dividem a cena - foto de João Caldas

SÃO PAULO – Vermelho, de John Logan, sob direção de Jorge Takla, em cartaz no recém-inaugurado Teatro Geo, apresenta o relacionamento profissional de um pintor de talento reconhecido e o seu aprendiz. Em seu ateliê, em Nova York, em 1958, Mark Rothko recebe o seu assistente, Ken. É a primeira cena da peça e, a partir daí, o público é brindado com diálogos inteligentes que colocam em questão as atitudes humanas e a arte.

A peça nos coloca diante de um homem que questiona os próprios valores. Um criador que vê a arte como um meio de levar o espectador ao deslumbre e à reflexão, mas que acaba aceitando uma encomenda de telas para um restaurante, para satisfazer o seu ego e atraído pelo alto valor do cachê.

Rothko é um homem rude e o relacionamento com Ken se restringe ao ambiente de trabalho. Não se sabe se isso acontece por egocentrismo ou medo de se mostrar ao outro, com suas falhas e qualidades.

O relacionamento pintor/aprendiz apresenta, portanto, uma aparente superficialidade, mas a vida dessas pessoas se transforma com a convivência.

Ken obviamente tem a oportunidade de conhecer um dos grandes nomes da pintura e Rothko entra em contato com um espírito crítico, cheio de esperança. É aí que consegue mostrar a sua conduta errônea no caso dos painéis para o restaurante, um lugar que certamente é frequentado por pessoas que não saberão dar às obras o seu verdadeiro valor. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , , ,
17/04/2012 - 18:37

7º Festival Palco Giratório começa em maio

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Festival Palco Giratório abre vendas dia 23

PORTO ALEGRE – O Festival Palco Giratório SESC/POA chega a sua sétima edição este ano, trazendo à capital gaúcha mais de 100 ações culturais entre espetáculos, atividades formativas, palestras e exposições. Serão 46 espetáculos de 41 grupos, 81 sessões e a vinda de artistas de 11 estados brasileiros e três países.

O evento, que já se tornou um marco do calendário cultural de Porto Alegre, acontece entre os dias 04 e 27 de maio e vai movimentar a cena cultural da cidade, promovendo um intercâmbio entre artistas de 11 estados brasileiros, além do elo cultural com a Dinamarca, que estará presente no Festival por meio da participação do Odin Teatret.

Cia. baiana apresenta "Pólvora e Poesia", de Alcides Nogueira e direção de Fernando Guerreiro

Entre os destaques desta edição estão dois espetáculos do grupo dinamarquês: As Grandes Cidades sob a Lua e Ode ao Progresso , o monólogo Depois do Filme, que marca a volta aos palcos do diretor Aderbal Freire Filho, as premiadas encenações Oxigênio, da Cia Brasileira de Teatro, e Luis Antônio Gabriela, da Cia Mungunzá. Também chegará na programação do circuito a encenação baiana de Pólvora e Poesia, primoroso texto de Alcides Nogueira, que recebeu a direção de Fernando Guerreiro e está há dois anos em cartaz, sendo  considerada como uma das grandes montagens do teatro baiano dos últimos anos.

Haverá na programação do evento a Residência Artística com o consagrado  Odin Teatret e uma palestra  sobre A Organização e Cultura do Odin Teatret, com Anne Savage.

A programação completa do 7º Festival Palco Giratório SESC/POA pode ser conferida no site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio.

INGRESSOS:

Venda de ingressos antecipados de 23/04 a 27/05

Ponto de Venda para Ingressos Antecipados: SAC (Setor de Atendimento ao Cliente) Unidade Sesc Centro – Av Alberto Bins,665

Nas bilheterias dos espaços, conforme disponibilidade, no dia da apresentação, com 1 hora de antecedência.

Atendimento: segunda a sexta das 8h às 19h45 e até às 12h para a *apresentação do dia.

Atendimento para Apresentação do Dia: Após às 12h e havendo ingressos disponíveis, a venda ocorre somente no local de cada apresentação uma hora antes do início do espetáculo.

* Para o espetáculo Breves Entrevistas com Homens Hediondos – Venda somente nos dias e no local das apresentações

Valores: R$ 5 a R$ 20

R$ 20,00 público em geral

R$ 10,00 para estudantes, maiores de 60 anos, classe artística e empresários com cartão SESC

R$ 5,00 para COMERCIÁRIOS e dependentes*

*COMERCIÁRIOS (titulares e dependentes): mediante apresentação do cartão SESC e somente um ingresso por espetáculo para cada cartão.

Formas de pagamento na compra antecipada:

Dinheiro

Cheque à vista, cartão débito ou crédito (visa; mastercard e amex)

Formas de pagamento para compra na hora: somente pagamento em dinheiro

Informações sobre a venda de ingressos e de toda a Programação do Festival: (51) 3284 2070.

ESPETÁCULOS COM ENTRADA FRANCA: Acesso mediante distribuição de senhas somente no local e no dia do evento, uma hora antes de cada apresentação.

Atenção: Acesso a espetáculos em Escolas Públicas é necessário agendamento prévio.

ACESSO PALESTRAS, MESAS REDONDAS E SESSÕES DE FILMES:

Acesso livre conforme ordem de chegada e sujeito a lotação do espaço. (abertura de portas 30 minutos de antecedência)

*Atenção: para a Palestra com o Eugênio Barba ocorrerá distribuição de senhas somente no local e no dia do evento, uma hora antes da atividade.

Oficinas:

Para Oficina de Montagem Abre-Alas (Lume Teatro):

50 vagas disponíveis

Período de envio: de 23/04 a 15/05, seleção por ordem de envio.

Acesso a oficinas:

Inscrições gratuitas de 23/04 até 07 de Maio. Os interessados devem enviar e-mail para festival@sesc-rs.com.br , com as seguintes Informações: Nome Completo, Endereço, Telefone, E-mail e breve currículo ou carta de intenção para análise.

Aguardar retorno de confirmação, por e-mail, até 2 dias anteriores a atividade. O envio da Inscrição não garante a participação nas atividades, somente o e-mail de confirmação enviado pela produção do Festival.

Conferências, Palestras e oficinas:

Acesso livre, conforme lotação do espaço.

Locais de realização:

* Teatro Sesc Centro: Av. Alberto Bins, 665 (Fone: 51 3284-2070)

* Café Sesc Centro: Av. Alberto Bins, 665 (Fone: 51 3284-2070)

* Theatro São Pedro: Praça Marechal Deodoro, s/n – (Fone: 51 3227-5100)

* Teatro Renascença: Av. Érico Veríssimo, 307 (Fone: 51 3289-8066)

* Sala Álvaro Moreyra: Av. Erico Veríssimo, 307 (Fone: 51 3289-8066)

* Teatro de Câmara Túlio Piva: R. da República, 575 (Fone: 51 3289-8093)

* Sala Carlos Carvalho – Casa de Cultura Mário Quintana: R. dos Andradas, 736

* Teatro do Museu: Rua Dos Andradas, 230 (Fone: 3227 5196)

* Sala Alziro Azevedo – UFRGS: R. General Vitorino, 255 (Fone: 3308 4374)

* Casa de Teatro: R. Garibaldi, 853 (Fone: 3029 9292)

* CMTE Paulo Freire: R. Santa Terezinha, 572 – Santana

* Escola Municipal Grande Oriente: R. Wolfran Metzler, 600 – Rubem Berta (Fone: 3366 1602)

* Circo Girassol: R. Doutor Sinval Saldanha, 286 – Bom Jesus (Fone: 3387 8595)

* Largo Glênio Peres

* Rua dos Andradas

* Estacionamento da Usina do Gasômetro

* Esquina Democrática

* Largo Zumbi dos Palmares

* Parque Farroupilha

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
17/04/2012 - 15:00

Go West com Priscilla

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

"Go West"

SÃO PAULO – Sem sombra de dúvidas, os fãs de musicais tem motivos de sobra para comemorar. O que, há pouco mais de uma década se desenhava no gráfico do modismo, agora, re-afirma que veio para ficar, o que é satisfação para os apreciadores do gênero. E dentre os melhores da safra, está Priscilla – A Rainha do Deserto, em cartaz no Teatro Bradesco (Shopping Bourbon), de quinta à domingo.

Abaixo você assiste a um vídeo do musical que celebra as diferenças numa fabulosa superprodução em que diversão, talento e sensibilidade recebem merecidos aplausos entusiasmados.
<a href="“>

Autor: - Categoria(s): Multimídia Tags: , , , , , , , , , , ,
16/04/2012 - 15:02

Bob Wilson apresenta documentário Absolute Wilson

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

Robert Wilson em foto Ling Jing Yuan

SÃO PAULO – Logo mais, às 20h30, no CineSESC, o diretor, dramaturgo e ator norte-americano Robert Wilson, apresenta o documentário Absolute Wilson, da diretora alemã, radicada em Nova Iorque, Katherine Otto-Bernstein, em exibição única.

Com 106 minutos de duração, o filme, cujas exibições serão gratuitas, conta a trajetória de Wilson, desde sua infância no Texas (EUA) – onde seu pai foi prefeito de Waco, cidade marcada pela segregação racial e o fanatismo religioso que contribuíram para que sua timidez aflorasse ainda mais –; suas primeiras dificuldades de aprendizagem e o uso da terapia como ferramenta para expressão artística; sua saída de casa e o fascínio que a cena avant-garde da Nova York dos anos 1960 exerceu sobre Bob Wilson, enfim,  que forma um dos artistas mais renovadores da cena teatral da década de 1970 aos dias atuais. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
11/04/2012 - 22:49

Cia. Hiato chega ao rol dos melhores coletivos de teatro

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes*, do Aplauso Brasil/ iG (michelfernandes@superig.com.br)

"O Jardim" - foto de Annelize Tozetto

CURITIBA – Desde 2008, com seu primeiro trabalho – Cachorro Morto –, a renomada crítica teatral Mariangela Alves de Lima chamou minha atenção para essa jovem Cia. Hiato, destacando que o grupo “apresentava um trabalho bastante interessante”, à procura de uma dramaturgia que dialogasse com a cena que desejavam realizar. Assisti ao espetáculo e me encantei pelo que vi: jovens talentosos e com muita disciplina na realização do trabalho. Por questões que não interessam ser abordadas aqui, perdi Escuro, segundo trabalho do grupo, e graças ao Festival de Curitiba, tive o prazer de assistir O Jardim, texto e direção de Leonardo Moreira, que estreou ano passado e, sem dúvidas, se a tivesse assistido seria voto certo no prêmio em que sou jurado, o APCA.

"O Jardim" - foto de Annelize Tozetto


Conteúdo e forma são aliados em O Jardim que traz um delicado, comovente, hilário e tenso exercício de memórias esparsas, de épocas diferentes e cruzadas, da vida de um senhor, preso na catatonia de seu Mal de Alzheimer e prestes a ser levado a um asilo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , , , , , , , ,
11/04/2012 - 18:21

O Grupo Galpão é ensemble sem medo de ousar

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes*, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

Grupo Galpão apresentou "Eclipse" no Festival de Curitiba

CURITIBA – Que o Grupo Galpão, sediado na capital mineira, é dos coletivos teatrais de maior inquietude e seriedade, não há o que objetar. Mesmo ao chegar a seu 30º aniversário, a coragem da trupe continua sua característica principal e, em Eclipse, que estreou no 21º Festival de Curitiba, eles se atiraram vendados e sem medo num terreno que não lhes é habitual, o intimismo filosófico, para trazer à cena discussões  presentes em contos de Checkov, sob direção do russo Juirij Alschitz, quem também assina o roteiro do espetáculo.

Cinco dos atores que compõem o ensemble Galpão – a palavra ensemble, segundo a concepção de Jurij trata-se de um coletivo de atores reunidos e dispostos a pesquisar a arte de interpretar, definição que cai feito luva na mão dos artesãos dessa trupe –, Chico Pelúcio, Inês Peixoto, Júlio Maciel, Lídya Del Picchia e Simone Ordones estão em cena para apreciar um eclipse solar quando, como por magia, a porta do espaço em que estão confinados se tranca e eles ficam presos por lá. E nesse ínterim, divagam em temas como fé, pecado , caos, talento etc. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , , , , , , ,
Voltar ao topo