Publicidade

Publicidade

19/06/2012 - 22:33

FIT – BH: Cacá Carvalho em novo Pirandello N

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, do www.mondobhz.com.br/fit-bh-2012, parceiro do Aplauso Brasil na cobertura do FIT- BH

Cacá Carvalhorepete parceria com Roberto Bacci

BELO HORIZONTE – Um nenhum cem mil é o último romance do autor Luigi Pirandello. O espetáculo, que tem direção do italiano Roberto Bacci e atuação do ator brasileiro Cacá Carvalho, já foi apresentado para amigos na Itália e fez a estreia nacional no FIT, no último fim de semana. O trabalho foi realizado com o apoio do Ministério da Cultura italiano e da produtora paulista Corpo Rastreado.

Vintangelo Moscardo, filho de um banqueiro, questiona a sua vida a partir de uma situação bizarra. Abandona tudo e funda um asilo, no qual trabalha cuidando das pessoas. Deixa de lado a sua identidade pública e vive no anonimato. A sua imagem social se modifica e as máscaras são deixadas de lado. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, festivais Tags: , , , , , , , , ,
16/06/2012 - 21:47

FIT BH – Domingo é a última apresentação de Villa e Discurso

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, do www.mondobhz.com.br/fit-bh-2012, parceiro do Aplauso Brasil na cobertura do FIT- BH

Atrizes do grupo chileno Playa

BELO HORIZONTE – O Teatro Playa trabalha com temas políticos porque considera muito importante discutir essa questão, na medida em que no Chile as instituições não funcionam. Segundo o diretor Guillermo Calderón, que também assina o texto original, o teatro pode ser um meio de conscientizar as pessoas sobre os problemas sociais do Chile.

“O teatro não faz justiça, mas propõe reflexões,” afirma Guillermo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, festivais, Matérias Tags: , , , ,
16/06/2012 - 19:42

FIT – BH: Lisboa por Fernando Pessoa nas ruas de Minas

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, do www.mondobhz.com.br/fit-bh-2012, parceiro do Aplauso Brasil na cobertura do FIT- BH

Peça leva a bicicleta do palco para passear nas ruas, conduzida por Fernando Pessoa.

BELO HORIZONTE – Do uso da bicicleta no espetáculo Abito, o grupo Fondazione teve a ideia de fazer uma intervenção cênica que levasse esse objeto para as ruas, eis a gênese de Lisboa que a Fondazione Pontedera (Itália) apresenta no FIT – BH.

A ideia do texto é baseada num livro de Fernando Pessoa que é, na verdade, um guia cultural da capital portuguesa. No enredo, Pessoa chega a Belo Horizonte, encontra os seus heterônimos de bicicleta e os acompanha pelas ruas da cidade, a qual se transforma numa Lisboa imaginária e lírica.

Onze músicos-atores estarão trajando um elegante figurino preto e realizarão ações acrobáticas corporais com as bicicletas. Lisboa já foi apresentada na Dinamarca e, após o FIT, continuará a viajar, passando pela Itália.

DETALHES

Lisboa / Grupo: Fondazione Pontedera Teatro (Itália) / Apresentações: Domingo/ 17/junho/ 10h / Praça Professor Godoy Betônico / Museu Histórico Abílio Barreto – Segunda-feira/ 18/junho/ 16h / Praça Floriano Peixoto / Terça-feira/ 19/junho / 14h / Praça Duque de Caxias (Praça de Santa Tereza)

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, festivais, Matérias Tags: , , , , , , ,
15/06/2012 - 01:33

Oxlajuj B’aqtun no Parque Municipal

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, do www.mondobhz.com.br/fit-bh-2012, parceiro do Aplauso Brasil na cobertura do FIT- BH

Grupo da Guatemala apresenta "Oxlajuj B’aqtun", ritual maia

BELO HORIZONTE – O povo maia está num tempo de mudanças, de acordo com o seu calendário. Todos os homens estão integrados com a natureza, dependem dela e o momento da chegada de um novo ciclo é esperado com a esperança de um mundo melhor. Oxlajuj B’aqtun representa rituais maias advindos da cultura latino-americana. O espetáculo representa uma circunstância espiritual que coloca o povo maia em sintonia com os ancestrais e com o público que assiste.

Segundo os artistas do grupo Centro Cultural Sotz’il Jay, “estamos ligados por laços latino-americanos e o papel que ocupam é o de conduzir a energia presente nos rituais e fazer a ponte de ligação entre a tradição maia e o teatro”. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE, festivais, Multimídia Tags: , , , ,
13/11/2009 - 19:15

Os 22 Segredos da Cia. de Dança do Palácio das Artes

Compartilhe: Twitter

Coreografia de Sônia Mota, nascida em BH, há mais de 20 anos na Alemanha

Coreografia de Sônia Mota, nascida em BH, há mais de 20 anos na Alemanha

 

O Grande Teatro do Palácio das Artes recebe neste sábado (14), 20h30, o novo espetáculo da Cia. de Dança do Palácio das Artes, 22 Segredos, coreografia de Sônia Mota.

 

A partir do documentário Noivas do Cordeiro, de Alfredo Alves, sobre uma comunidade de mulheres que vivem a cerca de 100 km de Belo Horizonte e, mesmo assim, não se renderam ao modo de vida urbano; associando a essas mulheres a figura de Dulcineia, personagem da obra Dom Quixote, de Miguel de Cervantes, a Cia. de Dança do Palácio das Artes imergiu num universo de pesquisa antropológica, psicanalítica, além da pesquisa de campo.

Quando a bailarina e coreógrafa Sônia Mota chegou da Alemanha, aonde vive há mais de 20 anos, pediu  aos bailarinos que narrassem em movimentos suas impressões sobre o que vinham ruminando em teoria e imagens que o estudo levasse a suas cabeças. Surgiu daí a coreografia 22 Segredos.

CLIQUE AQUI para saber mais.

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo