Publicidade

Publicidade

25/03/2012 - 20:33

Pina Bausch no Cinema: Encruzilhada Onírica de Linguagens

Compartilhe: Twitter

Macksen Luiz, especial para o Blog do Macksen Luiz , parceiro do Aplauso Brasilmacksenr@gmail.com)

"Dance, Dance, Senão Estaremos Perdidos", Pina Bausch

SÃO PAULO – O documentário de Wim Wenders sobre as criações de Pina Bausch é bem mais do que o registro das coreografias de uma das artistas mais instigantes do século 20. Pina 3D, filme de 130 minutos, que utiliza o 3D para aproximar o espectador da pulsão de gestos, que expressam feixe de tensões dramáticas num cenário de sentimentos em permanente fricção, justifica a definição da fundadora da companhia de Wuppertal de que seus bailarinos dançavam o teatro, teatralizavam a dança.

Na captação das imagens de coreografias e de depoimentos de membros da companhia e, mais parcamente, da própria Pina, Wenders é econômico nas palavras. Os closes e o olhar invadem, tridimensionalmente, a tela, como se a platéia pudesse penetrar na cena, perceber suores, ouvir arfares, acompanhar ritmos retirados de mãos batidas nos corpos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas, Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , , , , , , , ,
26/03/2011 - 16:01

Blog de Bethânia vira assunto em Alta Ajuda

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Paula Picarelli (apresentadora) divulgação

Nada melhor que o quadro Alta Ajuda do programa Entrelinhas, cujo foco é dar dicas da boa literatura, para centrar a discussão sobre a polêmica em torno da aprovação pela Lei Rouanet para captar R$ 1,3 milhões para a criação e manutenção de um blog de poesias pela cantora Maria Bethânia. O programa dessa semana vai ao ar às 21h30 de amanhã na TV Cultura. Com humor, o escritor Frederico Barbosa mostra como alguns trechos de prosa e poesia podem ajudar Bethânia a enfrentar essa onda de turbulências.

O jornalista Matthew Shirts é a outra novidade do programa. A equipe o entrevistou durante o trajeto da editora Abril, onde comanda a edição nacional da National Geographic, até a cantina Pasquale, reduto apreciado pelo mais brasileiro dos norte-americanos. Matthew, que prefere ser chamado de Mateus dada a sua longa estada no Brasil, onde mora há 35 anos, nasceu no sul da Califórnia e veio pra cá nos idos dos anos 1970 como aluno de intercâmbio da Universidade de São Paulo (USP). O, também, cronista do jornal O Estado de S. Paulo revela gostar de algo pouco quisto pelos paulistanos: o transporte público. “Gosto de ônibus porque nele eu posso ler. Eu li todo o Pornopopeia [livro de Reinaldo Moraes]”. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , ,
21/03/2011 - 16:11

O que você tem a dizer sobre o blog de poesias de Maria Bethânia?

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Show de Maria Bethânia no Caneção.Foto de Álvaro Riveros

Antes de abrir esse Diálogo Com o Leitor, que provavelmente gerará opiniões bastante polêmicas, é preciso que se compreenda que, com base na Lei Rouanet, à qual foi aprovado a captação de R$ 1,3 milhões para a criação de um blog em que a intérprete Maria Bethânia postará vídeos em que declamará poesias, o projeto seguiu regiamente uma lei por si mesma deficitária injusta.

Concordo com aqueles, inclusive os da classe artística, que pasmaram com a notícia, sobretudo pelo montante pedido por Bethânia como cachê para a execução de um projeto que, pareceu-me, louvável por sua proposta altruísta. Tampouco desmereço o aquilatado talento da “abelha rainha” da MPB em interpretar poesias, ou de Andrucha Waddington, cineasta responsável pelas filmagens, mas a questão é, mais do que  nunca, a urgência em  se pensar numa alternativa à Lei que permite ao departamento de marketing decidir qual artista é mais interessante apoiar financeiramente, ou seja, aquele que dará maior projeção midiática que valha o investimento da empresa.

E você, o que tem a dizer sobre a polêmica em torno do blog de poesias de Maria Bethânia?

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , ,
Voltar ao topo