Publicidade

Publicidade

02/12/2011 - 19:13

Espectador ganha o centro do palco em Cartas de Amor – Electropoprockoperamusical

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Depois de se apresentar em Brasília e Rio de Janeiro no ano passado, o espetáculo chega à cidade para duas temporadas no CCBB, a primeira até o dia 15 de dezembro e no ano que vem, de 11 de janeiro a 2 de fevereiro

"Cartas de Amor - Electropoprockoperamusical" - foto Guga Melgar

SÃO PAULO – Uma experiência inusitada: o espectador entra no teatro do CCBB-SP e é encaminhado para o centro do palco, com pequenos módulos dispostos aleatoriamente no espaço, com folhas secas jogadas no chão. Ao redor, quatro telões de vídeo e dois quartos, cada um com cama e uma pequena estante com monitor de vídeo. Os atores recebem as pessoas e indicam onde devem se sentar. Percebe-se então que o público fica onde seria a sala daquela casa semi-abandonada. Aos poucos, os atores se dirigem aos espectadores e recitam pequenos versos de amor ao pé do ouvido. Pronto, o clima está estabelecido para que Cartas de Amor – Electropoprockoperamusical tenha início.

As 14 instalações musicais — rock, pop, MPB— tratam de relações amorosas e conduzem a peça. O roteiro e as letras das músicas, de Flavio Graff, foram criados a partir de histórias encontradas em cartas de amigos dos componentes do grupo, em feiras de antiguidades, além de poemas e referências pessoais de Graff, que também assina a direção ao lado de Emílio de Mello. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , ,
30/08/2011 - 17:02

Internet e Stand-Up em questão

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Paulinho Serra - foto Bruno Polengo

Sem sombra de dúvidas, a Internet permite que novos humoristas, ou os Stand-Up Comedy, ganhem notoriedade. O Twitter de Paulinho Serra (@paulinhoserra10), por exemplo, com mais de 287 mil seguidores, exemplifica como as mídias sociais são poderosos aliados na formação das atuais celebridades. Abrindo a programação do segundo semestre do projeto Humor & Companhia – O Humor na Mídia e nas Artes, do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo, às 19h30 de hoje, será realizado o debate Internet: A Disseminação da Stand-Up.

Com a participação dos humoristas Rafael Cortez e Paulinho Serra, o debate será mediado pelo jornalista, cronista e escritor Xico Sá. Durante a discussão, Rafael Cortez e Paulinho Serra farão apresentações pockets de comédia stand-up.

O programa Humor & Companhia acontece mensalmente até novembro e tem por objetivo apresentar e discutir o humor que se faz hoje na mídia impressa, TV e internet e nas artes – cinema, teatro, circo, MPB, artes plásticas, literatura. Entre os artistas e intelectuais que ainda vão participar do ciclo estão Amir Haddad, Antonio Prata, Leda Catunda, Luís Alberto de Abreu, Tadeu Chiarelli e Tutty Vasques.

As senhas para o debate Internet: A Disseminação da Stand-Up devem ser retiradas com uma hora de antecedência, na bilheteria. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , ,
21/04/2011 - 11:27

Chico Diaz em seu primeiro monólogo nos 10 anos do CCBB

Compartilhe: Twitter

 Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone, parceiro do Aplauso Brasil

"A Lua Vem da Ásia"

Sob direção de Moacir Chaves, o ator adaptou a obra de Walter Campos de Carvalho, A Lua Vem da Ásia, e permanece no CCBB até 05 de junho
 
 

 

Dentro das comemorações dos 10 anos do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo, o ator Chico Diaz protagoniza o primeiro monólogo de sua carreira, A Lua Vem da Ásia, adaptação que fez da obra homônima de Walter Campos de Carvalho.

Num momento de reflexão sobre sua vida e carreira, Chico Diaz ganhou do diretor Aderbal Freire-Filho a obra de Campos de Carvalho. Apaixonado pela narrativa surreal do autor, Diaz fez a adaptação para o teatro, em que o narrador-personagem conta suas experiências, possíveis e impossíveis, que no fundo buscam o entendimento do mundo e de si mesmo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , ,
09/12/2010 - 22:06

E o palco do CCBB aguenta o peso de tantas feras!?

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

crédito Zineb Benchekchou

Não é questão de gordura, mas de competência. Nunca vi uma montagem com tantos grandes atores ao mesmo tempo. É o que acontece em “12 Homens e Uma Sentença”, em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil de quinta a domingo. Uma maravilha.

A peça traz como trama uma reunião de jurados para resolver se um réu é inocente ou culpado. A discussão começa com Genézio de Barros e Norival Rizzo e se alastra por todo o grupo. São eles José Renato (ator que fundou o Teatro de Arena), Oswaldo Mendes (um dos fundadores do Arte e Ciência na Palco), Brian Penido (do Grupo TAPA). Além deles, André Garolli, Eduardo Semerjian, Ivo Müller, Ricardo Dantas, Augusto César, Marcelo Pacífico, Riba Carlovich e ainda, o guarda, Fernando Medeiros. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , ,
02/12/2010 - 17:44

“12 Homens e Uma Sentença”: texto brilhante para interpretações sublimes

Compartilhe: Twitter

“12 Homens e Uma Sentença”, crédito Zineb Benchekchou

Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Peça de Reginald Rose, com direção de Eduardo Tolentino de Araújo, fica em cartaz até 19 de dezembro no CCBB-SP

Uma história instigante e envolvente com um elenco de 12 atores afinadíssimos e de muito talento. Essa é a impressão de quem assiste “12 Homens e Uma Sentença”, que fica em cartaz no CCBB até 19 de dezembro.
Originalmente a história foi criada para uma série de TV dos EUA nos anos 50, mas ganhou, pelas mãos do ator Henry Fonda, uma versão para o cinema, com direção de Sidney Lumet. Só em 1963 chegou aos palcos do mundo, sempre com muito sucesso. E pela primeira vez é encenada no Brasil, graças aos produtores Ana e Mário Paz, que convidaram Eduardo Tolentino de Araújo para a direção. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
30/08/2010 - 17:33

Lígia Cortez dirige peça mexicana inédita no Brasil

Compartilhe: Twitter

Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Depois de "Estrelas do Orinoco", Lígia Cortez dirige mais um texto latino-americano: "Mulheres Que Bebe, Vodka"

Empenhada em aproximar a dramaturgia latino-americana do público brasileiro, a atriz Lígia Cortez dirige Mulheres Que Bebem Vodka, do autor mexicano Victor Hugo Ráscon Banda, cuja estreia será nesta terça-feira (31), 19h30, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo.

Mulheres Que Bebem Vodka, pertencente ao grupo de autores nomeados Nova Dramaturgia Mexicana, conta, de maneira bem-humorada, a história de mulheres que emigraram da Polônia para o México atrás da própria sobrevivência, fugindo da guerra política ou, simplesmente, em busca de uma nova vida. Ewa (Selma Egrei) é produtora de casting para cinema e está escolhendo o elenco para o longa Estação Varsóvia, adaptação do romance de Joanna (Patrícia Gasppar) numa co-produção com o México e Estados Unidos. Ambas são amigas antigas que se perderam de vista na Europa e estão se reencontrando, após muitos anos, neste projeto. Aniela (Maria Manoella) e Bárbara (Martha Nowill) são atrizes candidatas ao papel de protagonista do filme. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , ,
16/06/2010 - 00:30

Temperos musicais brasileiros condimentam pratos musicais estrangeiros

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Masako Tanaka - Crédito - FabioMaciel

Em tempos de Copa do Mundo – e também fora desse tempo -, é clichê associar o Brasil como sendo o “País do Futebol”. Não que qualquer vitória não re-acende nossa chama patriótica, seja ela boa ou alienadora, mas é pertinente re-afirmar que o nosso verde e amarelo tem muitos outros tons em sua diversificada paleta de cores musicais. E a influência do país que, também, é da música poderá ser conferida na série Alma Brasileira que chega ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo nesta quarta-feira (16).

Nicolas Krassik - Crédito - Bruno Veiga

A série Alma Brasileira – que passou pelo CCBB de Brasília e do Rio de Janeiro –, traz três músicos internacionais – Masako Tanaka, Nicolas Krassic e Roland Dyens – debruçados nos ritmos, melodias e harmonias brasileiros, apresentando músicas confessamente influenciadas pela nossa.

O choro, o samba, a bossa nova, a tropicália e diversos compositores despertaram o fascínio nesses músicos estrangeiros que, agora, apresentam o resultado dessa influência. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , ,
11/04/2010 - 16:31

Agora é moda por aqui também

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Autor inglês, Mike Leigh, escreveu A FESTA DE ABIGAIL, encenada no Brasil pelo mesmo diretor

Quem gosta de ir ao teatro e está acostumado a ver uma história com começo meio e fim, ou com um tema comum e algumas conclusões, provavelmente está estranhando bastante muitos espetáculos que colocam os personagens numa mesma circunstância e só. Esse estilo foi teorizado por Hans Thyes-Lehmann (teatrólogo alemão) e se chama pós-dramático. Apresenta como que algumas fotografias de uma mesma circunstância sem busca de uma progressão ou lógica. Insisto em chamá-lo circunstancial e não teatro de situação, porque esse nome já foi usado por Sartre para denominar o teatro existencialista que acreditava que não nascemos com uma personalidade fixa, mas somos moldados pelos acontecimentos de nossas vidas. A turma do pós-dramático não acredita em nenhuma das duas coisas, apenas no caos.

Há peças como In On It (Teatro FAAP) ou mesmo Cachorro Morto (Teatro Imprensa) que guardam alguma proximidade com essas teorias. No entanto, quem casa inteiramente com elas são Cinema e Êxtase. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo