Publicidade

Publicidade

22/03/2012 - 19:41

Até hoje no SESC Vila Mariana

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Cia. Palácio das Artes comemora 40 anos com "Tudo Que se Torna um"

O espetáculo comemora os 40 anos da Cia de Dança do Estado de Minas Gerais. Com direção artística de Sônia Mota, traz 23 bailarinos em cena, luz de Pedro Pederneiras, figurino de Fábio Namatame, cenário de Felippe Crescenti e trilha sonora de Daniel Maia. A montagem ganhou o Prêmio SESC/SATED 2011 de Melhor Trilha Original e figurino

SÃO PAULO – Passagem do tempo, celebração, luto, memória e transição. Esses são alguns temas abordados no espetáculo de dança contemporânea Tudo que se Torna Um, na nova montagem da Cia. de Dança Palácio das Artes, de Belo Horizonte, que se apresenta até hoje, às 21 horas, no Teatro do SESC Vila Mariana.

Realizado pela Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, por meio da Fundação Clóvis Salgado, com a parceria do SESC São Paulo, o espetáculo tem a direção deSônia Mota, diretora artística da Cia. desde 2010, e integra a programação de comemoração dos 40 anos do grupo. O espetáculo venceu o Prêmio SESC/SATED 2011 de Belo Horizonte de melhor trilha sonora original, composta por Daniel Maia e melhor figurino de Fábio Namatame. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema, Multimídia Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
13/03/2012 - 16:13

Balagandança convida público para dançar

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Balagandança Cia. se apresenta no SESC Osasco

SÃO PAULO – No próximo domingo (18), 15h30, no SESC Osasco, a Balagandança Cia. apresenta seu mais recente trabalho, Dança em Jogo, espetáculo em que o público é convidado a participar.

Nesta apresentação a Companhia trabalha com o inusitado, desejando proporcionar sensações diferentes e surpresas a cada momento do espetáculo. Para tanto, usa seus recursos e conhecimentos e convida a plateia a criar uma “dança na hora”. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema, Notas e Oportunidades Tags: , , , ,
08/03/2012 - 23:37

Strindberg questiona o casamento tradicional

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Brincando com Fogo" - foto por Lígia Jardim

Com direção de Nelson Baskerville, a Cia Mamba de Artes apresenta Brincando Com Fogo, peça inédita no país, dentro das comemorações do centenário de morte do dramaturgo sueco

SÃO PAULO – Hoje em que se discute o modelo romântico de casamento, a montagem da Cia. Mamba de Artes da peça, inédita no Brasil, de August Strindberg, Brincando com Fogo, em cartaz na Caixa Cênica do SESC Pompeia, é mais do que bem-vinda.

Mesmo tendo sido escrita em 1891, a peça é atual justamente por colocar em cheque o casamento tradicional, muito conhecido e praticado por todos nós até hoje. Na montagem dirigida por Nelson Baskerville o público é surpreendido logo ao entrar: ao invés de uma sala comum de exibição, as pessoas se deparam com uma tenda inflável, em que os atores estão preparados para o início de uma cerimônia de casamento, e são, em seguida, conduzidas a se sentar nos dois lados da tenda. Somos ao mesmo tempo espectadores de teatro e convidados do casamento. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
23/02/2012 - 20:27

Prometeu abre mostra da Cia. Circo Mínimo

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Prometeu" - foto de Layza Vasconcelos

SÃO PAULO – As condições para o teatro de grupo, em que eles investigam novas formas em prol da ampliação de linguagens à serviço das artes cênicas, mesmo que a passos mui lentos avance com o surgimento e acepção de leis que ampare suas práticas – caso do Programa de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo – ainda são precárias, por isso chegar a seu 24º ano de existência é sim motivo de comemoração e a Cia. Circo Mínimo, criada em 1988 pelo ator e diretor Rodrigo Matheus, abre Mostra, em que apresenta cinco espetáculos de seu repertório,  21h desta sexta-feira (24) no Teatro União Cultural.

Cristiane Paoli Quito dirige o ator Ricardo Rodrigues no papel de Prometeu – responsável pelo furto do fogo dos céus o que, simbolicamente, possibilita a evolução da raça humana -, preso a mando de Zeus. O herói revela a causa de sua punição e revela a injustiça que lhe causam os poderosos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
07/02/2012 - 20:16

Cibele Forjaz abre ensaios de novo espetáculo da Cia. Livre

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

A diretora Cibele Forjaz

SÃO PAULO – A Cia Livre, de Cibele Forjaz, faz ensaio aberto do novo espetáculo A Travessia da Calunga Grande, nas duas próximas quintas-feiras (9 e 16), às 18 horas, no Galpão do SESC Pompeia e na Casa Livre, respectivamente.  A peça estreia para público dia 9 de março, no Galpão do SESC Pompeia.

Com dramaturgia de Gabriela Almeida, em processo colaborativo com a Cia. Livre e direção artística de Cibele Forjaz, a peça é baseada em Édipo Rei, de Sófocles, sob a ótica das relações entre África e Brasil.

O espetáculo e o projeto de pesquisa, tem patrocínio da Petrobrás e é contemplado pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo.

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
02/02/2012 - 17:00

Cia. Imaginários volta aos dramas kafkanianos

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

SÃO PAULO – Baseado na obra A Metamorfose, de Franz Kafka, a Cia. dos Imaginários volta com a peça Niklasstrasse, 36, sábado (4), às 21 horas, no Teatro Commune. A trama tem a direção de René Piazentin, responsável também pela adaptação do texto e  direção de arte.

Em cena, os personagens vividos pelos atores Aline Baba, Camila Nardoni, Luana Frez, Lucas Pinheiro e Mariana Viana revezam-se no papel de narradores da história.

“Uma nova temporada é sempre uma oportunidade para revisitar o próprio trabalho, especialmente quando ela não ocorre logo em seguida à primeira. É uma chance não só de levar a público novamente o trabalho, mas de olhá-lo com outro frescor. Como a temporada no Teatro Cacilda Becker foi curta, muitos nos perguntaram sobre a peça, achando que ela ainda estava em cartaz e acabaram perdendo a oportunidade de assistir. Esperamos que agora mais pessoas possam conhecer Niklasstrasse, 36“, diz o diretor. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , ,
27/12/2011 - 15:36

Razões Inversas celebra 21 anos apresentando seu repertório

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"Agreste" - Cia. Razões Inversas

SÃO PAULO – Uma das mais premiadas companhias teatrais do Brasil, a Cia. Razões Inversas, criada pelo diretor Marcio Aurelio e pelo ator Paulo Marcello, celebra seus 21 anos, ou seja, sua maioridade, apresentando quatro espetáculos de seu repertório que marcaram a trajetória da companhia. A partir de 07 de janeiro, o Espaço Parlapatões receberá as montagens A Bilha Quebrada, Agreste, A Ilusão Cômica e Anatomia Frozen. Os espetáculos serão apresentados até o dia 24 de março, com sessões sempre de terça a domingo.

Mostra

No mês de janeiro, o palco dos Parlapatões receberá os espetáculos durante a semana da seguinte maneira: Agreste, terças e quartas (21h); A Ilusão Cômica, quintas e sextas (21h) e aos sábados (21h) e domingos (20h), A Bilha Quebrada. Já Anatomia Frozen será apresentada aos sábados, à meia-noite.

Marcio Aurelio (centro) e elenco "A Ilusão Cômica" foto Denise Braga.

A partir de fevereiro, até o final da mostra, haverá uma mudança na grade: Agreste e A Bilha Quebrada passam a ter uma única sessão por semana, terças e quartas, respectivamente, e A Ilusão Cômica será às quintas e sextas (21h). Nesse mesmo período, a mostra da Razões Inversas divide espaço com os espetáculos dos Parlapatões aos finais de semana, mantendo Anatomia Frozen à meia-noite.

PROGRAMAÇÃO

A BILHA QUEBRADA

Foi o espetáculo que projetou a companhia na cena teatral de São Paulo, em 1993, recebendo três indicações para o Prêmio Shell , uma indicação para o prêmio Mambembe e duas outras para o APETESP. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , ,
27/10/2011 - 16:47

Cia. Teatro Rock aposta em musical alternativo

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

"Se essa rua fosse minha"

SÃO PAULO – Para aqueles que imaginavam ser os musicais uma febre passageira, a primeira década desse novo século comprovou que o que parecia ser momentâneo não apenas se firmou como exigiu aprimoramento de artistas e técnicos. Dentre as dezenas de superproduções que estrearam neste ano, Se Essa Rua Fosse Minha – O Amor nos Anos de Chumbo, de Marcos Ferraz, com a Cia. Teatro Rock, aposta numa linha diferente, seja em relação aos temas tratados, a pesquisa na forma dramatúrgica, bem como no modesto orçamento das produções.

“Somos  o ‘primo pobre’ do teatro musical (referência aos 55 mil que custou a produção de Se Essa Rua Fosse Minha em comparação aos 5 milhões que custou Cabaret), mas fazemos o que acreditamos. Gosto de algumas superproduções musicais, mas a preocupação da Cia. Teatro Rock é pesquisar uma linguagem dramatúrgica de musicais com produções mais baratas”,  diz Marcos Ferraz, também roteirista do programa Descolados,  da MTV.

Sob direção de Fezu Duarte e Marcos Okura, Se Essa Rua Fosse Minha inspira-se  na história  de amor impossível entre Romeu e Julieta, protagonistas da peça homônima do bardo inglês William Shakespeare, mas aqui, ao invés da inimizade das famílias Capuleto e Montechio, Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , ,
17/10/2011 - 17:06

A Troca entre Grupo e Comunidade

Compartilhe: Twitter

Tatiana Rehder

Diretora do Grupo Arte Simples de Teatro que realiza um projeto de residência artística na Comunidade de Heliópolis  na cidade de São Paulo.

www.artesimples.com.br

Arte Simples de Teatro comanda festival com jovens da comunidade de Heliópolis

Tenho imenso prazer em inaugurar o Espaço Grupos & Cias. Com um artigo tão interessante quanto esse da Tatiana Rehder, diretora do grupo Arte Simples de Teatro, que desenvolve um transformador trabalho com a comunidade do bairro Heliópolis, na periferia de São Paulo. Notável a consciência do trabalho contínuo, mesmo com verba escassa, conforme discorre Tatiana no artigo abaixo. Devemos atentar sobre a ética na conduta de trabalhos artísticos que envolvam comunidades e cobrar, SEMPRE, para que os órgãos públicos e, por que não?, privados entendam, de uma vez por todas, o poder transformador da a arte junto a uma comunidade e viabilizem, assim, sua continuidade.

(Michel Fernandes)

A Troca entre Grupo e Comunidade

Tatiana Rehder

Ao iniciar esse texto onde o tema é a troca entre grupo de teatro e comunidade, dei-me conta que, antes mesmo de começarmos nosso projeto de residência artística na comunidade de Heliópolis, a palavra “Troca” foi o que nos moveu até esse encontro. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, ESPAÇO GRUPOS & CIAS. Tags: , , , , , , , , ,
06/09/2011 - 23:12

Sandro Borelli apresenta sua nova coreografia

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

"Eu em Ti" - Cia. Borelli de Dança

Concebido, dirigido e coreografado por Sandro Borelli, Eu em Ti, nova coreografia da companhia de dança que leva seu nome, tem como fonte de inspiração a obra do pintor e poeta Ismael Nery, um dos ícones da vanguarda brasileira, estreia nesta sexta-feira (9), no Kasulo Espaço de Arte e Cultura.

Eu em Ti, título de um poema de Adalgisa Nery com quem Ismael Nery viveu por 12 anos e com qual era casado ao morrer em 1934, integra o projeto Muro de Arrimo contemplado pelo 10° Programa Municipal de Fomento à Dança da cidade de São Paulo.

O espetáculo, adaptação de Carne Agonizante criado para a Fundação Palácio das Artes de Belo Horizonte e incorporado ao repertório da Cia. Borelli de Dança, busca a combinação entre as linguagens teatral e da dança, tendo como inspiração “a abstração do corpo erótico e santificado, despojado de vida no tempo e no espaço em busca da preservação dos elementos essenciais à existência, concebendo o ser humano de forma espiritual. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo