Publicidade

Publicidade

23/11/2011 - 16:31

Maria Bethânia homenageia Chico Buarque de Holanda no Circuito Cultural Banco do Brasil

Compartilhe: Twitter

Edson Júnior,  especial para o Aplauso Brasil (Edson@aplausobrasil.com)

SÃO PAULO – Maria Bethânia homenageou na noite de ontem um de seus letristas prediletos: Chico Buarque de Holanda em um projeto especial , o Circuito Cultural Banco do Brasil, na casa de espetáculos Via Funchal.

A cantora que nos anos 1980 se intitulou como a melhor interprete de Buarque –  e teve sua afirmação corroborada pelo compositor -, trouxe à cena um recorte da obra  entre os anos 1960 e 1980 que povoou  e ampliou o universo  das artes em nosso país.

Sim, pois a criação de Chico vai além da música e ocupa o cinema, ballet e teatro , como bem lembrado  através de um fragmento da peça Gota D’Água , em que Bethânia vive Joana, a vingativa Medeia tropical, e emenda, ferida, a canção que dá título à peça de 1974.

De Calabar- o elogio da traição (1973), escrito em parceria com Ruy Guerra, Bethânia interpretou Não existe pecado ao sul do equador, Tire as mãos de mim, Cala a Boca Bárbara, Tatuagem. Do símbolo de resistência contra a ditadura escrito em 1967, Roda Viva, estiveram no repertório Sem Fantasia e a canção que dá título ao espetáculo.

Em 1974, intérprete e compositor estiveram juntos no palco do Canecão, no espetáculo Chico Buarque e Maria Bethânia (registrado pela gravadora Philips no ano seguinte). Deste show, Olê, Olá, Quem te viu, quem te vê, Noite dos Mascarados, foram inclusos e renderam os melhores momentos da apresentação marcada por saudosismo e pelo resgate histórico de clássicos do cancioneiro popular.

Bethânia compôs um repertório para além da criação individual, destacando os principais parceiros, como Ruy Guerra em Sonho impossível (versão de Impossible Dream) e Vinicius de Moraes em Gente Humilde, que pareceu tão triste e solitária, numa interpretação- lamento, de uma realidade social ainda desigual e pouco diferente desde sempre. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , ,
21/11/2011 - 15:07

Sandy, Bethânia e Lulu formam a tríade do Circuito Cultural Banco do Brasil

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Maria Bethânia canta Chico Buarque - foto Leo Aversa

SÃO PAULO – O Via Funchal recebe a partir desta segunda-feira (21), a série de shows do Circuito Cultural Banco do Brasil com shows inéditos de Sandy, Maria Bethânia e Lulu Santos, sob direção e idealização de Monique Gardenberg, que divide a curadoria com Toni Platão. Depois da capital paulistana, os shows do circuito seguem para Ribeirão Preto (6 a  8 de dezembro), Goiania (16 a 18 de dezembro) e Recife (18 a 20 de janeiro de 2012).

Hoje, Sandy interpreta clássicos do ídolo Michael Jackson, com quem dividiu o palco em 1993, quando a dupla Sandy & Júnior fez participação especial nas apresentações brasileiras do rei do pop; parte integrante de quase todos os álbuns (e são tantos!) da carreira da “abelha rainha”, uma das mais importantes intérpretes da música popular brasileira, Maria Bethânia,o compositor carioca Chico Buarque, bardo da alma feminina, ganha interpretação, somente de seu repertório, na voz de Bethânia,  no segundo (e já esgotado) show do circuito; Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
23/08/2011 - 15:34

André Garolli e Cia. Triptal celebram 20 anos

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

André Garolli, diretor da Cia. Triptal

Com a leitura dramática da peça Neblina, de Eugene O’Neill, às 19h de hoje na Oficina Cultural Oswald de Andrade, a Cia. Triptal, dirigida pelo excelente ator André Garolli, dá início à celebração de duas décadas da trupe que, nos últimos anos, desenvolve importante trabalho de resgate da dramaturgia menos conhecida do autor norte-americano.

A trama de Neblina conta a história de uma jovem mãe e seu filho sobreviventes de um naufrágio que passam a noite em um barco cercado por uma densa neblina que cai sobre a águas geladas do Atlântico Norte.

“Essa peça, escrita, em 1914 visa explorar a condição do estar perdido como metáfora central para a vida moderna”, explica André Garolli.

A leitura inaugura uma Exposição sobre o trabalho da Triptal – que iniciou sua carreira investigando o teatro de Maria Clara Machado, fundadora do Teatro Tablado (RJ), expoente do teatro para crianças, com o projeto Maria Clara Clareoude segunda à sexta das 10 às 21h e sábado das 10 às 17h.

TUDO GRÁTIS Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias, Multimídia Tags: , , , , , , , ,
22/03/2011 - 22:01

Fabiana Cozza faz roda de samba na choperia do SESC Pompéia

Compartilhe: Twitter

Edson Júnior, colunista colaborador do Aplauso Brasil

Edson Júnior, especial para o Aplauso Brasil (edson@aplausobrasil.com)

A paulistana Fabiana Cozza, uma das mais talentosas cantoras de samba da nova geração, fará uma animada roda de samba na choperia do sesc Pompéia dias 25 (sexta) e 26 (sábado) de março.

A intérprete traz no repertório clássicos do samba, samba-rock e algumas músicas de seus albuns O samba é meu dom e Quando o céu clarear, além de uma surpresa, um canto a capella que promete emocionar a platéia , algo que Fabiana faz como ninguém com sua segurança, presença de palco e sensibilidade para cantar esse idioma que é o samba.

Segundo Fabiana a apresentação “vai ser uma noite de samba, um baile muito animado para a choperia não sentar” o show terá uma atmosfera

paulistana dos anos 1970, pois o samba rock é uma  expressão cultural  dessa década em Sampa, sendo um destaque do show a pérola Falador passa mal  de Jorge Bem Jor.

Sem dúvida um programa imperdível, uma apresentação que irá aquecer e animar essas noites de outono na companhia talentosa de Fabiana Cozza.

Serviço:

FABIANA COZZA – Dias 25 e 26 de março, às 21h30, na Choperia do SESC Pompeia. Capacidade – 800 lugares. Censura – 18 anos. Ingressos – R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 SESC POMPEIA – Rua Clélia, 93. Telefone – 3871-7700. Acesso para deficientes físicos. Não temos estacionamento. Funcionamento da bilheteria do SESC Pompeia – de terça a sábado, das 9h às 21h e aos domingos, das 9h às 19h. Aceitam-se cheque, cartões de crédito (Visa, Mastercard, Diners Club International e American Express) e débito (Visa Electron, Mastercard Electronic, Maestro, Redeshop e Cheque Eletrônico). Para informações sobre outras programações, ligue 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , ,
21/12/2010 - 16:59

ProAC oferece mais R$ 10 milhões

Compartilhe: Twitter

Da Assessoria de Imprensa da SEC – Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo

O Governo de São Paulo acaba de disponibilizar mais R$ 10 milhões para o Programa de Ação Cultural (ProAC), da Secretaria de Estado da Cultura. A verba deve estar disponível a partir de 21 de dezembro para captação por artistas e produtores que tiveram seus projetos aprovados em 2010 pela Secretaria.

O ProAC oferece às empresas patrocinadoras a possibilidade de receber o valor empreendido como crédito de ICMS. Com esse novo aporte, a verba disponibilizada pelo Governo de São Paulo para o apoio a cultura por meio de renúncia fiscal chega a R$ 90 milhões este ano.

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , ,
02/12/2010 - 17:44

“12 Homens e Uma Sentença”: texto brilhante para interpretações sublimes

Compartilhe: Twitter

“12 Homens e Uma Sentença”, crédito Zineb Benchekchou

Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Peça de Reginald Rose, com direção de Eduardo Tolentino de Araújo, fica em cartaz até 19 de dezembro no CCBB-SP

Uma história instigante e envolvente com um elenco de 12 atores afinadíssimos e de muito talento. Essa é a impressão de quem assiste “12 Homens e Uma Sentença”, que fica em cartaz no CCBB até 19 de dezembro.
Originalmente a história foi criada para uma série de TV dos EUA nos anos 50, mas ganhou, pelas mãos do ator Henry Fonda, uma versão para o cinema, com direção de Sidney Lumet. Só em 1963 chegou aos palcos do mundo, sempre com muito sucesso. E pela primeira vez é encenada no Brasil, graças aos produtores Ana e Mário Paz, que convidaram Eduardo Tolentino de Araújo para a direção. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
16/05/2010 - 17:04

E você, está satisfeito?

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Pina Bausch - "A Sagração da Primavera" - foto - Heloísa Bortz

No desenlace desta Virada Cultural Paulista, cujas mais de 24 horas de atrações culturais são gratuitas, desejo saber de você, leitor do Aplauso Brasil, se a programação cultural em sua cidade – e, aqui, abro o contingente para além da capital paulista –, sobretudo a programação de teatro e dança, lhe satisfaz? Os temas que você gostaria de ver, estão em cena? São colocados a contento? Fazem você pensar sobre? Revelam novas experiências estéticas? Divertem?

Tantas são as perguntas como tantas podem ser as respostas. O fato é que o número de produções estreantes, pelo menos em São Paulo onde acompanho a cena mais de perto, aumentou, sem, no entanto, aumentar, em equivalência, novas buscas de formas para manipular a linguagem teatral, a ampliação da cartela de temas abertos a uma discussão um pouco mais profícua, ou – mesmo aos espetáculos cuja proposta de base seja o entretenimento – a apresentação de trabalhos que nos encante e/ ou nos divirta. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo