Publicidade

Publicidade

25/03/2012 - 20:33

Pina Bausch no Cinema: Encruzilhada Onírica de Linguagens

Compartilhe: Twitter

Macksen Luiz, especial para o Blog do Macksen Luiz , parceiro do Aplauso Brasilmacksenr@gmail.com)

"Dance, Dance, Senão Estaremos Perdidos", Pina Bausch

SÃO PAULO – O documentário de Wim Wenders sobre as criações de Pina Bausch é bem mais do que o registro das coreografias de uma das artistas mais instigantes do século 20. Pina 3D, filme de 130 minutos, que utiliza o 3D para aproximar o espectador da pulsão de gestos, que expressam feixe de tensões dramáticas num cenário de sentimentos em permanente fricção, justifica a definição da fundadora da companhia de Wuppertal de que seus bailarinos dançavam o teatro, teatralizavam a dança.

Na captação das imagens de coreografias e de depoimentos de membros da companhia e, mais parcamente, da própria Pina, Wenders é econômico nas palavras. Os closes e o olhar invadem, tridimensionalmente, a tela, como se a platéia pudesse penetrar na cena, perceber suores, ouvir arfares, acompanhar ritmos retirados de mãos batidas nos corpos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas, Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , , , , , , , ,
04/02/2010 - 15:18

Folias D’ Arte faz réquiem teatral

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michelfernandes@superig.com.br)

Folias D'Arte apresenta novo espetáculo

Folias D'Arte apresenta novo espetáculo

Depois dos premiadíssimos Otelo e Oresteia – O Canto do Bode o competente e instigante coletivo teatral, o Folias D’Arte, apresenta seu novo trabalho Êxodos – O Eclipse da Terra, com dramaturgia dos atores e Atelier de Escrita do português Jorge Louraço, parceiro do Aplauso Brasil com Estado do Crítico, dirigido pelo sempre surpreendente, Marco Antonio Rodrigues, a partir desta quinta-feira (4), 21h, que, segundo material de divulgação, é o réquiem de um ciclo que se completa com os dois espetáculos citados.

O norte do trabalho – que pretende falar sobre as imigrações reais e imaginárias – foram desde as experiências pessoais dos atores até inspiração das obras do escritor Gabriel García Marques e do fotógrafo Sebastião Salgado.

Por meio de seis personagens vindos dos quatro cantos do mundo, Êxodos – O Eclipse da Terra pretende retratar com lente de aumento a fuga humana, a fuga de territórios em que dantes estavam confinados. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , ,
21/09/2009 - 03:07

Espetáculo musical de Phedra D. Córdoba celebra 20 anos d’ Os Satyros

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michel@aplausobrasil.com)

phedrastranger

Phedra D. Córdoba, a Diva d' Os Satyros, estreia solo musical

 

Transexual, Phedra nasceu Rodolfo em Havana (Cuba) e, no final dos anos 1950, depois de ir ao Baile dos Enxutos no Rio de Janeiro (antigo baile carnavalesco como o Gala Gay), decidiu sair do casulo e desabrochar sua, já clara, alma feminina. Bailava, à época, dança flamenca com a bailarina, também cubana, Lupe Sevilla, com o nome artístico Felipe de Córdoba, em Revistas do antológico Walter Pinto. Agora, sob direção do premiadíssimo diretor Rodolfo García Vázquez, o lado vedete da atriz volta ao foco em espetáculo com releituras de músicas de Mercedes Sosa, La Lupe, Raul Seixas, U2, entre outras, como parte das comemorações dos 20 anos do grupo.

“Phedra: A Mulher Que Nunca Existiu”, título que deu aos manuscritos de seus diários, existe há muito mais tempo que sua matriz, Rodolfo Acebal, sobrinho(a) do ator Sergio Acebal,intérprete do famoso personagem Negrito no Teatro Allambra, um dos mais importantes de Cuba, além de renomada carreira cinematográfica  no início do século 20.

Ainda estudando em Havana, em plena puberdade, já se destacava nos bailados flamencos e dançou no corpo de baile da famosa Lola Flores e em diversos espetáculos até formar dupla com Lupe e tornar-se Felipe de Córdoba, dançando em Miami, Nova York, Buenos Aires, Panamá, em shows da dupla ou como atração de espetáculos de personalidades como Dalva de Oliveira.

  Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo