Publicidade

Publicidade

19/07/2012 - 07:19

Vida & Obra de um Tipo à Toa: um retrato do universo masculino

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Nova comédia de Mário Viana está em cartaz no Espaço dos Parlapatões

Novo texto de Mario Viana acaba de estrear no Espaço Parlapatões e mostra o conflito entre o escritor e seu personagem, o biógrafo e o biografado. Daniel Alvim assina a direção e divide o palco com Maurício de Barros

SÃO PAULO – Fina ironia e humor inteligente aliados a uma reflexão sobre a vida do homem contemporâneo. Esta é a proposta de Vida & Obra de um Tipo à Toa, peça inédita do dramaturgo, escritor e jornalista Mario Viana que estreou na última sexta-feira, no Espaço Parlapatões. Daniel Alvim está com dupla função neste projeto: além de assumir a direção, interpreta o escritor João, que tem como meta escrever a biografia de um homem, não um herói ou alguma personalidade importante, mas um cidadão comum, que frequenta a academia, o boteco, o futebol, as festas familiares e os encontros com os amigos para uma cervejinha.

Zezo, vivido por Maurício de Barros, é o escolhido, pois reúne estas características, ou seja, vive como a maioria dos homens de hoje em dia, é o típico homem comum.

A relação do biógrafo e do biografado é o que move a trama criativa e reflexiva de Viana. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , ,
10/07/2012 - 23:54

Daniel Alvim dirige e atua em comédia de Mário Viana

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

SÃO PAULO – Vida e Obra de Um Tipo à Toa, de Mario Viana, traz aos palcos paulistanos os atores Daniel Alvim e Maurício de Barros. Leopoldo Pacheco assina a cenografia e o figurino.  Estreia nesta sexta-feira (13), no Espaço Parlapatões.

O texto de Viana fala do encontro de dois homens numa academia de ginástica. João é escritor e quer escrever a biografia de seu colega Zezo, que acha a sua vida muito banal para ser transformada em livro. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , , , ,
07/06/2012 - 18:29

Elenco de Slavianski Baazar surpreende

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias*, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Daniel Morozetti e Gisa Guttervil em "Slavianski Bazaar"

SÃO PAULO – É assim com boa parte dos textos atuais. As personagens em alguns momentos creem que tiraram suas dúvidas e adquiriram certezas definitivas para, repentinamente, não saberem de nada  mais. Será que a TV é pior que o teatro ou ao contrário, devo trocar de par? Um retrato desses eternos conflitos é a peça Slavianski Bazaar, de Beto Bellini. E se o texto prende a atenção a encenação realmente encanta. É o próprio autor que dirige e deu certo.

É uma montagem com doze ótimos atores: Gisa Guttervil, Camilla Camargo, Daniel Morozetti, Heitor Saraiva, Ruy Andrade, Maria Carolina Mossele, Joana Pegorari, Danilo Amaral, Lilian Prado, Mateus Simões, Raquel Rosarouge, Ednor Messias. Estão citados por ordem de entrada. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas, DESTAQUE Tags: , , , , , , , , , , , ,
04/06/2012 - 22:33

Maria Miss é conto de Guimarães Rosa adaptado para o teatro

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Tania Castello dá vida à Maria Miss

Evil Rebouças transpôs para os palcos o conto Esses Lopes, que narra a trajetória de uma sertaneja que sofre nas mãos de homens machistas de uma mesma família. Sob direção de Yara de Novaes, estão no elenco Tania Casttello, Daniel Alvim e Cacá Amaral

SÃO PAULO – O universo de João Guimarães Rosa, com sua linguagem peculiar e a realidade do sertanejo das Minas Gerais, está retratado no espetáculo Maria Miss, que acaba de estrear no Teatro Eva Herz, e é uma adaptação do conto Esses Lopes, que está no livro Tutameia, do revolucionário escritor mineiro.

A trama é focada nas aventuras e desventuras de Flausina, que, ainda menor de idade, foi praticamente raptada por dois primos, os Lopes, e obrigada a viver ao lado deles. Homens rudes, machistas e violentos mantêm a garota sob o cabresto, mas Flausina — que sempre quis se chamar Maria Miss — consegue “domar” as feras e vira o jogo a seu favor. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
02/06/2012 - 17:29

OhAmlet re-estreia de graça na Oficina Cultural Oswald de Andrade

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Daniel Ortega em "OhAmlet"

SÃO PAULO – OhAmlet – do Estado de Homens e de Bichos é baseado na obra de Shakespeare e na fábula Amlet, de SaxoGrammaticus, e propõe uma reflexão sobre o poder no passado e presente, através do mito Hamlet. A dramaturgia e direção são de Evill Rebouças. A peça fez temporada no SESC Consolação, ano passado, e re-estreia na Oficina Oswald de Andrade, de graça, amanhã.

A encenação não reproduz o conteúdo dramático e épico das obras de Shakespeare e do historiador dinamarquês SaxoGrammaticus. O objetivo é investigar o caráter mitológico e provocar um diálogo com o mundo contemporâneo, explorando a confrontação com o mito e não a identificação. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , ,
23/05/2012 - 00:53

Conto de Guimarães Rosa ganha adaptação para o teatro

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Peça é baseada em "Esses Lopes", do escritor mineiro

SÃO PAULO – O conto de Guimarães Rosa, publicado no livro Tutaméia, ganha no teatro o nome de Maria Miss. A estreia é dia 29 de maio, terça, às 21 horas, no Teatro Eva Hertz, mas hoje haverá estreia para convidados. A Adaptação é de Evill Rebouças e a direção de Yara de Novaes. No elenco estão Tania Casttello, como Maria Miss, Daniel Alvin e Cacá Amaral.  Cenários e figurinos de Márcio Medina, luz de Wagner Freire e produção da Mesa 2 Produções.

A estreia marca o 45º aniversário de morte de João Guimarães Rosa e celebra os 45 anos do lançamento do livro Tutaméia, obra na qual pela primeira vez o escritor dá voz às mulheres. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
02/04/2012 - 22:59

Última semana para conferir O Filho Eterno

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Pai precisa aprender a lidar com a deficiência do filho

Charles Fricks, melhor ator do prêmio Shell/RJ, interpreta o pai que entra em crise com o nascimento do filho, portador de síndrome de down. Bruno Lara Resende assina a adaptação, do sucesso literário de Cristovão Tozza, e Daneil Herz, a direção

SÃO AULO – Depois de uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro, os paulistanos só têm até o próximo domingo (8) para conferir no Teatro Anchieta (SESC Consolação) O Filho Eterno, adaptação teatral do premiado livro de Cristovão Tezza que retrata a difícil relação de um pai com o nascimento de seu primeiro filho, portador de síndrome de down.

A transposição de qualquer obra artística de um veículo para outro é sempre delicada. Quando se trata de um livro que venceu diversos prêmios nacionais e internacionais (inclusive o prêmio Jabuti em 2008) a tarefa é ainda mais árdua. No entanto Bruno Lara Resende foi feliz na adaptação da história de Cristovão Tezza para os palcos: optou por um monólogo, o que acentuou ainda mais o drama do pai que é obrigado a lidar com suas próprias limitações diante do nascimento do primogênito, portador de síndrome de down. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
15/03/2012 - 17:20

As múltiplas Nises de Mariana Terra

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG  (Michel@aplausbrasil.com)

"Nise da Silveira", com Mariana Terra. Foto - Jackeline Nigri

SÃO PAULO – Uma personagem monumental feito a Dra. Nise da Silveira, uma das primeiras brasileiras a se formar em medicina, cujo mergulho nas veredas do Inconsciente, inspiração do mestre C. G. Jung, levou-a a negar a terapia à base de eletro-choque e tratar seus “doentes” com pinturas que revelavam imagens de seus inconscientes, merecia a multiplicação de instrumentos interpretativos para dar conta dessa imensidão de Nises. Em Nise da Silveira – Senhora das Imagens, roteiro e direção de Daniel Lobo, cuja temporada acaba de ser prorrogada hoje, no Teatro Eva Herz, a atriz Mariana Terra alcança a estatura de sua personagem.

A entrada da plateia no pequeno e aconchegante teatro localizado dentro da livraria cultura já é um convite a esquecermos o tempo acelerado de nosso cotidiano em favor de um tempo sagrado, em que o acelerado ritmo diário dá pausa ao mergulho no profundo em nós. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas, MICHEL FERNANDES RECOMENDA, Multimídia Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
01/03/2012 - 15:26

João Candido Portinari: “É a melhor peça de teatro que já vi em toda a minha vida”

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

"Nise da Silveira". Com Mariana Terra. Foto de Rafael Viana

SÃO PAULO – Certa vez, em alguma entrevista coletiva perdida na memória, um ator afirmou que o público de teatro paulistano é mais exigente que de outras praças brasileiras. Sendo assim, o espetáculo Nise da Silveira – Senhora das Imagens, de Daniel Lobo, tem motivos de sobra pra celebrar a temporada no Teatro Eva Herz cujas apresentações, sempre lotadas, recebem acalorados aplausos de uma emocionada plateia.

Com exata performance de Mariana Terra, senhora dos mais preciosos instrumentos dos artesão do palco: corpo, voz, inteligência e carisma, o solo ganha projeção multiplicada com visíveis recursos de plena consciência corporal e uma sinfonia vocal que dá tons e nuances diferentes a cada um dos personagens que contam a sublime trajetória da Dra. Nise da Silveira, uma das primeiras mulheres a se formar em medicina e que enveredou para o serviço psiquiátrico. Discípula de Jung , libelo da Liberdade, ela disse não ao eletro-choque, prática adotada nos hospitais psiquiátricos públicos, e introduziu a arte, especificamente a pintura, como terapia aos doentes mentais, fundando o Museu de Imagens do Inconsciente, entre tantos outros feitos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Dança, Música e Cinema, Matérias Tags: , , , , , , , , , , ,
28/02/2012 - 12:58

PRA QUEM É ADDAMS – número musical de A Família Addams

Compartilhe: Twitter

<a href="“>

Vídeo Divulgação

Autor: - Categoria(s): Multimídia Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo