Publicidade

Publicidade

16/02/2012 - 23:25

Teatro para curtir no carnaval

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG  (Michel@aplausobrasil.com)

Camila Morgado, Antonio Petrin, José Wilker e Vera Holtz

SÃO  PAULO – Se o Rio de Janeiro, Salvador, entre outras cidades, devem reinar as folias de Momo, a capital paulistana divide os festejos carnavalescos com a sequência de alguns espetáculos teatrais, cujas temporadas seguem normalmente e, em alguns casos, fazem apresentações especiais por esses dias. Saiba quais são algumas delas:

Dentre os espetáculos que recomendo está o irreverente e bem-humorado PPP@WllmShkspr.br, clássico dos Parlapatões, encenado pela primeira vez em 1998, sob as astutas, firmes e criativas mãos do diretor Emílio di Biasi. PPP…, uma divertida viagem por todas as obras do bardo inglês, William Shakespeare, contada em pouco mais de 90 minutos, utilizando hilários recursos reveladores da inventividade teatral em que Alexandre Bamba, Hugo Possolo e Raul Barreto estão imersos.

Não conte à mamãe

Praqueles que desejam assistir a espetáculos cuja forma e conteúdo seja o cerne do interesse, Luís Antonio Gabriela, com a Cia. Mungunzá, é ótima opção. Trata-sede um espetáculo-homenagem a  Luís Antonio, irmão do diretor da peça, Nelson Baskerville, que, no final dos anos 1980, embarcou para Bilbao (Espanha) como Gabriela e conquistou o auge na noite espanhola e o declínio depois de viciar-se e contrair o HIV. Na mesma categoria estão O Estrangeiro, com o ator Guilherme Leme, dirigido por Vera Holtz. Tudo é simples e direto: Meursault, personagem interpretado por Leme, narra sua trajetória enquanto veste um sóbrio terno preto sobre camisa e regata branca, uma cueca samba-canção branca e meias, também, brancas. O claro e o escuro permeiam toda a trajetória da personagem.

Monólogo é dirigido pela excelente atriz Vera Holtz

Holtz encanta, também, por sua interpretação pungente em Palácio do Fim, brilhantemente dirigido por José Wilker.

Para os fãs de musicais, o melhor do gênero é Cabaret, de Joe Masteroff, músicas de John Kander e  letras de Fred Ebb, sob magistral direção de José Possi Neto, cujo portentoso conjunto artístico deixará sua marca na antologia do teatro musical realizado no Brasil. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas Tags: , , , , , , , , ,
20/11/2010 - 13:40

Veja galeria de fotos de “O Estrangeiro”

Compartilhe: Twitter

Monólogo é dirigido pela excelente atriz Vera Holtz

LEIA TAMBÉM

Guilherme Leme esbanja segurança e talento em “O Estrangeiro

[slideshow id=21]

Autor: - Categoria(s): GALERIA DE FOTOS Tags: , , , , , , ,
17/11/2010 - 13:12

Guilherme Leme esbanja segurança e talento em “O Estrangeiro”

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Monólogo é dirigido pela excelente atriz Vera Holtz

O que realmente me encanta numa peça teatral é quando a proposta parece estar de acordo com as ambições dos artistas envolvidos na representação. Tudo é uma questão de comunicação. Dois pólos: um que emite, outro que recebe. Esse é o caminho seguido em “O Estrangeiro”, romance de Alberto Camus, cartaz do Teatro Eva Herz (só até domingo!), em que o ator Guilherme Leme esbanja segurança e talento alicerçado pela sólida direção da atriz Vera Holtz.

Tudo é simples e direto: Meursault, personagem interpretado por Leme, narra sua trajetória enquanto veste um sóbrio terno preto sobre camisa e regata branca, uma cueca samba-canção branca e meias, também, brancas. O claro e o escuro permeiam toda a trajetória da personagem.

A simplicidade do cenário – uma cadeira de madeira giratória, o teto e um linóleo brancos, que delimitam o claustrofóbico espaço cênico onde Meursault está confinado -, a iluminação formada por luzes sem outra cor senão o branco, além da sombra que sua diminuição provoca, contribui para a edificação da simplicidade e para que o público seja enlaçado pela narrativa, sem, no entanto, provocar uma catarse de comiseração por Meursault. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , , , , , , , ,
11/11/2010 - 17:37

Montagem inédita coloca romance de Albert Camus em cena

Compartilhe: Twitter

Guilherme Leme apresenta adaptação de "O Estrangeiro", de Camus

Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Guilherme Leme é o protagonista do monólogo “O Estrangeiro” e divide a direção com Vera Holtz

Com inúmeras atrações na cidade, como a Bienal Internacional de Artes, a Mostra Internacional de Cinema, o Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade Sexual, além de filmes concorridos em cartaz (“Tropa de Elite 2”, por exemplo), o público paulistano não pode deixar de assistir, no Teatro Eva Herz, à inédita montagem do clássico romance francês “O Estrangeiro”, de Albert Camus, com Guilherme Leme, que divide a direção com Vera Holtz e é o protagonista da peça.

Com uma linguagem direta, Meursault, um funcionário discreto que vive na cidade de Argel nos anos 1940, narra sua trajetória de vida com objetividade. Numa cadeira giratória, o ator está de camiseta e cueca brancas e à medida que relata sua experiência vai se vestindo. Aos poucos o espectador entende que ele vivia com a mãe e por necessidade precisou colocá-la no asilo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , ,
11/11/2010 - 12:37

Testes para participação de atrizes em filme estrangeiro

Compartilhe: Twitter

Já corrijo o título dessa nota, afirmando que o e-mail divulgando o teste para a participação de cinco mulheres num filme estrangeiro a ser rodado no Rio de Janeiro, não exige que as participantes sejam atrizes ou modelos profissionais.

O filme gira em torno de um grupo de amigos que passam as férias no Brasil. A seleção será feita pela produtora e não pela “Agência EmAção”.

As fotos tem que ser de biquíni, de frente e costas,  e podem ser amadoras.

Cachê de 8 mil – 20% da agência. Estadia e passagem (caso não seja do Rio) por conta da produtora.

Mais detalhes somente serão fornecidos às selecionadas.

Carla Bruna estará recebendo as fotos até o dia 16/11.

Enviar e-mails para Ricardo Almeida <agenciaemacao@yahoo.com>

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , ,
13/09/2010 - 13:58

Três anos de Teatro Eva Herz comemorados com programação especial e abertura de filiais

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Guilherme Leme apresenta adaptação de "O Estrangeiro", de Camus

Na última quarta-feira (8), o Teatro Eva Herz, com a estreia do monólogo Dos Escombros de Pagu, deu início às comemorações de seus três anos de atividade exemplar. Logo mais, com a leitura dramática de Ciranda, de Célia Forte, dirigida por José Possi Neto, começa uma semana de intensas atividades na unidade paulistana, culminando na inauguração de filiais do teatro em Brasília e Salvador.

Desde sua inauguração, dia 15 de setembro de 2007, que o Teatro Eva Herz, sob direção artística de Dan Stulbach, prima pela qualidade de sua programação, conforme declaração emocionada antes do início da estreia de Dos Escombros de Pagu, mais um espetáculo de inúmeras qualidades como a inspirada interpretação de Renata Zanetha e o belo texto de Tereza Silveira. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo