Publicidade

Publicidade

04/04/2012 - 17:43

Homenagem a Goethe do Festival de Curitiba ao Auditório Ibirapuera

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes*, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Wagner Antonio, Caetano Vilela e Germano Melo em coletiva de "Licht+Licht"

Com o núcleo paulistano da Cia. De Ópera Seca, o espetáculo Licht+Licht se apresenta, hoje e amanhã, na capital paranaense e dias 11 e 11 de abril, quarta e quinta-feira, em São Paulo

CURITIBA – Com direção de Caetano Vilela, o novo espetáculo do núcleo paulista da Cia. De Ópera Seca, Licht+Licht (Luz, Mais Luz), tem estreia nacional hoje na 21ª edição do Festival de Curitiba e nas próximas quarta (11) e quinta-feira (12) se apresenta no Auditório Ibirapuera que, devido à parceria entre o Itaú Cultural e o Festival, apresentará algumas produções que participaram da Mostra Oficial deste ano.

Em 2012, 180 anos após a morte do escritor alemão Johann Wolfgang von Goethe, o diretor Caetano Vilela concebeu um espetáculo que traz à cena, após o autor suas últimas palavras antes de morrer: “Licht mehr Licht” (Luz, mais Luz), um delírio em que vê seus personagens (Fausto/Mephisto, Werther/Willelm Meister e Margarida/Charlotte) em relações bem diferentes das imaginadas por ele.

O diretor conta que se baseou no ‘romance de formação’ do autor de Fausto, obra-prima de Goethe, pouco lido no Brasil Os Anos de Aprendizado de Wilhelm Meister para montar o texto e, também, se inspirou no universo operístico que lhe é familiar – além de assinar a iluminação de diversas óperas, ano passado dirigiu La Bohème, de Puccini. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
05/12/2011 - 18:01

Fabiana Cozza fala com exclusividade ao Aplauso Brasil

Compartilhe: Twitter

Edson Júnior, especial para o Aplauso Brasil (Edson@aplausobrasil.com)

Fabiana Cozza

SÃO PAULO – Confira a entrevista exclusiva que Fabiana Cozza concedeu ao Aplauso Brasil em que fica evidente sua seriedade, consciência social e  política de um cantar popular e sofisticado que espalham elegância e personalidade no cenário da Música Popular Brasileira.

Aplauso Brasil – Desde seu primeiro trabalho em estúdio, você transita entre regravações e canções inéditas, como é seu processo de seleção de repertório?

Fabiana Cozza – Canto somente o que me arrebata. Gosto de me sentir tomada pela música como amor à primeira vista. Não faço concessões à modismos ou quaisquer outros apelos.

AB – Tanto no palco quanto no estúdio é notória a teatralidade das suas interpretações, de onde vem essa expressividade cênica e essa interpretação vocal?

Fabiana Cozza – O mesmo tempo de carreira dedicado à música dediquei também a me desenvolver cenicamente pelo teatro e pela dança. Sempre tive bons profissionais de ambas áreas me orientando e o faço todas as vezes que inicio um novo projeto. O trabalho de interpretação está intimamente vinculado a uma dedicação à leitura e compreensão de signos e movimentos da cançãonior – falo aqui de gestual físico, musical, poético etc.

AB – No show em homenagem as divas do samba você impressionou a platéia com sua interpretação visceral de O canto das três raças, como se dá seu processo de criação? E quem é Clara Nunes para Fabiana Cozza. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Dança, Música e Cinema Tags: , ,
24/11/2011 - 15:22

A maturidade de Fabiana Cozza no SESC Vila Mariana

Compartilhe: Twitter

Edson Júnior (Edson@aplausobrasil.com)

Fabiana Cozza comemora 20 anos de trabalho lançando 3º CD

SÃO PAULO – Um hábito presente desde sempre na Música Popular Brasileira é batizar o primeiro CD com o nome do intérprete, Fabiana Cozza ez o caminho contrário, só agora, em seu 3º trabalho em estúdio seu nome dá título ao trabalho, a ser lançado no SESC Vila Mariana de sexta (25) a domingo (27). Poderemos ouvir um repertório de sambas inéditos e regravações que traduzem a maturidade de uma jovem e respeitada artista.

Fabiana que este ano já homenageou as divas do samba, interpretou sambarock e emocionou ao cantar Piaf, tanto aqui quanto na França, debruçasse agora com toda sua versatilidade ao celebrar 15 anos de carreira, sobre pérolas de Nei Lopes, Wilson Moreira, Wilson das Neves, Sombrinha, Wanderley Monteiro e Kiko  Dinucci.

Fabiana Cozza

25, 26 e 27 de novembro.

Sexta e sábado, às 21h e domingo, às 18h.

Fabiana Cozza em CD homônimo

Teatro 608 lugares.

Venda pelo sistema INGRESSOSESC, a partir de 01/11, às 14h.

R$ 32,00 (inteira); R$ 16,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 8,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

Não recomendado para menores de 12 anos

Acesso para pessoas com deficiências

Estacionamento: a partir de R$ 3,00

SESC Vila Mariana

Rua Pelotas, 141

Informações: (11) 5080-3000

0800-118220

www.sescsp.org.br

Siga-nos: @sescvilamariana

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Dança, Música e Cinema, Notas e Oportunidades Tags: , , , ,
22/03/2011 - 22:01

Fabiana Cozza faz roda de samba na choperia do SESC Pompéia

Compartilhe: Twitter

Edson Júnior, colunista colaborador do Aplauso Brasil

Edson Júnior, especial para o Aplauso Brasil (edson@aplausobrasil.com)

A paulistana Fabiana Cozza, uma das mais talentosas cantoras de samba da nova geração, fará uma animada roda de samba na choperia do sesc Pompéia dias 25 (sexta) e 26 (sábado) de março.

A intérprete traz no repertório clássicos do samba, samba-rock e algumas músicas de seus albuns O samba é meu dom e Quando o céu clarear, além de uma surpresa, um canto a capella que promete emocionar a platéia , algo que Fabiana faz como ninguém com sua segurança, presença de palco e sensibilidade para cantar esse idioma que é o samba.

Segundo Fabiana a apresentação “vai ser uma noite de samba, um baile muito animado para a choperia não sentar” o show terá uma atmosfera

paulistana dos anos 1970, pois o samba rock é uma  expressão cultural  dessa década em Sampa, sendo um destaque do show a pérola Falador passa mal  de Jorge Bem Jor.

Sem dúvida um programa imperdível, uma apresentação que irá aquecer e animar essas noites de outono na companhia talentosa de Fabiana Cozza.

Serviço:

FABIANA COZZA – Dias 25 e 26 de março, às 21h30, na Choperia do SESC Pompeia. Capacidade – 800 lugares. Censura – 18 anos. Ingressos – R$ 16,00 (inteira); R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

 SESC POMPEIA – Rua Clélia, 93. Telefone – 3871-7700. Acesso para deficientes físicos. Não temos estacionamento. Funcionamento da bilheteria do SESC Pompeia – de terça a sábado, das 9h às 21h e aos domingos, das 9h às 19h. Aceitam-se cheque, cartões de crédito (Visa, Mastercard, Diners Club International e American Express) e débito (Visa Electron, Mastercard Electronic, Maestro, Redeshop e Cheque Eletrônico). Para informações sobre outras programações, ligue 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , ,
11/01/2011 - 16:24

Comédia de suspense volta a ser encenada

Compartilhe: Twitter

Henrique Stroeter, Dan Stulbach e Danton Mello em "Os 39 Degraus"

Maurício Mellone, para o site Favo do Mellone parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Depois do sucesso do ano passado, Dan Stulbach, Danton Mello, Henrique Stroeter e Fabiana Gugli retornam ao Teatro Shopping Frei Caneca

Esse ano em São Paulo, ao contrário de anos anteriores, a temporada teatral logo na primeira semana de janeiro começou com estreias e re-estreias. Talvez em virtude de o Carnaval 2011 acontecer somente em março, as companhias e os produtores de teatro resolveram encurtar as férias de fim de ano e o público paulistano já pode curtir as novidades do palco ou assistir a sucessos do ano passado.

É o caso da comédia de suspense Os 39 Degraus, de Patrick Barlow, que voltou ao cartaz no Teatro Shopping Frei Caneca, no último final de semana, com temporada prevista até 13 de março. Em quatro meses de temporada em 2010 foram mais de 70 mil espectadores e pelo que se viu nessa reestréia, outros tantos irão conferir a comédia, baseada no filme de Alfred Hitchcoock, que ganhou tradução de Clara Carvalho e Alexandre Reinecke, que também é o diretor da peça. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
27/08/2010 - 19:03

Dan Stulbach protagoniza comédia em homenagem a Hitchcock

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Peça homenageia Hitchcock

Sucesso na Broadway, em Nova Iorque, e no West End, em Londres, onde está, simultaneamente, em cartaz, 39 Degraus (The 39 Steeps) estreia amanhã, 21h, no Teatro do Shopping Frei Caneca.

Trata-se de uma comédia de suspense escrita por Patrick Barlow em homenagem ao mestre do suspense, o cineasta inglês Alfred Hitchcock (1899-1980), que leva o nome de uma de suas obras-primas, 39 Degraus, dos anos 1930, com um forte tempero de humor.

Dan Stulbach interpreta o sedutor Richard Hannay que leva a agente secreta alemã, Annabella Schimit (Fabiana Gulli) e, na manhã seguinte, ela aparece assassinada. Esse é o estopim para que comece a fugir da polícia que o temo com único suspeito, além de seguir as pistas reveladas por Annabella, salvar a Inglaterra e livrar-se da acusação. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
05/04/2010 - 20:41

Com o dedo na ferida

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Elenco de GORDA

Você é uma pessoa preconceituosa? Não vale responder sem antes ter ido assistir à maravilhosa peça Gorda (quanto pesa o amor), em cartaz no teatro Procópio Ferreira, sextas e sábados, 21h30, e domingos às 19h. Pra lá de imperdível. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , ,
09/03/2010 - 19:11

Fabiana Karla é Gorda

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Fabiana Karla e Michel Bercovitch (indicado ao Prêmio Shell de Teatro 2009 pelo desempenho em GORDA)

A dramaturgia de Neil Labute vem ganhando um grande espaço no teatro brasileiro contemporâneo. Primeiro houve a encenação de Baque, sob a direção de Monique Gardenberg, em 2004. Ano passado, Antônio Fagundes estreou Restos, também do autor norte-americano. Agora, chega a São Paulo – sexta-feira (12), no Teatro Procópio Ferreira – depois de uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro, Gorda. Quem assina a direção do espetáculo é o, consagrado dramaturgo e diretor, argentino Daniel Veronese.

Gorda fala do amor entre Tony e Helena, cujo principal rival é o preconceito da sociedade contemporânea, obcecada pela imagem.

Fabiana Karla e Michel Bercovitch – indicado ao Prêmio Shell Rio de Janeiro, na categoria de Melhor Ator 2009, por esta peça –, interpretam o casal Helena e Tony. Para a atriz, com vasta experiência em papéis cômicos, esta é sua primeira atuação em uma peça que, além de uma divertida comédia, traz uma abordagem provocativa sobre a sociedade contemporânea e seus preconceitos. Mouhamed Harfouch e Flávia Rubim completam o elenco. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo