Publicidade

Publicidade

11/07/2012 - 20:38

A delicadeza do ser singelo seduz em Facas nas Galinhas

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

"Facas nas Galinhas" no Espaço da Companhia do Feijão

SÃO PAULO – Num primeiro momento ela sabe pouco. Sua trajetória desconhece a metáfora, a poesia que se atinge ao moldar as palavras. Para ela, o que se diz é o que se diz e ponto, sem a virgula que pode esculpir as ideias. Aos poucos, a Mulher do Lavrador descobre que também tem  nome e poesia dentro de si e, essa trajetória seduz o público que lota o aconchegante Espaço do Feijão para assistir Facas nas Galinhas, do escocês David Harrover (Blackbird), em cartaz apenas até domingo (15).

A atriz Eloísa Elena dá vida à personagem que, aos poucos, descobre o sentido das coisas e o prazer em ser. Casada com um rústico Lavrador (Cláudio Queiroz), mais atencioso com seus cavalos do que com a esposa, daí ser chamado de potro, é incumbida de levar os pesados fardos de grãos para sua moenda, no Moleiro (Thiago Andreuccetti) da cidade, figura mitificada pelas pessoas como feiticeiro e assassino da mulher e filho.

A Mulher, instruída pelo marido que ficara cuidando de uma égua prenha, chega absolutamente hostil. Quando, finalmente aceita esperar seus grãos serem moídos na porta da casa do Moleiro, descobre que há mais que se pode apreender das coisas da vida do que sua limitada edu Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas, MICHEL FERNANDES RECOMENDA Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
01/06/2012 - 18:30

Autor de Blackbird volta em Facas nas Galinhas

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (michel@aplausobrasil.com)

Francisco Medeiros dirige "Facas nas Galinhas", do escocês David Harrower

SÃO PAULO – Após arrebatar a plateia paulistana com Blackbird, sua estreia no Brasil, o dramaturgo escocês David Harrower tem seu texto Facas nas Galinhas encenado por Francisco Medeiros. Produzido pelo Barracão Cultural, o espetáculo estreia hoje no Espaço da Companhia do Feijão.

Eloísa Elena (em memorável interpretação n’A Mulher Que ri) é uma jovem mulher que vive em uma aldeia qualquer num tempo indefinido. Casada com um camponês opressor adúltero, ela tem um encontro com o odiado moleiro (dono do moinho) local que a impulsiona no percurso da descoberta de si mesma.

Segundo o diretor Francisco Medeiros, Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
09/03/2012 - 01:51

Folias apresenta show musical inspirado no bairro que sedia o grupo

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso  Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

Nani de Oliveira e Pedro Lopes em "A Saga Musical de Cecília..."

SÃO PAULO – Um argumento do ator e músico Dagoberto Feliz deu o start para que a companhia Folias D’ Arte criasse o espetáculo A Saga Musical de Cecília… (desde  priscas eras até os dias de hoje no pedaço de terra dividida que carrega o seu santo nome), que recorre à histórias, tipos e personagens que povoam o bairro paulistano de Santa Cecília, onde está sediado o grupo.

Com dramaturgia de Carlos Francisco, direção do ator Danilo Grangheia e direção musical de Bruno Perillo, A Saga Musical de Cecília… estreia hoje no Galpão do Folias.

Segundo o diretor a “história” de A Saga Musical de Cecília… é uma junção de “devotos, sonhadores, miseráveis, artistas, moradores e transeuntes para (re)contar uma história que se constrói diariamente neste centro babilônico paulistano, a Santa Cecília, Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
08/03/2012 - 17:08

A Vingança do Espelho homenageia Zezé Macedo

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Peça de Flávio Marinho faz parte do projeto "Trilogia da Comédia"

SÃO PAULO – A criadinha do Brasil, Greta Garbo brasileira, Carlitos de saias. Tantos apelidos foram dados para Zezé Macedo, uma das maiores comediantes brasileiras. A Vingança do Espelho: A História de Zezé Macedo, projeto idealizado por Eduardo Barata, dirigido por Amir Haddad, e com Betty Gofman, Tadeu Mello, Mouhamed Harfouch, Marta Paret e Marcelo Várzea no elenco, estreia no Teatro Vivo, nesta sexta-feira (9), 21h30, cumprindo temporada sempre as sextas às 21h30, sábados às 21h e domingo às 19h, com preço único promocional de R$10 na primeira semana de espetáculo.

“Homenagear Zezé Macedo não é só resgatar a memória das atrizes populares é também relembrar como é possível fazer uma linha interpretativa sofisticada, elegante, popular e extremamente brasileira”, esclarece Flávio Marinho autor da peça.

O espetáculo faz parte do projeto “Trilogia do Riso”, idealizado e produzido por Eduardo Barata, que conta a trajetória pessoal e profissional de grandes damas das comédias e das chanchadas: A Garota do Biquíni Vermelho, que homenageia Sônia Mamed; A Vingança do Espelho: A História de Zezé Macedo, sucesso de público e crítica durante a temporada no Rio de Janeiro e Consuelo Leandro, que será dirigido por Ernesto Piccolo.

“Comecei a pensar neste projeto em 2007. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
07/10/2011 - 22:19

Exposição sobre Besteirol coloca público no clima do gênero

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Idealizada pelo ator Maurício Machado, em cartaz no Teatro N.Ex.T. com o

Luís Francisco Wasilewski, curador da mostra "Assim Era o Besteirol"

monólogo Solidão – A Comédia, de Vicente Pereira, a exposição Assim Era o Besteirol conta a história do gênero batizado de “Besteirol”, dos primórdios, quando Ney Matogrosso traz Vicente a São Paulo para trabalhar como cenógrafo e figurinista do grupo musical Secos e Molhados a sua consagração de Pereira como um dos principais nomes da dramaturgia cômica carioca dos anos 1980 para que o público entre no clima do gênero..

“Inicialmente seria uma homenagem a Vicente, mas a coisa tomou uma proporção maior e acabamos por homenagear o gênero. Adotei como linha mestra mostrar o que foi o Teatro Besteirol. Uma ideia que surgiu da diretora de arte, Maíra Knox foi a de colocar frases que estavam em minha dissertação de Mestrado. Selecionamos frases de Vicente Pereira, da entrevista que (Miguel) Falabella me concedeu e outras que situavam a importância desta forma teatral.Outra excelente ideia da Maíra foi a criação de uma árvore que mostra as ramificações dos artistas do Besteirol”, conta o pesquisador e crítico teatral Luís Francisco Wasilewski, curador da exposição e colaborador do Aplauso Brasil.

Para traçar a história do gênero teatral que marcou a década de 1980, sobretudo a carioca, que segundo Luís Francisco “se caracteriza como um tipo de comédia que fazia uma crônica dos costumes da sociedade brasileiro nos anos 1980. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , ,
24/06/2011 - 16:08

Espectros é atração irresistível para um público adulto

Compartilhe: Twitter

Afonso Gentil, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Nelson Baskerville e Clara Carvalho em "Espectros"

Espetáculo embalado pelo zelo na sondagem das almas humanas de dramaturgos da envergadura do norueguês Henrik Ibsen (1828-1906) com participação, cem anos após a morte do criador, Ibsen, de Ingmar Bergman (1918-2007), papa do psicologismo abismal, Espectros provoca no espectador um  prazer  racional  em mentes adultas privilegiadas.

Adultas, por que em sintonia com o sublime dos questionamentos do homem e da sua culpa, fazendo da nossa espécie manobra dos deuses, acredite-se neles ou não. Há nesta primorosa análise do texto da dupla Ibsen/ Bergman pelo diretor Francisco Medeiros, um fator que faz o espetáculo alçar voo para além do Realismo. É o tom de tragédia clássica que fez a imortalidade dos míticos herois/ heroinas de Ésquilo, Sófocles e  Eurípides. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , ,
27/05/2011 - 17:33

Equipe de renomados artistas não garante espetáculo bem-sucedido

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Elenco de "Espectros"

Nem sempre a junção de artistas de qualidade comprovada em trabalhos anteriores é garantia de bem-sucedida parceria. Esse é o caso da montagem de Espectros que está em cartaz apenas até o dia 19 de junho no Teatro SESC Anchieta (SESC Consolação), cuja encenação fica dividida entre a busca pela contemporaneidade da obra, enxertando palavras que soam atuais, e uma tentativa de aproximação com a época em que o norueguês Henrik Ibsen  escreveu o texto (1881), caso dos figurinos de época, por exemplo.

Ibsen adianta a discussão sobre a legibilidade da paternidade e o quanto o poder do capital capacita o mais rico a modificar a realidade dos fatos quando esta lhe é desfavorável que desenvolverá, com maior mérito, em O Pato Selvagem (1884).

A trama gira em torno da família da Senhora Helene Alving (Clara Carvalho) e os desdobramentos das intrigas relacionadas ao passado de seu falecido marido. Seu filho único, Osvald (Flávio Barollo) está de volta a sua casa. Na véspera da inauguração do orfanato que Helene ergueu em suas terras, Jacob (Plínio Soares), pai de Regine (Patrícia Castilho), marceneiro que trabalhou na construção do orfanato, vem pedir que a filha o acompanhe em seu projeto de mudança para a cidade. O Pastor Manders (Nelson Baskerville), gestor dos bens da família Alving, chega à propriedade e reitera o pedido do pai de Regine. Helene conta o segredo que envolve seu passado ao Pastor Manders e, a partir de então, a história toma rumos que buscam surpreender o público.

Eis aí o problema: Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , ,
28/10/2010 - 06:27

Pioneiro na inserção de gays, teatro besteirol ganha livro

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o MixBrasil

Imprensa Oficial de São Paulo lança na quinta-feira livro sobre o teatro besteirol

Luís Francisco Wasilewski, autor do livro

Em meio à Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, a Coleção Aplauso da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, coordenada pelo crítico de cinema Rubens Ewald Filho, realiza festa no 4º andar do Shopping Frei Caneca para comemorar seu sucesso na recuperação das artes brasileiras e lançar mais 50 livros. Dentre os novos títulos está “Isto é Besteirol – O Teatro de Vicente Pereira”, de Luís Francisco Wasilewski, que entre os principais autores do gênero estão, além de Vicente, Mauro Rasi, Miguel Falabella e Pedro Cardoso.

CLIQUE AQUI pra ler a matéria na íntegra.

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , ,
09/09/2010 - 20:24

Esses ingleses nº 1: O Amante, de Pinter

Compartilhe: Twitter

Afonso Gentil, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Peça de Harold Pinter tem direção de Francisco MedeirosBem longe das esquisitices praticadas por alguns setores do teatro alternativo, esperando, talvez, terem em troca a glória eterna dos seus pares, este movimentado 2010 tem possibilitado um enriquecedor contato com textos ingleses contemporâneos.

Sempre se soube que um bom texto é a garantia de, pelo menos, 50% do êxito artístico de uma montagem teatral. E, nesse nicho, os ingleses são infalivelmente eficientes, quando não brilhantes (Bernard Shaw, Oscar Wilde, Harold Pinter, John Osborne, Mike Leigh…). Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , ,
04/06/2010 - 19:55

Milkshakespeare estreia em Porto Alegre

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

"Milkshakespeare" estreia em Porto Alegre - crédito Vilmar Carvalho

Julio Zanotta Vieira é um dos dramaturgos mais representativos do Rio Grande do Sul. Suas criações no início da década de 1980. Tornaram-se antológicas no teatro gaúcho. Vencedor do Prêmio Funarte de Dramaturgia 2003, este texto inédito de Julio Zanotta Vieira chega aos palcos sob a direção de Camilo de Lélis. Milkshakespeare, com estreia dia 11 de junho, às 20h, é um espetáculo que foi concebido especialmente para o palco do Arena.  A temporada será nas sextas, sábados e domingos, sempre às 20h.

A montagem da Cia. Teatral Face & Carretos vem acompanhada da volta do encenador Camilo de Lélis com suas criações. Caracterizado por uma contínua renovação e busca pela diversidade, tanto de autores, como de linguagem e estilo de espetáculos, a Cia propõe uma história que traz de volta à vida o personagem William Stanley, que assegura ser o verdadeiro autor das peças atribuídas a William Shakespeare, e está disposto a tudo para fazer sua autoria ser reconhecida.

No elenco estão quatro atores: Eduardo Mendonça, Felipe de Paula, Juliana Kussler e Renata de Lélis. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , ,
Voltar ao topo