Publicidade

Publicidade

07/10/2009 - 17:02

The Perfect Human, coreografia da Candoco, questiona o humano perfeito

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michel@aplausobrasil.com)

 

Foto da coreografia <i>The Perfect Human</i> foto de Shechter

Foto da coreografia The Perfect Human foto de Shechter

 

Uma das duas coreografias que compõem o programa que a Candoco, companhia de dança contemporânea inglesa, que abre oportunidade para artistas com diferentes possibilidades físicas, propõe o questionamento do conceito de perfeição humana em The Perfect Human, do bailarino Hofesh Scherchter. 

 

 

O coletivo que congrega pessoas com e sem algum tipo de deficiência física e que conquistou os atentos e rigorosos louros da crítica especializada européia, não como concessão aos profissionais deficientes, mas pela excelência de seus trabalhos, a Candoco tem o costume de trabalhar com coreógrafos convidados, caso de Hofesh, ex-integrante da Batsheva Dance Company, de Israel, e não foi nada insuspeito que lhe chamasse a atenção a questão do real significado da perfeição corporal, tornado leitmotiv do trabalho. 

Em entrevista a Michel Fernandes, o bailarino e diretor artístico da Candoco, Pedro Machado, fala sobre o trabalho da companhia, sobre The Perfect Human, sobre os conceitos da Candoco sobre o humano perfeito e a deficiência, a atuação educativa do coletivo, entre outros.

LEIA ENTREVISTA COMPLETA NO ÚLTIMO SEGUNDO

CLIQUE AQUI para assistir o vídeo-promocional da Candoco

CLIQUE AQUI para conferir a Galeria de  Fotos

Dias 7 e 8 de outubro – Apresentações para o público

Teatro Alfa.  21h. Ingressos: R$ 30,00 e R$ 60,00 com venda de meia entrada. Classificação etária: 16 anos. 

Teatro Alfa /Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro – próximo à Ponte Transamérica/ Horário: 21h (em 7 e 8 de outubro) / Ingressos: R$ 30,00 e R$ 60,00 com venda de meia-entrada / Classificação etária: 16 anos / Vendas de Ingresso: 11 5693.4000

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , , , , , ,
06/10/2009 - 23:48

Assista a um vídeo-promocional com as coreografias que a Candoco apresenta no Teatro Alfa

Compartilhe: Twitter

<a href="“>

Dias 7 e 8 de outubro – Apresentações para o público
Teatro Alfa
Horário: 21h
Ingressos: R$ 30,00 e R$ 60,00 com venda de meia entrada.
Classificação etária: 16 anos

Dia 9 de outubro – Apresentações ONGS, instituições e escolas públicas
Teatro Alfa
Horário: 15h
Entrada gratuita: mediante inscrição prévia pelo e-mail: candoco@doblecom.com.br
Classificação etária: 16 anos

Teatro Alfa /Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro – próximo à Ponte Transamérica/ Horário: 21h (em 7 e 8 de outubro) / Ingressos: R$ 30,00 e R$ 60,00 com venda de meia-entrada / Classificação etária: 16 anos / Vendas de Ingresso: 11 5693.4000

Autor: - Categoria(s): Multimídia Tags: , , , , ,
05/10/2009 - 15:10

Centro Cultural São Paulo traz a Candoco a encontro de improvisação em dança aberto ao público

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michel@aplausobrasil.com)

<i>The Perfect Human</i>/ Créditos Shechter

The Perfect Human/ Créditos Shechter

 

Em sua terceira visita ao Brasil, segunda a São Paulo, a Candoco, companhia inglesa de dança contemporânea, participa do E! Encontro de Improvisação que o Centro Cultural São Paulo (CCSP) abre ao público nesta terça-feira (6), do meio-dia até 13h30, na Sala Adoniran Barbosa.

Uma das características que mais costuma chamar a atenção da mídia ao se referir à companhias que, como a Candoco, inclui em seu corpo artístico bailarinos com e sem deficiências físicas aparentes, é, exatamente, a inclusão desses em detrimento das qualidades artísticas dos mesmos. Como cadeirante, ou seja, pessoa que utiliza cadeira de rodas para se locomover, acho essa linha de raciocínio equivocada e empobrecedora, vez que desviamos nosso foco de atenção e ofuscamos o quão interessante pode ser essa interação de diferentes possibilidades corporais.

 “Para nós a inclusão sempre foi tão inquestionável que permitiu que nos concentrássemos na qualidade, já que não precisássemos provar nada. O importante é se concentrar no trabalho”, afirma Pedro Machado, filho da escritora Ana Maria Machado de livros infanto-juvenis, um dos diretores artísticos da companhia.

Pedro defende que a dança “ Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo