Publicidade

Publicidade

12/03/2012 - 19:59

Começa hoje o V Festival Ibero-Americano

Compartilhe: Twitter

Companhia portuguesa apresenta "Punhado de Terra"

SÃO PAULO – O V Festival Ibero-Americano será aberto com uma cerimônia onde será homenageada a atriz Cleide Yaconis, um dos maiores ícones do teatro brasileiro. Em seguida, haverá a apresentação de Luis Antonio – Gabriela, de Nelson Baskerville, que recebeu o Prêmio APCA de melhor espetáculo de 2011, indicação para melhor espetáculo no Prêmio Bravo, cinco indicações ao Prêmio Shell e três indicações ao Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro.

A Fundação Memorial da América Latina realiza o V Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo de 12 a 18 de março. Serão apresentadas 18 montagens teatrais provenientes de sete países, sendo que onze delas são do Brasil, duas do Uruguai e as outras cinco dividem-se entre Espanha, Paraguai, Argentina, México e Portugal.

CLIQUE AQUI para ver a programação.

Também estão programadas três mesas de debates coordenadas pela atriz, diretora e presidente da Associação dos Produtores de Espetáculos Teatrais do Estado de São Paulo (Apetesp), Analy Alvarez. Ela traz como convidados os professores Chico de Assis e Ewerton de Castro, além do diretor Nelson Baskerville, para discutir “a arte de escrever para o teatro”, “a diferença entre atuar e interpretar” e “os desafios do encenador”.

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , ,
02/09/2010 - 20:23

Começa hoje o Mirada

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

"Espia Una Mujer Que Se Mata"

Dada a largada para a primeira edição do Mirada – Festival Ibero-Americano de Teatro – do SESC de Santos que homenageia o teatro argentino nessa edição.

Com programação diversificada, além de espetáculos do Brasil, México, Colômbia, Espanha e Portugal, entre outros, o Mirada terá exposições, lançamento de livros e atividades formativo-educativas.

"Urtain"

LEIA TAMBÉM


Vem aí o festival ibero-americano do SESC


Uma cultura que provoca e educa é foco de Mirada



Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , ,
10/08/2010 - 03:43

Uma cultura que provoca e educa é foco de Mirada

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Peça argentina, "Lote 77"

O diretor regional do SESC SP, Danilo Santos de Miranda clarificou dois pontos de seu ideário. Um deles diz respeito à vocação educativa do SESC – “nenhuma ação cultural do SESC está desvinculada de uma ação educativa” -, o outro tem a ver com o que imagina sobre a arte: “a arte que não provoca é entretenimento”, recorreu à citação do sociólogo e pensador francês, Edgar Morin.

Com base em tais definições e nas atividades que permeiam as apresentações que ocuparão desde teatros tradicionais a espaços abertos dos bairros periféricos de Santos, objetivando transformar esses espaços públicos por meio do teatro, atividades como mesas-redondas, bate-papos, exposições, lançamento bibliográfico etc., tem, também, a vocação da formação do público que comparecer ao Mirada tornando-o mais crítico e preparado.

"El Foc Del Mar", espetáculo espanhol

LEIA TAMBÉM Vem aí o festival ibero-americano do SESC

Saiba mais sobre o Mirada clicando aqui.

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , ,
09/08/2010 - 18:50

Vem aí o festival ibero-americano do SESC

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

"El Dessarollo de la Civilización Venidera", do dramaturgo e diretor argentino Daniel Veronese

Numa solene e teatral cerimônia iniciada com o ator Cacá Carvalho interpretando poemas de autores como Kaváfis e Fernando Pessoa, o SESC São Paulo abriu a noite da última quinta-feira para anunciar o Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos que trará cerca de 31 espetáculos de 12 países diferentes entre 2 e 11 de setembro na cidade de Santos.

Essa primeira edição do Mirada que, segundo Danilo Santos de Miranda (Diretor Regional do SESC SP), pretende “aproximar culturalmente” os países latino-americanos, bem como os pertencentes à península ibérica (Espanha e Portugal), é dedicado ao teatro argentino, precisamente o que se produz nas artes cênicas de Buenos Aires.

“Não acredito num acordo entre países se não houver, também, uma interação cultural”, afirmou Danilo Santos de Miranda.

Assertivamente, Danilo pontuou que, apesar da proximidade geográfica e, há alguns anos, econômica dos países componentes do Mercosul, há pouca interação entre o que é apresentado nos palcos latino-americanos e aqui.

Mesmo que festivais ibero e latino-americanos sejam, respectivamente, apresentados pela Secretaria de Estado de Cultura de São Paulo (graças ao esforço de Fernando Calvozo do Memorial da América Latina) e pela Cooperativa Paulista de Teatro (CPT) em parceria com a Petrobrás, além de festivais internacionais – como o FILO de Londrina e o FIT em São José do Rio Preto), há muito que se trocar com los hermanos latino e ibero-americanos, por isso um festival de tal porte, o Mirada, é mais que bem-vindo.

Saiba mais sobre o Mirada clicando aqui.

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , ,
17/03/2010 - 00:29

Festibero encerra sua terceira edição com sucesso e planos para 2011

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michel@aplausobrasil.com)

Fernando Calvozo, diretor de atividades culturais do Memorial da América Latina

A terceira edição do Festival de Teatro Ibero-Americano promovido pelo Memorial da América Latina encerrou no último domingo com uma adesão impressionante do público e um desejo otimista e franco para a edição de 2011.

Os espetáculos escolhidos para o encerramento desse 3º Festibero ressoaram com gargalhadas de pleno divertimento de espectadores que puderam assistir, de graça, a espetáculos brasileiros, latino-americanos, portugueses e espanhóis aos quais, dificilmente, teriam acesso.

Com planos de uma mostra paralela à oficial, como o Fringe irlandês, e reconhecendo que, realmente, da primeira à presente edição do Festibero, a maturidade de quem se dá “ao luxo de experimentar”, segundo Fernando Calvozo, diretor de atividades culturais do Memorial da América Latina e idealizador do Festibero que fala mais sobre as diferenças dessa terceira edição, sobre os planos e projetos para 2011, entre outros assuntos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , ,
Voltar ao topo