Publicidade

Publicidade

12/09/2012 - 15:40

Tia Emanuelle, da Cia Espontânea, estreia no Teatro Itália

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"Tia Emanuelle"

SÃO PAULO – O espetáculo Tia Emanuelle, dirigido por Wagner de Miranda, é um musical que conta as peripécias de uma senhora nonagenária, bondosa e astuta. Camilo Brunelli assina o texto e atua no espetáculo. Wagner de Miranda é o diretor. A estreia será nesta sexta-feira (14), no Teatro Itália, às 23h30. Na ocasião, haverá o lançamento do livro com o texto da peça pela Editora Giostri.

No dia em que completa 91 anos, Tia Emanuelle revive a sua trajetória, lamenta a perda do seu marido Gumercindo e as dificuldades que a vida lhe oferece devido à idade avançada. Tia Emanuelle quer voltar aos palcos. Jura que teve uma vida inusitada e que foi a responsável pelo sucesso de muitas estrelas, entre elas Carmen Miranda. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , , ,
18/04/2012 - 18:31

Bob Wilson encerra primeira fase de projeto brasileiro amanhã

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG        (Michel@aplausobrasil.com)

Danilo Santos de Miranda e Robert Wilson

SÃO PAULO – Com a apresentação de amanhã do monólogo A Última Gravação de Krapp, texto do irlandês Samuel Beckett dirigido e interpretado por Robert Wilson, no Teatro do SESC Belenzinho (ingressos esgotados), encerra-se a primeira etapa de um projeto que se estenderá até 2014 e gira em torno de atividades relacionadas ao mergulho no universo de Bob Wilson, um dos artistas mais destacado da cena teatral internacional.

Além das cinco apresentação do solo beckettiano, segunda passada, o CineSESC exibiu o documentário Absolute Wilson, com a presença do diretor, em novembro dois espetáculos dirigidos por Wilson, com o Berliner Ensemble (grupo fundado pelo dramaturgo alemão, Bertolt Brecht) Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , ,
30/09/2011 - 16:43

Théâtre Du Soleil chega a SP trazendo 15 toneladas e vasta programação

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

Sempre disposta e sorridente, a diretora Ariane Mnouckine recebeu a imprensa no SESC Belenzinho

SÃO PAULO – A capital paulista é o primeiro porto em que as 15 toneladas dos Náufragos da Boa Esperança (Auroras), a mais recente criação da trupe francesa Théâtre Du Soleil. O espetáculo dirigido por Ariane Mnouchkine, uma das fundadoras da trupe (em 1964 com seus companheiros da Association Théâtrale dês Étudiants de Paris), criado a partir do romance póstumo de Júlio Verne, Les Naufragés Du Jonathan, com dramaturgia de Hélène Cixous, é só o banquete final do vasto cardápio que a companhia francesa oferecerá, a partir de quarta-feira (5), no SESC Belenzinho.

Em meados da primeira década do século 21, em entrevista com Danilo  Santos de Miranda, o diretor regional do SESC São Paulo ressaltou a preocupação do SESC SP em promover, concomitantemente, ações educativas aliadas ao entretenimento, mas, esclareceu ele, “um espetáculo do Théâtre Du Solei, por si só é educativo. Acredito que os bons espetáculos são assim, auxiliam na educação humana, colocando o homem numa condição de diálogo com seu tempo e espaços”.

Danilo Santos Miranda, diretor regional do SESC SP, por Isabel D'Elia

Entretanto, seguindo os moldes de 2007 quando o Théâtre Du Soleil apresentou Os Efêmeros (Les Éphémères), o SESC São Paulo concretiza sua vocação formativa ambientando o público no universo dessa trupe francesa por meio de oficinas, workshops, encontro com o público, exibição de documentários, entre outros.

INSCREVA-SE JÁ!

Programação Especial – SESC SP – Théâtre du Soleil 2011

Encontro com o público: Dia 20/10 – Quinta, às 13h – SESC Belenzinho

O processo de trabalho da Companhia e o novo espetáculo, com Ariane Mnouchkine

A encenadora participa de debate sobre a trajetória do Théâtre du Soleil e seus processos de criação.

Praça de Eventos (Tenda) – SESC Belenzinho (585 lugares)

Grátis. Retirada de ingressos com 1 hora de antecedência – até enquanto houver disponibilidade de lugares.

Oficinas com o Théâtre du Soleil – SESC Belenzinho

Dias 13, 14 e 15/10 – Quinta, sexta e sábado

Denominadas “estágios”, as atividades ministradas por integrantes da Companhia tem como base a improvisação e jogos cênicos a partir de temas musicais. Com a orientação de Juliana Carneiro da Cunha, Maurice Durozier, Duccio Bellugi, Serge Nicolaï e Olivia Corsini.

Horários: 9h às 12h e 13h às 16h (Carga horária de 18 horas – 6 horas/dia)

Sala de Espetáculos II – SESC Belenzinho

40 vagas. Para maiores de 16 anos interessados na arte teatral, estudantes de teatro, atores amadores e profissionais. (Os participantes devem ter disponibilidade para os 3 dias do curso, consumir alimentação leve e usar roupas confortáveis e de cores neutras e lisas – sem “marcas” aparentes ou estampas)

R$ 30,00; R$ 15,00 (usuário matriculado, acima de 60 anos e estudante com carteirinha). R$ 7,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes).

Inscrições pelo e-mail: theatredusoleil@belenzinho.sescsp.org.br até o dia 07/10, mediante envio de breve currículo e carta de interesse. Os selecionados devem ser informados por e-mail até o dia 11/10 e a participação é confirmada somente após o pagamento nos dias 11 ou 12/10, na Central de Atendimento do SESC Belenzinho.

Workshop – Dias 21 e 22/10 – Sexta e sábado

A pesquisa musical e a criação para a cena, com Jean-Jaques Lemêtre – CEM (Centro Experimental de Música) – SESC Consolação

O músico, compositor e intérprete coordena esta oficina em que aborda o trabalho de produção de trilhas sonoras para teatro e cinema.

Dias 21 e 22/10 – Sexta e sábado

Horário: 13h às 16h (Carga horária de 6 horas – 3 horas/dia)

CEM (Centro Experimental de Música) – SESC Consolação

Rua Dr. Vila Nova, 245

30 vagas. Para maiores de 16 anos, com ou sem experiência, professores de música, atores e bailarinos. (Não é necessário saber tocar um instrumento para participar do curso)

R$ 30,00; R$ 15,00 (usuário matriculado, acima de 60 anos e estudante com carteirinha). R$ 7,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes).

Inscrições pelo e-mail: Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
24/02/2011 - 00:16

Eles voltaram melhores ainda

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, colunista e crítico teatral do Aplauso Brasil

Luís Francisco Wasilewski, colunista e crítico teatral do Aplauso Brasil

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Em 1980, Macksen Luiz utilizou pela primeira vez em uma crítica teatral a expressão “Besteirol”, que acabou designando uma série de comédias feitas no Rio de Janeiro e São Paulo, na década de 1980. Agora, Stella Miranda criou uma denominação e, eu acho, que sou o primeiro a utilizá-lo em uma crítica jornalística. Trata-se de Besteiral, a saber, o Besteirol musical. Este intróito é para falar da volta do Besteiral Subversões que, 21

O “Besteiral” “Subversões 21”

anos após a sua estreia, chega com o título de Subversões 21.

O espetáculo continua sendo dirigido por Stella Miranda e traz no elenco os excelentes Aloísio de Abreu, Luís Salém e Márcia Cabrita. E, para definir a montagem, Stella cunhou o termo Besteiral. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , ,
05/12/2009 - 16:18

Ná Ozzetti em apresentação única no Auditório do Ibirapuera

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michelfernandes@superig.com.br)

balagandãs“Silêncio, façam alas, ordem, respeito e nem um grito de bamba, quero os tamborins de grande gala que vai passar” a imperatriz do samba, parafraseando Waldemar Silva, compositor de Imperador do Samba, música que abre Balangandãs, show de Ná Ozzetti que tem apresentação única logo mais, 21h, no Auditório do Ibirapuera, convidamos nosso leitor da maneira mais respeitosa que esse espetáculo merece a não perder a única apresentação que ele terá.

Assisti, ainda no primeiro semestre do ano, a estréia de Balagandãs e recordo que Ná Ozzetti disse que o trabalho era fruto de uma admiração que nutria, desde sua juventude, por nossa “Imperatriz do Samba”, Carmen Miranda, e acendia refletores em composições menos comuns (se é que isso é possível!) do repertório interpretado no início da carreira da Brazilian Bombshell. A leitura dada por Ná nas músicas faz jus ao Prêmio Bravo! Prime 2009 de Melhor CD de MPB que Balangandãs traz em sua bagagem.

Além de Ná-Carmen sobem o palco os músicos-Bando da Lua (grupo que, por anos, seguiu Miss. Miranda) Dante Ozzetti, Mário Manga, Sérgio Reze e Zé Alexandre Carvalho, nesse show que traz canções de Assis Valente (Camisa Listada, Recenseamento), Synval Silva (Adeus Batucada, Ao voltar do samba), Ary Barroso (Na batucada da vida), Dorival Caymmi (A preta do acarajé) e Braguinha (Touradas em Madri), entre outros. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , ,
Voltar ao topo