Publicidade

Publicidade

06/10/2011 - 13:17

Inscrições na rede Nacional Funarte Artes Visuais vão até segunda

Compartilhe: Twitter

Você tem até segunda-feira (10) para se inscrever na 8ª edição da rede Nacional Funarte Artes Visuais. As inscrições de projetos podem ser feitas por Correio ou por meio eletrônico, com o envio da ficha de inscrição assinada e digitalizada e dos anexos obrigatórios para o endereço redenacional@funarte.gov.br.

Não será aceita entrega presencial. O edital com as regras de participação e a ficha de inscrição estão disponíveis no link abaixo

http://www.funarte.gov.br/edital/programa-rede-nacional-funarte-artes-visuais-2/ .

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , ,
09/12/2009 - 21:55

Tenho uma dor chamada Portugal

Compartilhe: Twitter

 

Jorge Louraço Figueira, de Estado do Crítico 

 

 

Peça de Gil Vicente está no Teatro Nacional São João, no Porto

Peça de Gil Vicente está no Teatro Nacional São João, no Porto

“Tenho uma dor chamada Portugal” é um verso de Ruy Belo, o mesmo poeta de quem se ouvem, perto do final deste espectáculo, as palavras “Aqui – mulher terra mar / Aqui só pode ser a casa de deus”. Belo é um dos “vencidos do catolicismo”, como disse noutro poema (que termina com as palavras de Cristo, por sua vez repetindo um salmo de David: “Meu deus meu deus porque me abandonaste?”). As citações e referências cruzadas dariam para várias edições do PÚBLICO, tal é a riqueza da obra vicentina e da mitologia judaico-cristã. E deve haver inúmeras maneiras de falar deste espectáculo. Mas a ideia mais importante parece ser essa: deus e Portugal são duas fontes de mágoa. Será?

CLIQUE AQUI para ler a crítica completa no Estado do Crítico, site parceiro.

 

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , ,
06/11/2009 - 20:54

Impressões lusitanas da passagem de Antunes Filho por lá

Compartilhe: Twitter
Cena de <i>A Falecida Vapt-Vupt</i>, com o Grupo Macunaíma

Cena de A Falecida Vapt-Vupt, com o Grupo Macunaíma

 

Antes da estreia no 7° andar do SESC Consolação, onde fica a sede do CPT (Centro de Pesquisa Teatral), o espet´´aculo A Falecida Vapt-Vupt, terceira incursão do diretor Antunes Filho para A Falecida, do dramaturgo carioca Nelson Rodrigues, a peça estreou em solo português, no Teatro Nacional São João (TNSJ), no Porto, em maio deste ano, ao lado de Prèt-a-Porter (Coletânea 2). É sobre as impressões do trabalho dos núcleos Macunaíma e CPT, ambos coordenados por Antunes Filho, que versa o texto do crítico português Jorge Louraço Figueira. Boa leitura e não percam a instigante obra.

 

Subitamente, no banheiro das senhoras [TNSJ]

By Jorge Louraço Figueira

Antunes Filho, o mais reputado encenador de São Paulo, vai mais longe, na cenografia de A Falecida Vapt-Vupt. O espaço é um bar onde param os clientes do costume, indiferentes ao desenrolar das cenas entre marido e mulher, família, amante e agentes funerários. No meio, tirando apontamentos durante toda a função, está a figura do autor. A parede do fundo é um imenso painel cheio de inscrições típicas de WC público, sugerindo que o anjo pornográfico, como lhe chamaram, escrevia directamente da secreta.

CLIQUE AQUI para ler a crítica completa.

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo