Publicidade

Publicidade

04/10/2012 - 02:40

Antunes Filho dirige Toda Nudez Será Castigada

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

Antunes Filho apresenta "Toda Nudez Será Castigada"

SÃO PAULO – O diretor Antunes Filho, um dos nomes mais importantes do teatro brasileiro, estreia Toda Nudez Será Castigada, em comemoração aos 30 anos do Centro de Pesquisa Teatral do SESC Consolação (CPT) e ao centenário do nascimento de Nelson Rodrigues. No elenco, estão os atores do CPT, criado pelo SESC para abrigar as pesquisas e encenações do Grupo de Teatro Macunaíma, comandado por Antunes Filho. A estreia é sexta-feira (5), às 21h.

Antunes Filho apresenta "Toda Nudez Será Castigada"

O texto, que já ganhou várias versões teatrais e já foi montado por Antunes Filho nos anos 1980, obteve fama nacional com a estreia do filme homônimo, dirigido por Arnaldo Jabor, em 1973, e estrelado por Darlene Glória.

Antunes Filho já encenou diversas peças do dramaturgo, que viraram montagens antológicas do teatro brasileiro, como Nelson Rodrigues, O Eterno Retorno (1981), Nelson 2 Rodrigues (1984), projeto do qual fazia parte a apresentação de Toda Nudez Será Castigada; Paraíso, Zona Norte (1989) e A Falecida VaptVupt (2009). Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , ,
31/07/2012 - 19:20

Marco Ricca é o Boca de Ouro

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Boca de Ouro"

Sob direção de Marco Antônio Braz, o ator protagoniza o clássico de Nelson Rodrigues que participa do projeto do SESI em homenagem aos 100 anos de nascimento do dramaturgo

SÃO PAULO – Montagem traz a marca registrada de Nelson Rodrigues: o subúrbio carioca dos anos 1940! Nada melhor para a comemoração dos 100 anos de nascimento do dramaturgo pernambucano (mas que foi o mais carioca de todos os cidadãos da cidade do Rio de Janeiro) do que encenar Boca de Ouro. A peça, dirigida por Marco Antônio Braz, retrata a vida do bicheiro Drácula de Madureira, interpretado com maestria por Marco Ricca, que como símbolo de seu poder mandou que um dentista trocasse seus dentes por uma dentadura de ouro! O projeto do SESI Nelson Rodrigues 100 anos inclui também ciclos de leituras dramáticas e debates, além da encenação de A Falecida, protagonizada por Maria Luisa Mendonça: as duas peças são apresentadas simultaneamente e alternadas, às quintas e sextas e aos sábados e domingos.

"Boca de Ouro"

O público entra na sala de espetáculo e o elenco de 13 atores (que participa das duas peças) está no palco se preparando para a encenação. Com o início da peça, há um desfile de escola de samba estilizado, com o bicheiro sendo o grande destaque de um carro alegórico. Corte abrupto e no canto do palco a redação do jornal O Sol com o editor — caracterizado como Nelson Rodrigues que trabalhou em jornal por muito tempo — recebendo a notícia da morte do Boca de Ouro; ele designa um repórter para entrevistar Dona Guigui (Lara Córdulla) , ex-amante do bicheiro, com a intenção de revelar os bastidores da vida do contraventor. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , ,
29/07/2012 - 14:08

Alinne Moraes é Dorotéia

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Teatro Raul Cortez recebe peça escrita por Nelson Rodrigues

SÃO PAULO – Depois de temporada no Teatro Poeira, no Rio de Janeiro, Dorotéia chega a São Paulo. A atriz Alinne Moraes é a protagonista da montagem que conta a história de Dorotéia, prostituta que abandona a profissão após a perda de seu filho e procura a família em busca de salvação. No elenco estão: Gilberto Gawronski, Alexandre Pinheiro, Keli Freitas, Marcus Majella e Paulo Verlings. Dirigida por João Fonseca, a peça fica em cartaz no Teatro Raul Cortez até 14 de outubro.

Em Dorotéia, considerada por muitos uma obra maldita, Nelson coloca em questão como a sociedade condena as pessoas por sua beleza. Doroteia vai à casa de suas primas Dona Flávia, Carmelita e Maura, que são viúvas e muito feias. As três a repudiam devido à sua beleza.

São personagens que reprimem os seus desejos sexuais e para evitar que o pecado tome conta de sua residência, Dona Flávia impõe uma condição para aceitar a presença de Doroteia: que ela fique feia.

Alinne Moraes entrou em contato com o texto há dois anos e se identificou com a trajetória da prostituta que precisa se enfeiarpara assim não chamar mais a atenção de ninguém e ser aceita pelas parentes.  A atriz contou que muitas vezes quis se tornar feia para passar despercebida entre as pessoas. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , ,
06/07/2012 - 16:37

Rodriguianas: Tragédias para Rir é a homenagem do CCBB SP pelo centenário de Nelson Rodrigues

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Marcos Breda está no elenco de "Rodriguianas"

SÃO PAULO – A peça é uma adaptação de oito contos de Nelson Rodrigues publicados no jornal Última Hora, na coluna A Vida como ela é, nos anos 1950. No elenco estão os atores Marcos Breda, Fernanda D’Umbra, Duda Mamberti, Bete Correia, Cintya Chaves, Maria Tuca Fanchin, Luís Soares e Sidney Santiago. A direção é de Luís Artur Nunes. O cenário é de Márcio Vinícius, figurinos de Fábio Namatame e iluminação de Guilherme Bonfanti. Estreia amanhã no CCBB às 20 horas.

Com uma linguagem simples e popular, as crônicas retratam situações do cotidiano, sempre com o olhar crítico e bem humorado típico doautor. São elas: O Pediatra, Romântica, As Gêmeas, A Esbofeteada, Despeito, Noiva da Morte, Flor de LaranjeiraSelvageria.

O diretor Luís Artur Nunes, especialista na obra de Nelson Rodrigues, preservou o discurso narrativo da obra de Nelson e na transposição para o palco, os textos são apresentados por atores que além de interpretarem, narram, descrevem e comentam as cenas. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , ,
27/06/2012 - 20:57

Marco Ricca e Maria Luisa Mendonça estreiam peças de Nelson Rodrigues

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Marco Ricca protagoniza "Boca de Ouro"

SÃO PAULO -O SESI SP promove a estreia de duas peças: Boca de Ouro, a partir desta sexta-feira (29), e A Falecida, com estreia prevista para  o dia 06 de julho, ambas sob dieção de Marco Antonio Braz. Elas estão agendadas para serem apresentadas simultaneamente e em datas alternadas, no Teatro do SESI-SP, e têm como protagonistas Marco Ricca e Maria Luísa Mendonça, respectivamente. O restante do elenco participa das duas montagens: Alessandro Hernandez, Claudinei Brandão, Jackie Obrigon, Jady Forte, Lara Córdulla, Leo Stefanini, Livia Ziotti, Luciana Caruso, Rafael Boese, Rodrigo Fregnan, Tatiana de Marca, Willians Mezzacapa e participação especial de Gésio Amadeu.

As estreias fazem parte do projeto Nelson Rodrigues 100 Anos que comemora o centenário do artista abordando a obra rodriguiana através de um olhar pedagógico e contemporâneo, além de buscar avaliar o que o Nelson Rodrigues deixou de legado nesse centenário.

Com atividades acontecendo em todo o estado de São Paulo, o objetivo é realizar um diálogo orgânico por meio do teatro e de debates, os quais serão futuramente registrados e disponibilizados para o público em geral.

As duas montagens têm como pano de fundo uma realidade brasileira e popular. Além disso, elas apresentam personagens que tentam superar a mediocridade de suas vidas, mas acabam morrendo precocemente.

Boca de Ouro tem o carnaval como elemento de destaque. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
14/05/2012 - 23:55

SESI promove Nelson Rodrigues 100 anos

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Nelson Rodrigues (1912-1980)

SÃO PAULO – Em Comemoração ao centenário de nascimento do dramaturgo e jornalista Nelson Rodrigues, o SESI São Paulo está promovendo encontros, espetáculos teatrais, exposições, filmes  e leituras dramáticas.

Durante todo o ano, a programação, que tem a curadoria de Ruy Castro (autor da excelente biografia, O Anjo Pornográfico, sobre o autor), será levada às unidades do Sesi do da Grande São Paulo e interior. As leituras e espetáculos têm a direção de Marco Antonio Braz,especialista na obra rodrigueana (segundo ele, “o Bardo carioca”). Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , ,
04/05/2012 - 23:11

SESC Belenzinho sedia Uma Balada para Nelson Rodrigues

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Renato Borghi protagoniza "Os Sete Gatinhos"

SÃO PAULO – Uma Balada para Nelson Rodrigues é um evento que faz parte da programação da Virada Cultural e terá espetáculos de teatro, dança, leituras dramáticas, intervenções, exibições de filmes e shows. Para a execução do projeto, a base foram as pesquisas de Sábato Magaldi sobre o dramaturgo. As atrações do evento são gratuitas. O objetivo é celebrar o centenário do escritor, jornalista e dramaturgo, marco do teatro moderno brasileiro.

Os espaços do SESC receberão uma cenografia que lembra o universo das obras de Nelson Rodrigues, recheadas de amor, traição, crimes passionais, incesto e erotismo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , ,
09/03/2012 - 20:37

Excesso e superficialidade marcam Os Sete Gatinhos

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (michel@aplausobrasil.com)

Renato Borghi e Elcio Nogueira Seixas são convidados especiais do Círculo dos Canastrões

SÃO PAULO – Ao mesmo tempo que um grande êxito, caso de Luís Antonio Gabriela, representa um prazer indizível a seus criadores, as exigências de um novo trabalho da equipe – ou, no caso de Os Sete Gatinhos, do diretor, Nelson Baskerville – responsável pelo êxito é mais rigorosa. Portanto, a concepção de Baskerville, está bastante aquém de outros trabalhos assinados pelo autor (como os espetáculos exemplarmente dirigidos por Antunes Filho), pecando pelo excesso de referências que afogam o espetáculo na superfície.

Os textos escritos pelo “bardo carioca” não precisam de re-escrituras cênicas para expressarem os intrínsecos valores arquetípicos que se escondem nas camadas mais subterrâneas do texto, ao contrário,  excessos plásticos, referências desnecessárias, entre outros, acabam por ocultar o sumo da peça: o desmoronamento de uma família que apostou tudo – dinheiro inclusive – na pureza da filha/ irmã mais jovem para redimir essa degradada instituição familiar. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
08/03/2012 - 23:37

Strindberg questiona o casamento tradicional

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Brincando com Fogo" - foto por Lígia Jardim

Com direção de Nelson Baskerville, a Cia Mamba de Artes apresenta Brincando Com Fogo, peça inédita no país, dentro das comemorações do centenário de morte do dramaturgo sueco

SÃO PAULO – Hoje em que se discute o modelo romântico de casamento, a montagem da Cia. Mamba de Artes da peça, inédita no Brasil, de August Strindberg, Brincando com Fogo, em cartaz na Caixa Cênica do SESC Pompeia, é mais do que bem-vinda.

Mesmo tendo sido escrita em 1891, a peça é atual justamente por colocar em cheque o casamento tradicional, muito conhecido e praticado por todos nós até hoje. Na montagem dirigida por Nelson Baskerville o público é surpreendido logo ao entrar: ao invés de uma sala comum de exibição, as pessoas se deparam com uma tenda inflável, em que os atores estão preparados para o início de uma cerimônia de casamento, e são, em seguida, conduzidas a se sentar nos dois lados da tenda. Somos ao mesmo tempo espectadores de teatro e convidados do casamento. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
29/02/2012 - 15:21

Assista vídeo com cenas de Tim Maia, Vale Tudo – O Musical

Compartilhe: Twitter

Tiago Abravanel vive Tim Maia

SÃO PAULO – Depois de estrondoso sucesso na temporada carioca de 2011, Tim Maia, Vale Tudo – O Musical, de Nelson Motta, dirigido por João Fonseca, estreia no dia 09 de março de 2012, no Teatro Procópio Ferreira. Quem dá vida ao ídolo da MPB, o carioca de voz exuberante Tim Maia, é o paulistano de apenas 24 anos Tiago Abravanel.

<a href="“>


Ficha Técnica:

Texto: Nelson Motta

Direção: João Fonseca

Direção musical: Alexandre Elias

Elenco: Tiago Abravanel, Izabella Bicalho, Lilian Valeska, Pedro Lima, Andreh Viéri, Bernardo La Rocque, Reiner Tenente, Evelyn Castro, Pablo Ascoli, Aline Wirley e Leticia Pedroza.

Coreografias: Sueli Guerra

Iluminação: Paulo Cesar Medeiros

Cenário: Nello Marrese

Figurinos: Rui Cortez

Fotos: Caio Gallucci

TIM MAIA – VALE TUDO, O MUSICAL

Teatro Procópio Ferreira (671 lugares)

Rua Augusta, 2.823 – Cerqueira César

Informações: 3083-4475

Vendas: www.ingressorapido.com.br e tel.: 4003-1212.

Reservas e grupos: (11) 3064-7500

Bilheteria: de terça à domingo, das 14h até o início do espetáculo. Acesso a deficientes físicos, ar condicionado e entrega de ingressos a domicílio.

Estacionamento conveniado na Rua Augusta, 2.673 – R$ 10,00 (período de 4 horas. Retirada de selo do estacionamento na bilheteria).

Quinta e Sábado às 21h.

Sexta às 21h30.

Domingo às 18h

Quintas e sextas
Setor Premium: R$ 120,00
Setor I: R$ 100,00
Setor II: R$ 50,00

Sábados e Domingos
Setor Premium: R$ 150,00
Setor I: R$ 130,00

Setor II: R$ 70,00

Ingressos já estão à venda

Duração: 160 minutos

Classificação 14 anos

Estreia para convidados: dia 12 de março, segunda-feira, às 21h.

Estreia dia 09 de março.

Temporada: até 24 de junho

Autor: - Categoria(s): Multimídia Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo